A leitura como função terapêutica: biblioterapia

Autores

  • Clarice Fortkamp Caldin UFSC - Florianópolis - SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2001v6n12p32

Resumo

A biblioterapia clássica admite a possibilidade de terapia por meio da leitura de textos literários. Contempla a leitura de histórias e os comentários adicionais a ela. Propõe práticas de leitura que proporcionem a interpretação do texto. O fundamento filosófico essencial da biblioterapia é a "identidade dinâmica". O processo de identificação do leitor/ouvinte vale-se da introjeção e da projeção. Parte-se do pressuposto que toda experiência poética é catártica e que a liberação da emoção produz uma reação de alívio da tensão e purifica a psique, com valor terapêutico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarice Fortkamp Caldin, UFSC - Florianópolis - SC

"Professor Assistente 3 da Universidade Federal de Santa Catarina.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq"

Downloads

Publicado

2001-01-01

Como Citar

CALDIN, Clarice Fortkamp. A leitura como função terapêutica: biblioterapia. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 6, n. 12, p. 32–44, 2001. DOI: 10.5007/1518-2924.2001v6n12p32. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2001v6n12p32. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos