A leitura literária na educação infantil: que espaços e tempos são estes?

Autores

  • Thamirys Frigo Furtado Universidade Federal de Santa Catarina
  • Eliane Santana Dias Debus Universidade federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2017v19n35p133

Palavras-chave:

Espaço e tempo coletivo de leitura, Formação de crianças-leitoras, Leitura literária

Resumo

Quando pensamos na formação de crianças-leitoras, é essencial refletirmos sobre espaço e tempo disponível para as ações pedagógicas que envolvem a leitura e a literatura. Sendo assim, este artigo apresenta discussões parciais realizadas em pesquisa de mestrado desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com o objetivo de mapear os espaços e tempos coletivos de leitura literária nas instituições de Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis (SC). A análise de dados nos levou a constatar que a maior parte das unidades possuem diferentes tempos e espaços coletivos de leitura literária, organizados e planejados pelos próprios professores(as) e demais funcionários da instituição, considerando que não existe biblioteca em todas as instituições. Com isso, concluímos que há profissionais preocupados em aproximar as crianças da cultura letrada, participando ativamente da formação dos pequenos leitores, inventando e reinventando novas possibilidades a cada dia.

Biografia do Autor

Thamirys Frigo Furtado, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Integrante do Grupo de Pesquisa em Literatura Infantil e Juvenil e práticas de mediação literária (LITERALISE/UFSC). Atualmente é professora auxiliar de Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis (SC). 

Eliane Santana Dias Debus, Universidade federal de Santa Catarina

Doutora em Lingüística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Líder do Grupo de Pesquisa em Literatura Infantil e Juvenil e práticas de mediação literária (LITERALISE/UFSC). Atualmente é professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), atuando no Departamento de Metodologia de Ensino e no Programa de pós-graduação em educação.

Referências

BAPTISTA, Mônica Correia. O lugar da linguagem escrita no currículo da educação infantil. In: FAVACHO, A. m. P.; PACHECO, J. A. & SALES, S. R. Currículo: conhecimento e avaliação. Curitiba, PR: CRV, 2013. p. 209-220.

BRASIL. MEC. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2010.

MEC/SASE. Planejando a Próxima Década. Conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação, 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/images/pdf/pne_conhecendo_20_metas.pdf. .

PERROTTI, Edmir. A organização dos espaços de leitura na Educação Infantil. In: BAPTISTA, Mônica Correia. et al.], (Orgs.) Literatura na educação infantil: acervos, espaços e mediações. Brasília: MEC, 2014.

___________. Espaços de leitura/Leituras do espaço. Mesa redonda 3: Leitura Literária: espaços e mediação apresentado em: IV Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil. 02 a 04 de setembro de 2015; UNESP: Presidente Pudente, SP, 2015a.

___________. Estações de leitura, dispositivos de mediação cultural e a luta pela palavra. In: Nuances: estudos sobre Educação. Presidente Prudente-SP, v. 26, n. 3, p. 93-112, set./dez. 2015b.

PMF. Educação Infantil tem reconhecimento mundial. 2015. Disponível em: http://www.pmf.sc.gov.br/entidades/educa/?pagina=notpagina&menu=3&noti=1480 .

SOARES, Magda. O jogo das escolhas. In: MACHADO, Maria Zélia Versian (Org.). Escolhas (literárias) em jogo. Belo Horizonte: Ceale; Autêntica Editora, 2009.

SOUZA. Ingobert Vargas de. Políticas públicas para o livro e a leitura no Brasil: Acervos para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Universidade Federal de Santa Catarina (Dissertação de Mestrado), Florianópolis, SC, 2015.

VAL, Maria da Graça Costa. O que é ser alfabetizado e letrado? In: CARVALHO, Maria Angélica Freire de; MENDONÇA, Rosa Helena (Orgs.). Práticas de leitura e escrita. Brasília: Ministério da Educação, 2006.

ZEN, Maria Isabel H. Dalla; SILVEIRA, Rosa M. Hessel. Surpresa, captura e envolvimento. Revista Educação: Literatura Infantil. São Paulo: Segmento V. único, p.51-61, 2012.

Downloads

Publicado

2017-05-29