Sobre o projeto político pedagógico: a flexibilização curricular

Manuela Eugênia Maia, Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque

Resumo


Este artigo apresenta questões curriculares do curso de graduação em Biblioteconomia da Universidade Federal da Paraíba. O objetivo é analisar elementos que subsidiem a proposta de flexibilização curricular para o referido curso. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa respalda-se em uma abordagem qualitativa, utilizando documentos legais (Leis, Pareceres, Editais e Resoluções) e documentos institucionais (materiais produzidos pela academia na área pedagógica voltada para discussões referentes ao PPP, currículo e flexibilização curricular e seus enlaces teóricos). Como proposta, verifica-se na flexibilização curricular uma ação estratégica na tentativa de garantir o diálogo permanente entre cursos de formação e mercado de trabalho, favorecendo, assim, a conexão com a realidade social na qual o aluno egresso será inserido. Além disso, a flexibilização curricular amplia o direito de escolha dos alunos, possibilita uma maior participação dos colegiados dos cursos e produz reflexão nos docentes quanto ao atendimento das necessidades internas dos próprios cursos de formação.

Palavras-chave


Projeto Político-Pedagógico; Flexibilização curricular; Biblioteconomia; Pedagogical Policies Project; Syllabus Flexibility

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2006v11n22p158



Direitos autorais 2007 Manuela Eugênia Maia, Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)