Diagnóstico das bibliotecas escolares da rede estadual de ensino de Belo Horizonte – MG: a situação dos acervos

Autores

  • Vera Lúcia Furst Gonçalves Abreu UFMG – Belo Horizonte - MG
  • Bernadete Santos Campello UFMG – Belo Horizonte - MG
  • Márcia Milton Vianna UFMG – Belo Horizonte - MG
  • Maria da Conceição Carvalho UFMG – Belo Horizonte - MG
  • Maria Eugênia Albino Andrade UFMG – Belo Horizonte - MG
  • Paulo da Terra Caldeira UFMG – Belo Horizonte - MG

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2004v9n17p19

Palavras-chave:

Biblioteca escolar-acervo, Biblioteca escolar-coleção, Educação e Biblioteca, School library-collection, Education-School library

Resumo

Apresenta resultados de pesquisa sobre o acervo de bibliotecas escolares da rede estadual de ensino de Belo Horizonte – MG, na perspectiva da quantidade de materiais disponíveis para uso dos alunos. Os dados, obtidos por questionário respondido pelos responsáveis por 63 bibliotecas, mostram que a média de itens por aluno é de 3,56. Poucas bibliotecas possuem computadores ligados à Internet, e em apenas uma escola os computadores são utilizados pelos alunos. Na maioria das bibliotecas, os alunos costumam ser encaminhado, quando necessário, para outras bibliotecas: de escolas vizinhas, de universidades e, principalmente, para a biblioteca pública. A maioria dos responsáveis pelas bibliotecas considera seus acervos regulares ou bons, e boa a utilização pelos usuários.

Biografia do Autor

Vera Lúcia Furst Gonçalves Abreu, UFMG – Belo Horizonte - MG

É Professor Assistente da UFMG.

Mais informações:Currículo Lattes - CNPq

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigo