Editorial especial, n. 2, 2004: Propostas para a construção de caminhos

Autores

  • Francisco das Chagas de Souza UFSC - Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2004v9nesp2pi

Resumo

Esta edição de Encontros Bibli, constitui um dos números do projeto de edições especiais temáticas que sua Comissão Editorial decidiu implementar. Como sempre, um empreendimento desta natureza parte da convicção de que há a produção de conhecimento em contínua construção nos Grupos de Pesquisa em Ciência da Informação ou que por eles pode ser estimulada, em nível nacional brasileiro e nos demais países de língua portuguesa e hispânica. O conteúdo deste número tem uma particularidade destacada na apresentação feita pelas suas organizadoras, as Professoras Patrícia Marchiori, Sônia Breda e Lígia Kraemer, do Departamento de Ciência e Gestão da Informação, da Universidade Federal do Paraná; trata-se da diversidade constituinte do tema Metodologia, seja pela sua polissemia, seja pela complexidade que os últimos sessenta anos impôs ao conjunto das atividades que compõem cada uma e todas as profissões identificáveis como da informação. O competente recorte estabelecido pelas organizadoras, e bem destacado no parágrafo quatro de seu texto de apresentação, dá uma possibilidade de unidade e sustenta o título oferecido “Metodologias em Informação”, denotando, por outra figuração, que o sentido clássico da idéia de método (caminhos para chegar a um lugar) vai muito além da representação de jeitos de fazer, se afirmando melhor como jeitos ou ações/operações que levam a um destino. Assim, a idéia de método leva à explicitação de modalidades que tornam possível chegar-se a destinos, ou seja, leva a um indeterminado e, por isso, nunca alcançado, número de metodologias. Metodologias em informação são tantas, pois tantos são os fenômenos produzidos pelas profissões da informação. Metodologias em informação são construídas para construir caminhos em resposta a um número muito maior e sempre crescente de demandas feitas pela sociedade e por seus indivíduos. Evidentemente, é notável a contribuição deste número, que traz textos abordando facetas de metodologias empregáveis: na gestão de arquivos e documentos; na elaboração e execução de projetos de gestão informatizada de acervos e serviços; na investigação da carreira profissional de bibliotecários; nos estudos de custos da informação; nas possibilidades de socialização do conhecimento; nas alternativas de recuperação da informação; no processamento da linguagem natural. De outro lado, pode-se perceber que essa contribuição, no seu conjunto, aponta para etapas do trabalho em andamento no Grupo Metodologias para Gestão da Informação, do DECIGI/UFPR. Das leituras de seus participantes, de contatos acadêmicos e das demais atividades que, certamente, abordando outras facetas no vasto universo da discussão metodológica, gerarão em breve novas produções e conhecimento novo. O interesse de Encontros Bibli em constituir-se em espaço para a veiculação e debate da produção resultante da pesquisa em Ciência da Informação e Biblioteconomia tem também outra dimensão metodológica: compor o elenco de meios que podem sustentar a construção de uma infra-estrutura científica da comunidade de pesquisadores que povoa o amplo território das profissões da informação. Ser um veículo à disposição para propagar o debate desta produção tem duas razões de origem: a – ter sido criado como parte da estrutura de um departamento universitário, Departamento de Ciência da Informação, da Universidade Federal de Santa Catarina, por um lado; b – estar articulado, em sua operação, com o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, da Universidade Federal de Santa Catarina. Tanto por uma, quanto pela outra das razões apresentadas, Encontros Bibli é um instrumento de socialização do conhecimento, de fomento a interlocução dos pesquisadores em Ciência da Informação e Biblioteconomia, mas também quer ser um canal de difusão que, como qualquer base física para a inscrição do saber, experimenta modos de ação e atuação que possam responder a um destino. Por ser resultante do movimento social que o sociólogo alemão Norbert Elias incluiria na sua teoria sociológica processual e no processo civilizador ocidental, Encontros Bibli tem como destino o que a comunidade de Ciência da Informação e Biblioteconomia constrói. Assim como qualquer metodologia, qualquer instrumento metodológico, qualquer recurso para difusão do conhecimento, Encontros Bibli, deve sua criação e permanência à concepção, produção e desejo de difusão do conhecimento bem como à percepção de qualidade e respeito que possa dar e receber aos autores, leitores e demais colaboradores vinculados ao seu destino. Por essa razão, uma vez mais agradecemos aos autores/as que, sob a organização acima destacada, concederam em contribuir com o caminho que Encontros Bibli representa para a difusão de suas idéias e achados e com o destino que a comunidade de pesquisa constituinte das profissões de informação busca incansavelmente atingir. Desejamos a todos/as uma boa leitura! Prof. Francisco das Chagas de Souza Editor Departamento de Ciência da Informação Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Universidade Federal de Santa Catarina Brasil

Biografia do Autor

Francisco das Chagas de Souza, UFSC - Florianópolis, SC

Professor na UFSC, atua nas áreas de Biblioteconomia, Ciência da Informação e Educação.

Mais informações: Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2004-01-01