Gamificação e arte literária: jogando com a leitura

Miguel Rettenmaier, Joseane Amaral

Resumo


Este trabalho tem por finalidade discutir o estímulo à leitura literária em associação ao conceito de gamificação. Observando nos jogos um tipo de aprendizado, agradável e espontâneo, associado à experiência de leitura (LARROSA, 2012), pretende-se discutir o conceito de gamificação (WERBACH & HUNTER, 2012; DETERDING, 2012) como aplicação de técnicas de jogos e design de jogos digitais fora do contexto dos games. Essa noção envolve aspectos tais como motivação, desafio, feedback, recompensas, além de regras e objetivos bem definidos, o que pode representar uma relevante proposta para estimular a aprendizagem e o desenvolvimento da leitura como fruição e como experiência. Em jogo também estará o reconhecimento de uma nova subjetividade na era da computação ubíqua, um novo tipo de leitor (SANTAELLA, 2013), articulado aos móbiles e às demais mídias digitais.

 


Palavras-chave


Leitura; Gamificação; Formação do leitor; Leitor ubíquo

Texto completo:

PDF/A

Referências


CANEVACCI, M. Fetichismos visuais: corpos erópticos e a metrópole comunicacional. Trad. Osvaldo de Morais et al. São Paulo: Ateliê Editorial, 2008.

CANEVACCI, M. Sincrétika: explorações etnográficas sobre artes contemporâneas. Trad. Helena Coimbra Meneghello. São Paulo: Studio Nobel, 2013a.

CANEVACCI, M. Um novo pensamento científico para o contexto da cultura digital. São Paulo, Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, 25 jun. 2013b. Entrevista a Flávia Dourado. Disponível em: http://www.iea.usp.br/noticias/massimo-canevacci. Acesso em: 30 out. 2015.

CARVALHO, L. Pokémon Go, gamificação e o futuro da leitura. Revista Amálgama. 2016. Disponível em: https://www.revistaamalgama.com.br/08/2016/pokemon-go-gamificacao-futuro-da-leitura/. Acesso em: 15 jul. 2018.

CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Trad. Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes. São Paulo: Unesp, 1999.

DETERDING, S. Gamification: designing for motivation. Interactions, New York, v. 19, n. 4, p. 14-17, 2012.

DETERDING, S. et al. From game design elements to gamefulness: defining gamification. In: Proceedings of the 15th international academic MindTrek conference: envisioning future media environments, p. 9-15, 2011.

FAILLA, Z. (Org). Retratos da Leitura no Brasil 3. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo; Instituto Pró-Livro, 2012.

FAILLA, Z (Org.). Retratos da leitura no Brasil 4. Rio de Janeiro: Sextante, 2016.

HASSAN, L.; HARVIAINEN, J.T.; HAMARI, J. Enter Hogwarts: lessons on how to gamify education from the wizarding world of Harry Potter. GamiFIN Conference 2018, Pori, Finland, May, 2018.

HAYLES, N. K. Literatura eletrônica: novos horizontes para o literário. São Paulo: Global; Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2009.

ISER, W. O jogo do texto. In: LIMA, Luiz Costa (Org.). A literatura e o leitor: textos de Estética da Recepção. 2 ed. Trad. Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002. p. 105-118.

LAJOLO, M.; ZILBERMAN, R. (Coord.). Leitura em crise na escola: as alternativas do professor. 3 ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1984.

LARROSA, J. La experiencia de la lectura. Trad. João Wanderley Geraldi; Cristina Antunes. São Paulo: Autêntica. 2014.

LARROSA, J. Tremores sobre a experiência.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: 34, 1993.

MACKEY, M. Literacies across media: playing the text. London and New York: Routledge, 2002.

NICHOLSON, S. Everyone plays at the library: creating great gaming experiences for all ages. Medford: Information Today, 2010.

PETIT, M. A arte de ler ou como resistir à adversidade. Trad. Arthur Bueno; Camila Boldrini. São Paulo: 34, 2009.

SANTAELLA, L. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.

SANTAELLA, L. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. 2 ed. São Paulo: Paulus, 2007.

SILVA, E.T. A escola e a formação de leitores. In: FALLA, Zoara. (Org). Retratos da Leitura no Brasil 3. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo; Instituto Pró-Livro, 2012, p. 107-116.

WERBACH, K.; HUNTER, D. For the win: how game thinking can revolutionize your business. Philadelphia: Wharton Digital Press, 2012.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-9288.2019v15n2p162



Direitos autorais 2020 Miguel Rettenmaier, Joseane Amaral

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Texto DigitalUniversidade Federal de Santa CatarinaFlorianópolisSanta Catarina, Brasil. ISSNe 1807-9288

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.