Deflagar o zero: observador e linguagem em Inserções em Circuitos Ideológicos

Victor Hermann Mendes Pena

Resumo


O presente artigo discute a obra Inserções em Circuitos Ideológicos, de Cildo Meireles, sob o ponto de vista do ato criativo, com enfoque na questão do espectador, e da linguagem, com destaque à teoria da fala mítica, de Roland Barthes. A partir dessa perspectiva, pretende-se uma análise pormenorizada da obra, discutindo as diferenças entre o Projeto Cédula e o Projeto Coca-Cola, no que diz respeito ao papel do observador, a noção de “circuito”, e o modo de combate à alienação ideológica.

Palavras-chave


Espectador; Inserções em Circuitos Ideológicos; Cildo Meireles

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2176-8552.2017n24p112



outra travessia, eISSN 2176-8552, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

CC-by-NC icon
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.