Práticas colaborativas de P&D no contexto de pequenas e médias empresas brasileiras

Daniela Baggio, Douglas Wegner

Resumo


A execução de práticas colaborativas de pesquisa e desenvolvimento (P&D) proporciona às empresas a complementaridade de recursos, criação e transferência de conhecimento, além de acelerar o processo de inovação. No entanto, se sabe muito pouco como as atividades colaborativas são organizadas e administradas entre organizações. Dessa forma, o presente artigo explora como pequenas e médias empresas (PMEs) brasileiras utilizam práticas colaborativas de P&D no processo da inovação aberta (IA). Investigou-se quais práticas colaborativas de P&D são adotadas por PMEs, os motivos para sua implementação e os mecanismos de coordenação das práticas colaborativas. Como estratégia investigativa optou-se por uma pesquisa qualitativa, através de um estudo de dois casos em que ocorreram práticas colaborativas entre empresa-fornecedor e entre empresa-universidade. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas em profundidade e dados secundários. Como resultado da pesquisa, concluiu-se que os principais motivos para a adoção das práticas colaborativas estão vinculados a fatores de caráter individual em complemento com fatores institucionais e estratégicos.


Palavras-chave


Práticas; Colaboração; Inovação Aberta; Pequenas e Médias Empresas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2016v18n46p52

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.