Da concepção de Sêneca sobre tradução - De tranquillitate animi (2,1-5); Epistula ad Lucilium (LVIII)

Lucius Annaeus Seneca, Mauri Furlan

Resumo


É sempre conveniente lembrarmo-nos de que entre os Antigos gregos e romanos não se praticava qualquer reflexão teórica abstrata exclusiva sobre a questão da tradução, como a concebemos hodiernamente. As alusões à prática da tradução e a problemas a ela relacionados ocorrem de forma fragmentária em variados gêneros textuais, sempre acompanhados de outros temas. Lucius Annaeus Seneca (4 a.C.- 65 d.C.) imortalizou-se como um dos grandes pensadores romanos e filósofos estóicos, autor de vasta e renomada obra.

Palavras-chave


Teoria da tradução; História da tradução; Sêneca

Texto completo:

PDF/A


Sci. Trad., © 2005, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1980-4237

Creative Commons License
Scientia Traductionis is licensed under a Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.