“Prof., por que a Maria não tem pipi? Ela perdeu o pipi?”: narrativas de crianças, famílias e professoras, referentes à sexualidade infantil

Autores

  • Sabrina Filipini Rodrigues Universidade Federal de Santa Catarina
  • Regina Ingrid Bragagnolo Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2016v18n34p267

Palavras-chave:

Educação Infantil, Sexualidade infantil, Criança, Prática pedagógica

Resumo

O presente texto objetiva apresentar resultados de uma pesquisa que teve a intenção de contemplar no cotidiano da prática pedagógica um olhar atento sobre a sexualidade infantil, especificamente como as relações corpóreas/afetivas são abordadas no contexto educativo, através de análises das observações realizadas durante o ano de 2015, com um grupo de crianças de 2 a 4 anos de idade, em um Centro de Educação Infantil do município de Imbituba/SC. Buscou-se compreender as pistas que essas crianças pequenas dão em relação aos seus corpos e às interações entre elas, bem como as narrativas das professoras e famílias que convivem com elas, na tentativa de entender as relações entre os pares e os sentidos dos adultos frente às expressões infantis. Para isso, são utilizados registros de diários de campo das situações e narrativas ocorridas no cotidiano das crianças, familiares e profissionais da instituição.  Analisando as narrativas dos/as envolvidos/as na pesquisa, pode-se perceber, mesmo implicitamente, que a sexualidade está presente no cotidiano das famílias, profissionais e crianças, pois é frequentemente abordada por eles/as a partir de uma lógica heteronormativa.  Assim, neste trabalho, a intenção não foi trazer respostas prescritivas relacionadas à sexualidade infantil, mas sim, refletir sobre as práticas e concepções corpóreas afetivas estabelecidas pelas crianças.

Biografia do Autor

Sabrina Filipini Rodrigues, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Pedagogia pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Resultado da pesquisa realizada para obtenção do título de especialista em docência na Educação Infantil (CEDEI/NDI/UFSC).

Regina Ingrid Bragagnolo, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Psicologia (PPGP/UFSC). Professora Orientadora do Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil (CEDEI/NDI/UFSC) e do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI).

Referências

ASINELLI-LUZ. A., DINIS. N.. Educação sexual na perspectiva

histórico-cultural. Educar, Ed. UFPR, n. 30, Curitiba, 2007. p. 77-87. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/er/n30/a06n30.pdf>. Acesso em: 13 dez. 2015.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf. Acesso em: 12 set. 2015.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: DF, 2010.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf> Acesso em: 14 jan. 2016.

CARVALHO. Cibele N. Palavrão é tudo que tem no corpo de Deus um estudo sobre o obsceno das crianças. In: 37ª Reunião Nacional da ANPEd 2015, Florianópolis. UFSC. Disponível em: <http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT07-4270.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

CÉSAR. Maria Rita de Assis. Gênero, sexualidade e educação: notas

para uma “Epistemologia”. Educar, Ed. UFPR, n. 35, Curitiba, 2009. p. 37-51. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/er/n35/n35a04.pdf> Acesso em: 13 dez. 2015.

COSTA. Paula C. A. Sexualidade na primeira infância: um percurso que se inicia na família. Contexto e Educação. Ed. Unijuí. Ano 27 nº 88 Jul./Dez. 2012.

CRUZ, Silvia Helena V. Ouvindo crianças: considerações sobre o desejo de captar a perspectiva da criança a cerca da sua experiência educativa. In: 27ª Reunião Anual da ANPED. Anais... Caxambu, 2004. Disponível em:<http://www.anped.org.br/reunioes/27/gt07/t078.pdf> . Acesso em: 13 fev. 2013.

DELGADO, Ana C. C. MÜLLER, Fernanda. Abordagens etnográficas nas pesquisas com crianças e suas culturas. Anais da 28º Reunião da ANPED, 2005.

FERREIRA. Maria Manuela M. A gente gosta é de brincar com os outros meninos! Relações sociais entre crianças num jardim de infância. Afrontamento. Portugal, 2004.

FINCO. Daniela. Relações de gênero nas brincadeiras de meninos e meninas na educação infantil. Pro-Posições. v.14, n. 3 (42) - set./dez. 2003. Disponível em: <http://www.cppnac.org.br/wp-content/uploads/2013/07/Rela%C3%A7%C3%B5es-de-genero-nas-brincadeiras-de-meninos-e-meninas.pdf> Acesso em: 15 abril. 2016.

GÊNERO E DIVERSIDADE NA ESCOLA: formação de professores/as em gênero, orientação sexual e relações étnico-raciais. livro de conteúdo. Versão 2009 – Rio de Janeiro: CEPESC; Brasília: SPM, 2009. Disponível em: <http://estatico.cnpq.br/portal/premios/2014/ig/pdf/genero_diversidade_escola_2009.pdf.>. Acesso em: 9 nov. 2015.

GUIMARÃES. Veridiana Canezin. A concepção Freudiana da sexualidade infantil e as implicações da cultura e educação. Revista educativa, v. 15, n. 1, Goiânia, jan./jun. 2012. p. 53-66.

GUIZZO. B. S., FELIPE. J. Avanços e retrocessos em políticas públicas contemporâneas relacionadas a gênero e sexualidade: entrelaces com a educação. In: 37ª Reunião Nacional da ANPED, Florianópolis, UFSC. 2015. Disponível em: <http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT23-3858.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

KRAMER, Sônia. Autoria e autorização: questões éticas na pesquisa com crianças. Cadernos de Pesquisa, RJ, n. 116, julho/ 2002. p. 41- 59. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/n116/14398.pdf> Acesso em: 16 fev. 2016.

LOURO. Guacira L. (org.) O corpo educado: Pedagogias da sexualidade. Ed. Autêntica, 2ª ed. Belo Horizonte, 2000.

MARIANO, C. L. S., OLIVEIRA. E. S. A., SALGADO. R. G. Entre a inocência e o profano: a sexualidade na infância contemporânea. In: 37ª Reunião Nacional da ANPED, Florianópolis, UFSC, 2015. Disponível em: <http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT07-4587.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

MEIRA R. D., SANTANA L.T. Sexualidade na perspectiva histórico-cultural: primeiras aproximações. In: Trilhas pedagógicas, v. 4, n. 4. Ago. 2014. p. 160-181. Disponível em:<http://www.fatece.edu.br/arquivos/arquivos%20revistas/trilhas/volume4/11.pdf>. Acesso em: 8 nov. 2015.

NOGUEIRA. Juslaine de F. A. Dispositivo da sexualidade e psiquiatrização da educação: notas farmacobiopolíticas sobre o corpo. In: 37ª Reunião Nacional da ANPED, Florianópolis, UFSC. 2015. Disponível em: <http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT23-4429.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

PARREIRA. F. L. D., SILVA. E. P.Q. Discursos de bolsistas do programa institucional de bolsa de iniciação à docência sobre sexualidade. In: 37ª Reunião Nacional da ANPED, Florianópolis, UFSC. 2015. Disponível em: <http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT23-4538.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

RODRIGUES, S. A. BORGES, T. F. P. SILVA, A. S. Com olhos de criança: a metodologia de pesquisa com crianças pequenas no cenário brasileiro. Nuances: estudos sobre educação. Presidente Prudente. SP, v. 25, n. 2, maio/ ago, 2014. p. 270-290. Disponível em: <http://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/viewFile/3188/2698> Acesso em: 10 mar. 2016.

SANTA CATARINA. Governo do Estado. Secretaria de Estado da Educação. Proposta Curricular de Santa Catarina: formação integral na educação básica. 2014. Disponível em: <http://www.propostacurricular.sed.sc.gov.br/site/Proposta_Curricular_final.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

SOUZA. Marcos L.O PIBID como espaço formativo de desarranjos, reinvenções e pluralizações dos gêneros e das sexualidades. In: 37ª Reunião Nacional da ANPEd, Florianópolis, UFSC. 2015. Disponível em: <http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT23-3732.pdf> Acesso em: 20 dez. 2015.

TUCKMANTEL. M. M. A sexualidade vai à escola: da informação biológico-reprodutiva à formação do sujeito ético. In: Trilhas pedagógicas, Pirassununga, v. 1, n. 1, p. 38-62, ago. 2011. Disponível em: <http://www.fatece.edu.br/arquivos/arquivos%20revistas/trilhas/volume1/3.pdf>. Acesso em: 8 nov. 2015.

ZORNIG. S. M. A. As teorias sexuais infantis na atualidade: algumas reflexões. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 13, n. 1, p. 73-77, jan./mar. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pe/v13n1/v13n1a08.pdf> Acesso em: 13 dez. 2015.

Downloads

Publicado

2016-09-30