Tradução da noveleta “Ich”, do autor austríaco Arthur Schnitzler

Arthur Schnitzler, Alice Leal, Andrea Lauckner, Armin Innerhofer, Katharina Gschwendner

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1980-4237.2011n9p248

No presente trabalho serão apresentados alguns aspectos que julgamos relevantes quanto à tradução, um conjunto de impressões e elementos que, juntos, deverão nortear a leitura do conto. Tais impressões e elementos serão expostos da seguinte forma. As duas primeiras e mais curtas seções deste trabalho serão dedicadas ao contexto em que a tradução foi realizada e à escolha do texto, respectivamente. A seção 3, um pouco mais extensa, trará algumas curiosidades quanto ao autor do conto e ao conto em si. Também de mais fôlego, a parte 4 incluirá os aspectos que nortearam nosso projeto de tradução1. Por fim, a seção 5 será dedicada às dificuldades encontradas no processo de tradução. Algumas considerações finais fecharão, então, o presente texto.


Palavras-chave


Teoria da tradução; Literatura traduzida

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-4237.2011n9p248

Sci. Trad., © 2005, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1980-4237

Creative Commons License
Scientia Traductionis is licensed under a Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.