As contribuições da abordagem Pikler-Lóczy para a constituição de uma pedagogia para os bebês: uma análise dos princípios orientadores

Giovanna Castro Dalledone, Ângela Scalabrin Coutinho

Resumo


O presente artigo, fruto de uma revisão de literatura de cunho qualitativo, tem como objetivo analisar os princípios orientadores da abordagem Pikler-Lóczy. O corpus de análise foi constituído por artigos, monografias, dissertações e teses que tratam da abordagem. A partir da produção analisada identificaram-se quatro princípios orientadores: 1) o profundo respeito pelo bebê e sua individualidade, reconhecendo-o como sujeito de direitos; 2) a valoração da atividade autônoma do bebê, baseada em suas próprias iniciativas, aliada ao foco no desenvolvimento gradativo da autonomia; 3) a importância do vínculo entre adulto e bebê, construído com base em uma relação afetiva privilegiada e de qualidade nos momentos de cuidados; 4) a liberdade de movimentos, para um brincar livre e uma livre exploração de si mesmo e do entorno. Pôde-se concluir que tais princípios constituem a grande contribuição da pediatra Emmi Pikler ao campo da Educação Infantil atual, no sentido de levar à ressignificação da pedagogia para/com os bebês de 0 a 3 anos, indicando que as práticas pedagógicas nessa faixa etária se orientem por dois pilares: o cuidado e as relações. 


Palavras-chave


Bebês; Educação de 0 a 3 anos; Pikler-Lóczy; Princípios

Texto completo:

PDF/A

Referências


APPELL, Geneviève. Foco en... Emmi Pikler y Lóczy. Revista In-fan-cia, Barcelona, p. 28-34. out. 2003.

APPELL, Geneviève; DAVID, Myriam. Lóczy, uma insólita atención personal. Barcelona: Octaedro, 2010.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 20 abr. 2019.

BRASIL. Lei nº 11.274, de 6 de fevereiro de 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11274.htm. Acesso em: 20 abr. 2019.

CONEJO, Patricia de La Torre. Aportes Pikler-Lòczy em la escuela infantil: construyendo una pedagogia de lo cotidiano. 47 f. Universidade de Cantábria, 2014.

FALK, Judit. Cuidado personal y prevención. Revista In-fan-cia, Barcelona, p. 34-38, nov./dez. 1990.

FALK, Judit. La estabilidad para la continuidad y calidad de lãs atenciones y relaciones. Revista In-fan-cia, Barcelona, v. 80, p. 4-10. jul./ago. 2003.

FALK, Judit (org.). Educar os três primeiros anos: a experiência de Lóczy. Araraquara: Junqueira&Marin, 2011.

FALK, Judit (org.). Abordagem Pikler, educação infantil. São Paulo: Omnisciência, 2016.

FOCHI, Paulo. “Mas os bebês fazem o quê no berçário, heim?”: documentando ações de comunicação, autonomia e saber-fazer de crianças de 6 a 14 meses em contextos de vida coletiva. 172 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

FOMASI, Inge; TRAVAGLINI, Paulette Jaquet. Cuidados corporales de acuerdo com los principios de Pikler. Revista RELAdEI, Santiago de Compostela, v. 5.3, p. 66-78, set. 2016.

FRANÇA, Dirce Barroso. O abrigo como verdadeiro espaço de proteção: o que Lóczy pode nos ensinar? Publicado em: Grupo de Trabalho Nacional Pró-Convivência Familiar e Comunitária: fazendo valer um direito – PACHECO, A. e CABRAL, C. (org.). pp. 177-182. Rio de Janeiro, 2009.

GABRIEL, Marília Reginato. Contribuições de um programa de acompanhamento baseado na abordagem pikleriana para a promoção da qualidade das interações educadora-bebê. 170 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

GIMAEL, Patricia. As quatro dimensões da Abordagem Pikleriana e sua relação dinâmica. 2015. Disponível em: https://patriciagimael.wordpress.com/2015/01/07/as-quatro-dimensoes-da-abordagem-pikleriana-e-sua-relacao-dinamica/. Acesso em: 20 abr. 2019.

HEVESI, Katalin. La participación del pequeno em la atención personal. Revista In-fan-cia, Barcelona, p. 14-18, jul./ago. 1993.

IZAGUIRRE, Elena Herrán. La Educación Pikler-Lóczy: cuando educar empieza por cuidar. Revista RELAdEI, Santiago de Compostela, v. 2, p. 37-56, dez. 2013.

MONSÚ, Michelle Zilli. Os princípios de Lóczy e a prática pedagógica na educação de bebês. 40 f. Trabalho de Graduação (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

ÒDENA, Pepa. Emmi Pikler y la educación de los más pequeños. Revista In-fan-cia, Barcelona, v. 81, p. 26-30. set./out. 2003.

TARDOS, Anna; SZANTO-FEDER, Agnès. O que é a autonomia na primeira infância? In: FALK, Judit (org.). Educar os três primeiros anos: a experiência de Lóczy. Araraquara: Junqueira&Marin, 2011. p. 39-52.

TARDOS, Anna. Autonomia e/ou dependência. In: FALK, Judit (org.). Abordagem Pikler, educação infantil. São Paulo: Omnisciência, 2016.p. 50-59.

TARDOS, Anna. A herdeira de Lóczy. Revista Educação Infantil, n. 7, 2013. Disponível em: http://www.revistaei.com.br/edicao/7/entrevista/a-herdeira-de-loczy-. Acesso em: 12 out. 2017.




DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2020v22n41p47

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.