Enunciação e atitude responsiva em processos interativos: construindo dialogias na Educação Infantil

Daniele Marques Vieira

Resumo


O presente artigo aborda o problema da enunciação e a atitude responsiva na relação adulto-criança na dinâmica dialógica da educação infantil. Para tanto estabelece interlocução entre autores do Círculo de Bakhtin e uma perspectiva sobre a cultura infantil na relação entre pares, com destaque à noção de reprodução interpretativa e de ordem instituinte pelas crianças. Propõe um estudo sob a premissa da dialogia na prática educativa no espaço-ambiente da educação infantil, a fim de identificar a dinâmica dialógica e relacionar elementos da enunciação e das atitudes responsiva das crianças dela decorrentes, em momentos de processos interativos de uma situação educativa, registrada e observada por meio da fotografia. A partir do registro fotográfico foi possível relacionar percepções da vivência rememorada na observação da imagem, sendo esta fonte de interpretação de possibilidades responsivas das crianças ao enunciado da professora. Destaca-se desse estudo que observar o que as crianças realizam em suas brincadeiras e interações pode de fato configurar um caminho para o professor abrir os olhos e a escuta ao que move a ação da criança e constitui sua cultura infantil.


Palavras-chave


Educação Infantil; Dialogia; Fotografia

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 6. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011.

BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

FERREIRA, M. Do "avesso" do brincar ou... as relações entre pares, as rotinas da cultura infantil e a construção da(s) ordem(ens) social(ais) instituinte(s) das crianças no jardim-de-infância. In: SARMENTO, M.; CERISARA, A. B. Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância e educação. Lisboa: Edições ASA, 2004.

FORNEIRO, L. I. A organização dos espaços na educação infantil. In: ZABALZA, M. A. Qualidade em Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 1998, p. 229 - 281.

CORSARO, W. A. Sociologia da Infância. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

KRAMER, S.; LEITE, M. I. L. Infância: fios e desafios da pesquisa. 7. ed. Campinas, SP: Papirus, 2003, p. 13 - 38.

__________. Infância e educação infantil. 6. ed. Campinas, SP: 2007, p. 269 - 280.

KOSSOY, B. Fotografia e história. São Paulo: Ática, 1989.

SARMENTO, M. J. ; GOUVEA, M. C. S. Estudos da Infância: educação e práticas sociais. São Paulo: Vozes, 2008.

SOUZA, S. J. Infância e linguagem: Bakhtin, Vygotsky e Benjamin. Campinas, SP: Papirus, 1994.

AUTOR. Curitiba: 2011. Disponível em: . Acesso em: 24/04/2013.

VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância. São Paulo: Ática, 2009.

VOLOCHÍNOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2012.




DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2016v18n33p32

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.