Impacto da adoção de mecanismos de governança de Tecnologia de Informação (TI) no desempenho da gestão da TI: uma análise baseada na percepção dos executivos

Autores

  • Guilherme Lerch Lunardi Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • João Luiz Becker Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Antonio Carlos Gastaud Maçada Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8077.2010v12n28p11

Resumo

Recentemente surge na agenda dos executivos o termo governança de TI,aparecendo como uma tentativa de justificar os investimentos realizados em TI.Embora alguns estudos tenham levantado indícios de que empresas que possuem bons modelos de governança de TI apresentam resultados financeiros superiores aos de seus concorrentes, a questão sobre como implementar tais tecnologias na prática tem intrigado tanto executivos quanto acadêmicos. Assim, este trabalho pretende avaliar o impacto percebido da adoção de diferentes mecanismos de governança de TI no desempenho da gestão da TI. O estudo, realizado com 83 gestores da área de TI, permitiu identificar os mecanismos de governança de TI mais utilizados pelas suas empresas, bem como aqueles que mais afetam a gestão da TI. Os resultados apontaram vários mecanismos de governança de TI,apresentando correlação positiva significativa com diferentes áreas-foco da governança, destacando-se o Planejamento Estratégico de TI, os Comitês de projetos específicos de TI, a participação da área de TI na formulação da estratégia da empresa, as práticas de compliance e os comitês de TI como os principais,sugerindo que quanto mais efetivos forem esses mecanismos, melhor será o desempenho da gestão da TI.

Biografia do Autor

Guilherme Lerch Lunardi, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

D

João Luiz Becker, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Management Science pela Anderson School of Managament da University of Califórnia at Los Angeles. Professor Titular do Departamento de Ciências Administrativas da Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Antonio Carlos Gastaud Maçada, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Administração pela Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor Adjunto do Departamento de Ciências Administrativas da Escola de Administração da UFRGS.

Downloads

Publicado

2010-12-13