O uso do smartphone nas atividades acadêmicas: a percepção dos discentes das ciências sociais aplicadas de uma Universidade Federal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8069.2020v17n45p131

Palavras-chave:

Smartphone, Modelo de aceitação da tecnologia 2, Discentes

Resumo

Muitos discentes estão utilizando a tecnologia móvel, como por exemplo o smartphone, e essa tecnologia está mudando a maneira como esses aprendem. Assim, o objetivo deste estudo é verificar como os discentes dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comércio Exterior e Tecnologia em Gestão de Cooperativas, de uma universidade federal percebem o uso do smartphone nas atividades acadêmicas por meio do TAM2. Foi aplicado um questionário na amostra de 596 discentes. A análise foi realizada por meio de estatísticas descritivas, análise fatorial exploratória e equações estruturais. Os resultados indicam que a Intenção Comportamental sofre influência positiva das seguintes variáveis: Facilidade de Uso Percebida, Utilidade Percebida e Norma Subjetiva. Quanto a Utilidade Percebida, essa pode ser influenciada positivamente pelas seguintes variáveis: Facilidade de Uso Percebida, Norma Subjetiva, Relevância para o Trabalho e Qualidade de Saída. As principais contribuições estão relacionadas a ideia que os discentes aceitam o uso do smartphone para as atividades acadêmicas, e o docente pode planejar as suas ações acadêmicas contando com o smartphone como uma ferramenta fundamental para o processo de ensino aprendizagem, que permitirá uma maior mobilização dos estudantes no desenvolvimento de suas atividades.

Biografia do Autor

Bruna Terra Mohad, 1° Tenente da Marinha do Brasil

Mestre em Ciências Contábeis (FURG)

Alexandre Costa Quintana, Professor da Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Doutor em Controladoria e Contabilidade (USP)

Referências

AITA RISS, L. Aceitação do ensino a distância: um estudo com alunos do PNAP/UAB da Universidade Federal de Santa Maria. 2012. 152 f. Dissertação (Mestrado em Administração) –Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2012.

ADEWOLE-ODESHI, E. Attitude of students towards e-learning in south-west Nigerian Universities: Na application of technology acceptance model. Library Philosophy and Practice (e-journal), v.18, p. 2-19, january, 2014.

AJZEN, I. The of planned behavior. Organizational Behavior and Human Decision Processes, v. 50, n.2, p. 179-211, 1991.

ARMSTRONG, A. Technology in the classroom It’snot a matter of ‘if” but ‘when’ and ‘how’. Illinois School Board Journal, v. 79, n. 5, p. 39-46, 2013.

BARBOSA, J.; HAHN, R.; RABELLO, S.; PINTO, S. C. C.; BARBOSA, D. N. F. Computação móvel e ubíqua no contexto de uma graduação de referência. Revista Brasileira de Informática na Educação, v. 15, n. 3, p. 53-65, 2007. https://dx.doi.org/10.5753/rbie.2007.15.3.%25p

BRADLEY, J. If we build it they will come? The technology acceptance model. Integrated Series in Information Systems, v. 28, p. 19-36, 2012. https://doi.org/10.1007/978-1-4419-6108-2_2

BRAGA, P. D. C. Uso da tecnologia da informação e comunicação no processo de ensino e aprendizagem: estudo de um curso superior de ciências contábeis. 2015. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, São Paulo, 2015.

BRIZ-PONCE, L.; PEREIRA, A.; CARVALHO, L.; JUANES-PEÑALVO, J. A.; GARCÍA-PEÑALVO, F. J. Learning with mobile technologies – Students’ behavior. Computers in Human Behavior, v. 72, p. 612-620, july, 2017. https://doi.org/10.1016/j.chb.2016.05.027

BUABENG-ANDOH, C. New technology in health education: Nursing students’ application of mobile technology in the classroom in Ghana. Interactive Technology and Smart Education, v. 15, n. 1, p. 46-58, 2018. https://doi.org/10.1108/ITSE-09-2016-0039

CHANG, E. C.; HUANG, C. Y. Technology Acceptance Model, Consumser Personality and Smartphone Users’ Satisfaction. Developments in Marketing Science: Proceedings of the Academy of Marketing Science, p. 701-712, 2015. https://doi.org/10.1007/978-3-319-10912-1_227

CHISMAR, W. G.; WILEY-PATTON, S. Test of the technology acceptance model for the internet in pediatrics. In: Proceedings of the AMIA Symposium, p. 155-159, 2002. Anais…, 2002.

DAVIS, F. D. Perceived usefulness, perceived ease of use and user acepptance of information technology. Mis Quartely, v. 13, n. 3, p. 319-340, september, 1989. Doi: 10.2307/249008

DAVIS, F. D.; BAGOZZI, R. P.; WARSHAW, P. R. User acceptance of computer technology: a comparison of two theoretical models. Management Science, v. 35, n. 8, p. 982-1003, august, 1989. Doi: https://doi.org/10.1287/mnsc.35.8.982

DINIZ, J. C. Aprendizagem com Mobilidade: Aceitação no uso de dispositivos móveis. 2013. 93 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Ciências Empresariais, Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2013.

DUMPIT, D. Z.; FERNANDEZ, C. J. Analysis of the use of social media in Higher Education Institutions (HEIs) using the Technology Acceptance Model. International Journal of Educational Technology, v.14, n.5, p.1-16. 2017. https://doi.org/10.1186/s41239-017-0045-2

EFRON, B.; TIBSHIRANI, R. An Introduction to the Bootstrap, London: Chapman and Hall, 1993.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. 646 p.

FERREIRA, D. F. M. A. Aprendizagem Móvel no Ensino Superior: o uso do Smartphone por alunos do Curso de Pedagogia. 2015. 107 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática e Tecnológica) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JÚNIOR, J. A. Desvendando os mistérios do coeficiente de correlaçãp de Pearson (r). Revista Política Hoje, v. 18, n. 1, p. 115-146, 2009.

FISHBEIN, M.; AZJEN, I. Belief, attitude, intention, and behavior: An introduction to theory and research. Reading, MA: Addison Wesley. 1975. 578 p.

GAVIRIAA, D; ARANGOB, J.; VALENCIA, A. Reflections about the use of information and communication technologies in accounting education. Procedia - Social and Behavioral Sciences, v.176, p. 992-997, 2015. https://doi.org/10.1016/j.sbspro.2015.01.569

GESSER, V. Novas tecnologias e educação superior: avanços, desdobramentos, implicações e limites para a qualidade da aprendizagem. Revista Iberoamericana de Informática Educativa, Espanha, n. 16, p. 23-31, 2012.

HAIR JR., J. F.; BLACK, W. C.; BABIN, B. J.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HAIR, J. J. F.; BABIN, B.; MONEY, A. H.; SAMOUEL, P. Fundamentos de Métodos de Pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookmann, 2005.

HAIR, J. J. F.; HULT, G. T. M.; RINGLE, C.; SARSTEDT, M. A primer on partial least squares structural equation modeling (PLS-SEM). Sage Publications, 2014.

HARTWICK, J.; BARKI, H. Explaining the role of user partipation in information system use. Management Sci, v. 40, n. 4, p. 440-465, april, 1994. http://dx.doi.org/10.1287/mnsc.40.4.440

HOPPEN, N.; LAPOINTE, L.; MOREAU, E. Um guia para avaliação de artigos de pesquisa em sistemas de informação. Revista Eletrônica de Administração - REAd, 3. ed., v. 2, novembro, 1996.

JEFFREY, A. Testing the Technology Acceptance Model 3 (TAM 3) with the Inclusion of Change Fatigue and Overload, in the Contexto f Faculty from Seventh day Adventist Universities: A revised model. 2014. 166 f. Dissertação (Mestrado em Liderança) – University Andrews Unisersity Digital. 2015.

KLEM, L. Path analysis. In: GRIMM, L. G.; YARNOLD, P.R. Reading and Understanding Multivariate Statistics. American Psychological Association. Washington: DC, 1995. 373 p.

LARCKER, D. F.; LESSIG, U. P. Perceived usefulness of information: a psychometric examination. Decision Sciences, v. 11, n. 1, p. 121-134, 1980. Doi: https://doi.org/10.1111/j.1540-5915.1980.tb01130.x

LEE, Y.; KOZAR, K. A.; LARSEN, K. R. T. The technology acceptance model: past, present, and future. Communications of the Association for Information Systems, v. 12, n. 50, p. 752-780, 2003. Doi: https://doi.org/10.17705/1CAIS.01250

LEE, L.; PETTER, S.; FAVARD, D.; ROBINSON, S. On the use of partial least squares path modeling in accounting research. International Journal of Accounting Information Systems, v. 12, n. 4, p. 305-328, december, 2011. https://doi.org/10.1016/j.accinf.2011.05.002

LEE, S. User behavior of mobile enterprise applications. KSII transactions on internet and information systems, v. 10, n 8, p. 3972-3985, 2016. Doi: https://doi.org/10.3837/tiis.2016.08.030

LEGRIS, P.; INGHAM, J.; COLLERETTE, P. Why do people use information technology? A critical review of the technology acceptance model. Information & Management, v. 40, n. 1, p. 191-204, january, 2003. https://doi.org/10.1016/S0378-7206(01)00143-4

LUCA, N. C. S. de. Tecnologias aplicadas ao ensino de cálculo nas engenharias: Uma pesquisa quase experimental com uso do software maple. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2014.

MAC CALLUM, K.; JEFFREY, L.; KINSHUK. Factors impacting Teachers’ adoption of mobile learning. Journal of information technology education: Research, v. 13, n. 9, p. 141-162, december, 2014.

MAROCO, J. Análise Estatística: Com utilização do SPSS. 2 ed. Portugal, Lisboa: Editora Silabo Ltda, 2003, 508 p.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da Investigação Científica para Ciências Sociais Aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MCKNIGHT, K.; O`MALLEY, K.; RUZIC, R.; HORSLEY, M. K.; FRANEY, J. J.; &; BASSETT, K. Teaching in a digital age: how educators use technology to improve student learning. Journal of Research on Technology in Education, v. 48, n. 3, p. 194-211, 2016. https://doi.org/10.1080/15391523.2016.1175856

MOORE, G. C.; BENBASAT, I. Development of an instrument to measure the perceptions of adopting na information technology innovation. Inform Systems Research, v. 2, n. 3, p. 192-222, september, 1991. https://doi.org/10.1287/isre.2.3.192

MOREIRA, F.; FERREIRA, M. J.; SANTOS, C. P.; DURÃO, N. Evolution and use of mobile devices in higher education: A case study in Portuguese Higher Education Institutions between 2009/2010 and 2014/2015. Telematics and Informatics, v. 34, n. 6, p. 838-852, 2017. https://doi.org/10.1016/j.tele.2016.08.010

MOURA, I. V. Fatores preditores da intenção de uso de recursos tecnológicos: um estudo sob o enfoque do modelo de aceitação da tecnologia. 2017. 114 f. Dissertação (Mestrado em Contabilidade) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017.

NASCIMENTO, J. C. H. B. do; MACEDO, M. A. da S. Modelagem de Equações Estruturais com Mínimos Quadrados Parciais: um Exemplo da Aplicação do SmartPLS® em Pesquisa em Contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 10, n. 3, p. 289-313, jul-set, 2016. https://doi.org/10.17524/repec.v10i3.1376

NASU, V. H.; AFONSO, L. E. Professor, Posso Usar o Celular? Um Estudo sobre a Utilização do Sistema de Resposta do Estudante (SRE) no Processo Educativo de Alunos de Ciências Contábeis. REPeC – Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v.12, n. 2, p. 217-236, 2018. https://doi.org/10.17524/repec.v12i2.1811

OLIVEIRA, J. L. V de. Autoavaliação de ferramentas digitais para educação e educação especial por licenciandos. 2016. 110 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2016.

PARK, S. Y. An Analysis of the techonology Acceptance Model in Understanding University Students’ Behavioral Intentionto Use e-Learning. Educational Technology & Society, v. 12, n. 3, p. 150-162, 2009.

PIRES, P. J.; COSTA FILHO, B. A. Fatores do índice de prontidão à tecnologia (TRI) como elementos diferenciadores entre usuários e não usuários de internet banking e como antecedentes do Modelo de Aceitação de Tecnologia (TAM). Revista de Administração Contemporânea, v. 12, n. 2, p. 429-456, abril - junho, 2008. https://doi.org/10.1590/S1415-65552008000200007

RAPP, D. “Lift the cellphone ban”. Technology in Education. Education week, v. 7, n. 1, 2011.

RINGLE, C. M.; SILVA, D.; BIDO, D. de S. Modelagem de Equações Estruturais com Utilização do Smartpls. Revista Brasileira de Marketing, v. 13, n. 2, p. 56-73, 2014. Doi: https://doi.org/10.5585/remark.v13i2.2717

RISE, J.; SHEERAN, P.; HUKKELBERG, S. The role of self-identity in the theory of Planned behavior: A meta-analysis. Journal of Applied Social Psychology, v. 40, n. 5, p. 1085-1105, 2010. https://doi.org/10.1111/j.1559-1816.2010.00611.x

SACCOL, A. Z. Um retorno ao básico: compreendendo os paradigmas de pesquisa e sua aplicação na pesquisa em administração. Revista de Administração da UFSM, v. 2, n. 2, p. 250-269, 2009. https://doi.org/10.5902/198346591555

SÁNCHEZ, R. A.; HUEROS, A. D. Motivational factors that influence the acceptance of Moodle using TAM. Computers in Human Behavior, v. 26, n. 6, p. 1632-1640, 2010. https://doi.org/10.1016/j.chb.2010.06.011

SÁNCHEZ-PRIETO, J. C.; OLMOS-MIGUELÁÑEZ, S.; GARCÍA-PEÑALVO, F. J. Informal tools in formal contexts: Development of a model to assess the acceptance of mobile technologies among teachers. Computers in Human Behavior, v. 55, part A, p. 519-528, 2016. http://dx.doi.org/10.1016/j.chb.2015.07.00

SANTOS, D. O.; VEIGA, R. T.; MOURA, L. R. C. Teoria do Comportamento Planejado Decomposto: determinantes de utilização do serviço mobile banking. Revista Organizações em Contexto, v. 6, n. 12, p. 78-106, julho - dezembro, 2010.

SEPPALA, P.; ALAMAKI, H. Mobile Learning in Teacher Training. Journal of Computer Assisted Learning, v. 19, n. 2, p. 330-335, 2003. https://doi.org/10.1046/j.0266-4909.2003.00034.x

SILVA, R. M. P. da. Análise do processo decisório na administração pública e sistemas de apoio à tomada de decisão: Contradições e paradoxos na realidade organizacional pelo não uso de ferramentas disponíveis. 2013. 230 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

SUBHASH, T. S.; BAPURAO, T. S. Perception of medical students for utility of mobile technology use in medical education. International Journal of Medicine and Public Health, v. 5, n. 4, p. 305-311, 2015. Doi: https://doi.org/10.4103/2230-8598.165959

THAKRE, S. S.; THAKRE, S. B. Perception of medical students for utility of mobile technology use in medical education. International Journal of Medicine and Public Health, v. 5, n. 4, p. 305-311, 2015.

VALQUEZ-CANO, E. Mobile distance learning with smartphones and apps in higher education. Educational Sciences: Theory & Practice, v. 14, n. 4, p. 1505-1520, 2014. Doi: https://doi.org/10.12738/estp.2014.4.2012

VENKATESH, V., BALA, H. Technology acceptance model 3 and a research agenda on interventions. Decision Sciences, v. 39, n. 2, p. 273-315, may, 2008. https://doi.org/10.1111/j.1540-5915.2008.00192.x

VENKATESH, V.; DAVIS, F. D. A theoretical extension of the technology acceptance model: four longitudinal field studies. Management Science, Catonsville, n. 2, p. 186-204, 2000. https://doi.org/10.1287/mnsc.46.2.186.11926

VENKATESH, V.; MORRIS, M. G.; DAVIS, G. B.; DAVIS, F. D. User acceptance of information technology: toward a unified view. MIS Quarterly, v. 27, n. 3, p. 425-478, september, 2003. Doi: https://doi.org/10.2307/30036540

ZARGAR, S.; JAVIDNIA, M.; SHAHHOSSEINI, M. Using fuzzy dematel method for analyzing the technology acceptance model 2: a case study. In: International conference on advanced management Science, Kuala Lumpur, Malaysia, 2011. Anais…, 2011.

Downloads

Publicado

2020-09-28

Edição

Seção

Artigos