Legitimidade: uma análise da evolução do conceito na teoria dos stakeholders

Simone Ruchdi Barakat, Livia Paulucci Freitas, João Maurício Gama Boaventura, Maria Laura Ferranty MacLennan

Resumo


O presente estudo buscou analisar como o conceito de “legitimidade” tem evoluído na Teoria dos Stakeholders. Para isso, foi realizada uma pesquisa exploratória qualitativa baseada em pesquisa bibliográfica. Os resultados mostraram que o conceito de legitimidade é ainda bastante impreciso e pouco debatido na literatura de stakeholders. Poucos autores buscaram formular uma definição para o conceito e a maioria adota a definição mais aceita. Há ainda trabalhos que, apesar de utilizarem o termo “legitimidade”, não oferecem nenhum tipo de definição empregada. Foram encontradas divergências relativas a tipologias, aspectos e objetos da legitimidade. O conceito é comumente adaptado ao contexto e ao objetivo para o qual é utilizado. Um importante fator que contribui para a imprecisão na definição do termo “legitimidade” deriva da própria utilização de um conceito bastante amplo para “stakeholder”. Portanto, o presente estudo contribui com o desenvolvimento do conceito de “legitimidade” na Teoria dos Stakeholders.


Palavras-chave


Teoria dos Stakeholders; Stakeholders; Legitimidade

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2016v18n44p66

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.