Educação e legislação: um viés histórico-documental para o surgimento do livro didático e sua incidência na mediação do ensino e da aprendizagem entre professor e aluno

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8420.2021e71361

Palavras-chave:

Educação, Legislação, Livro didático

Resumo

Dada a situação da educação no Brasil atualmente, este artigo tem como premissa uma abordagem da legislação – Constituição Federal e Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, vigentes e revogadas –, em um percurso histórico-documental desde as circunstâncias introdutórias do surgimento da educação análogas ao trabalho e às necessidades de comunicação também inerentes ao trabalho como fator fundante do homem para sua existência e subsistência até os momentos atuais. Esse artigo tem como objetivo identificar a forma como a legislação regimenta a escola, sob a perspectiva da incidência do livro didático em sala de aula e discussões a respeito da finalidade desse material, com amparo em leituras a respeito da natureza da educação, da legislação e da realidade social que concerne à escola enquanto instituição.

Referências

AZEVEDO, Fernando de. Mais uma vez convocados: Manifesto ao povo e ao governo. rev. HISTEDBR, Campinas. ago. 2006. p. 205-220. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/22e/doc2_22e.pdf>. Acesso em: 20/9/2019.

BARROS, Rubem. A história da LDB. Revista Educação. n. 235, dez. 2016. Disponível em: <https://www.revistaeducacao.com.br/historia-da-ldb/>. Acesso em: 22/9/2019.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 1/7/2019.

BRASIL. [LDB (1996)]. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 31/1/2020.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, n. 2, p. 177-229, 1990.

DUARTE, Newton. Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos. Campinas: Autores Associados, 2016.

GATTI JR., Décio. A escrita escolar da História: livro didático e ensino no Brasil (1970 – 1990). Bauru: Edusc, 2004.

GERALDI, João Wanderley. A aula como acontecimento. São Carlos, SP: Pedro & João Editores, 2010.

LEONTIEV, A. A apropriação pelo homem da experiência sócio-histórica. In. ______. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizontes, 1959. p. 176-186.

LESSA, Sérgio; TONET, Ivo. Introdução à filosofia de Marx. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011 [2008].

SAVIANI, Demerval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 19. ed. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Demerval. Educação em diálogo. Campinas: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, Demerval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Demerval. Escola e democracia. 43. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2018.

VOLOCHÍNOV, V. N. As mais recentes tendências do pensamento linguístico ocidental. In: VOLOCHÍNOV, N. V. A construção da enunciação e Outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013 [1928], p. 101-130.

VOLOCHÍNOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. 1 ed. São Paulo: Editora 34, 2017 [1929].

VOLOCHÍNOV, V. N. Que é linguagem. In: VOLOCHÍNOV, N. V. A construção da enunciação e Outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013 [1930], p. 131-156.

Downloads

Publicado

2021-02-01