Abordagens para lidar com a resistência humana frente a processos de mudança organizacional

Autores

  • Alessandra de Linhares Jacobsen UFSC - Florianópolis - SC
  • Márcia Maria Botteon Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Mudança, Resistência, Gestão da resistência

Resumo

Processos de mudança, embora essenciais para a sobrevivência das organizações contemporâneas, provocam nos indivíduos as mais variadas reações. Entre elas, destaca-se a resistência humana, capaz de influenciar decisivamente os rumos da mudança. Assim, considerando a relevância do tema, procura-se, através deste artigo, identificar e analisar as principais causas de resistência à mudança e os diferentes métodos utilizados para lidar coma mesma.

Biografia do Autor

Alessandra de Linhares Jacobsen, UFSC - Florianópolis - SC

Possui graduação em Ciências da Computação pela UFSC(1991), mestrado em Administração pela UFSC (1995) e doutorado em Engenharia de Produção pela UFSC (2004). Atualmente exerce o cargo de Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina. Integra o Conselho Editorial da Revista de Ciências da Administração (1516-3865), do CAD-UFSC e da Revista de Divulgacao Cientifica da Unifebe. Membro do Conselho Cientifico do Curso de Graduacao em Administracao a Distancia do CAD-UFSC. Membro do Nucleo de Estudos em Gestao da Informacao, do Conhecimeno e da Tecnologia (NEGICT), do CSE-UFSC. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Organizações Públicas e Universitarias, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria geral da administracao, administracao universitaria, administração da tecnologia da informação e educação a distância

Downloads

Publicado

2002-01-01

Edição

Seção

Artigos