A gestão da Pedagogia do Bem Estar: apontamentos da política de creche de Parma-Itália

Autores

  • Eliane Gomes da Silva Instituto Superior de Educação Origenes Lessa (ISEOL)
  • Cileda dos Santos Sant´Anna Perrella Instituto Afrobrasileiro de Ensino Superior.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2013n28p66

Palavras-chave:

creche, infância, política educativa - Key-words, nursery, childhood, educational policy

Resumo

Como resultado de seminários de estudos e observações “in loco”, realizadas por um grupo de pesquisa da Universidade de São Paulo em creches italianas, o presente texto tem por objetivo destacar alguns pontos da proposta da cidade de Parma-Itália que consideramos importantes para pensarmos o atendimento à criança pequena. As observações e estudos por nós realizados, em certa medida, nos levaram a considerar, respeitadas as especificidades locais, algumas das repercussões da política educacional adotada envolvendo algumas ações verticalizadas e as parcerias público-privado presentes na proposta.  Por outro lado, a observação, a escuta, o cuidado com as emoções, a organização do espaço, os materiais utilizados, as atividades proporcionadas para as crianças, o quadro de funcionários, a relação administrativo-pedagógica e o trabalho da educadora nos revelou algumas das preocupações do poder público com o que se entende por Pedagogia do Bem Estar.

 

 

Biografia do Autor

Eliane Gomes da Silva, Instituto Superior de Educação Origenes Lessa (ISEOL)

Doutora pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Docente do Instituto Superior de Educação Origenes Lessa (ISEOL)

Cileda dos Santos Sant´Anna Perrella, Instituto Afrobrasileiro de Ensino Superior.

Doutora pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Foi coordenadora pedagógica da Rede Municipal de São Paulo. É docente do Instituto Afrobrasileiro de Ensino Superior.

 

Downloads

Publicado

2013-06-27

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua