Diagnóstico das bibliotecas escolares da rede estadual de ensino de Belo Horizonte – MG: a situação dos acervos 10.5007/1518-2924.2004v9n17p19

Vera Lúcia Furst Gonçalves Abreu, Bernadete Santos Campello, Márcia Milton Vianna, Maria da Conceição Carvalho, Maria Eugênia Albino Andrade, Paulo da Terra Caldeira

Resumo


Apresenta resultados de pesquisa sobre o acervo de bibliotecas escolares da rede estadual de ensino de Belo Horizonte – MG, na perspectiva da quantidade de materiais disponíveis para uso dos alunos. Os dados, obtidos por questionário respondido pelos responsáveis por 63 bibliotecas, mostram que a média de itens por aluno é de 3,56. Poucas bibliotecas possuem computadores ligados à Internet, e em apenas uma escola os computadores são utilizados pelos alunos. Na maioria das bibliotecas, os alunos costumam ser encaminhado, quando necessário, para outras bibliotecas: de escolas vizinhas, de universidades e, principalmente, para a biblioteca pública. A maioria dos responsáveis pelas bibliotecas considera seus acervos regulares ou bons, e boa a utilização pelos usuários.

Palavras-chave


Biblioteca escolar-acervo; Biblioteca escolar-coleção; Educação e Biblioteca; School library-collection; Education-School library

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2004v9n17p19



Direitos autorais 2004 Vera Lúcia Furst Gonçalves Abreu, Bernadete Santos Campello, Márcia Milton Vianna, Maria da Conceição Carvalho, Maria Eugênia Albino Andrade, Paulo da Terra Caldeira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)