Resenha - A IMPLEMENTAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS E SEUS EFEITOS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL: Um estudo em municípios catarinenses.

Justina Inês Sponchiado

Resumo


A implementação do Ensino Fundamental de nove anos como política governamental promove, como principal mudança imediata, a inserção na escola de crianças de seis, e mesmo de cinco anos. Entre profissionais da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, familiares e também outros segmentos sociais, dúvidas, receios, contradições: (mais) uma mudança chegando de modo verticalizado, sem o necessário processo de transição para a construção de condições, e, nesse caso, sem que se compreenda as efetivas razões, uma vez que não há concordância quanto a justificativas educacionais para algo tão delicado como a inserção das crianças pequenas na escola. Justificativas relativas ao financiamento educacional parecem estar na origem de tal política.

Palavras-chave


Educação Infantil; Políticas Educacionais; Ensino Fundamental de 9 anos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2010n21p113

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.