Chesterton & Father Brown

G. K. Chesterton, Éda Heloisa Pilla

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1980-4237.2011n9p286

Depois da leitura de “O Conto de Fadas do Padre Brown” (G. K. Chesterton, 1914), um breve esclarecimento do grande desafio que foi a sua tradução, a começar pela estatura de seu autor. Chesterton (1847 – 1936) tinha uma visão filosófica da vida ao longo da qual muitos conflitos fizeram-no mudar de opinião sobre as questões mais candentes de sua época, mas sempre com atitudes muito bem fundamentadas e muita análise e conhecimento das idéias e convicções que acabou por abraçar.


Palavras-chave


Teoria da tradução; Literatura traduzida; G. K. Chesterton

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-4237.2011n9p286

Sci. Trad., © 2005, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1980-4237

Creative Commons License
Scientia Traductionis is licensed under a Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.