A propaganda do sistema: análise de discurso dos efeitos de sentido presentes no filme publicitário Repressão da companhia de cosméticos O Boticário

Autores

  • Diane Southier Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luísa Bonnetti Scirea Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8420.2014v15n2p156

Palavras-chave:

Repressão, O Boticário, Análise de discurso, Efeitos de sentido

Resumo

Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise discursiva dos efeitos de sentido presentes no filme publicitário Repressão da companhia de cosméticos O Boticário.Repressão é o primeiro de uma série de outros filmes publicitários integrantes da campanha institucional Acredite na Beleza, lançada em 2008. A análise é pautada nos conceitos e método da Análise de Discurso de linha francesa, em diálogo com o contexto econômico da época e com as formas sujeito capitalista e sujeito socialista, noções que podem ser relacionadas aos sentidos decorrentes da propaganda d’O Boticário. Conclui-se que, no contexto de crise econômica mundial de 2008, intencionalmente ou não, Repressão sutilmente opera de maneira a legitimar o sistema capitalista, através da ideia de beleza que o filme oferece.

 

Biografia do Autor

Diane Southier, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (2013). Cursando mestrado em Sociologia Política na mesma instituição (2014/15).

E-mail: diane.southier@gmail.com

Luísa Bonnetti Scirea, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Cursando mestrado em Sociologia Política (2015/16) e Especialização em Gênero e Diversidade na Escola (2015), ambos cursos da UFSC.
E-mail: luisabonettis@gmail.com

Downloads

Publicado

2014-12-31

Edição

Seção

Artigos