Qualidade total: Um novo paradigma?

Autores

  • Suzana da Rosa Tolfo UFSC - Florianópolis - SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

Nos últimos anos, o movimento para a implantação da Gestão da Qualidade Total vem crescendo ao redor do mundo. Em razão disso, há uma diversidade de ações realizadas com o nome de "Qualidade Total'. Uma revisão da teoria é complexa, porque existem muitos autores que tratam da questão. Eles escolhem diferentes perspectivas de análises (teóricas e empíricas) e há dificuldades em se identificar um corpo conceitual. Há uma ampla difusão de modelos, ferramentas, técnicas, mercado e consultores. Essa popularidade, muitas vezes, faz com que determinadas organizações adotem essa forma de gestão do trabalho sem o conhecimento necessário das implicações que um modelo dessa ordem representa; especialmente no caso brasileiro, suscetível a proposições importadas. O presente artigo propõe um exame daquilo que os fundadores têm articulado sobre TQM, as principais críticas nesta direção e a avaliação de como vem sendo aplicadono nosso país.

Biografia do Autor

Suzana da Rosa Tolfo, UFSC - Florianópolis - SC

Graduação em Psicologia pela UFSC (1985), especialização em Dificuldades de Aprendizagem pela UFSC (1986), mestrado em Administração pela UFSC (1991) e doutorado em Administração pela UFRGS (2000) . Atualmente é professor adjunto da UFSC, Membro de corpo editorial da READ - Revista Eletrônica da Administração (UFRGS) e Membro de corpo editorial da Revista Psicologia. Organizações e Trabalhos. Tem experiência na área de Psicologia , com ênfase em Psicologia do Trabalho e Organizacional. Atuando principalmente nos seguintes temas: macrotendências organizacionais, crescimento humano, qualidade total, subjetividade.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

1999-01-01