Redes sociais: posições dos atores no fluxo da informação

Autores

  • Maria Inês Tomaél UEL - Londrina-PR
  • Regina Maria Marteleto UFMG - Belo Horizonte - MG

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2006v11nesp1p75

Palavras-chave:

Rede social, Análise de rede social, Compartilhamento da informação

Resumo

A rede social do consórcio de exportação de móveis – Export Móveis – foi estudada neste trabalho tendo-se como foco os indicadores de centralidade e de ligações fortes e fracas da rede. Os índices de centralidade são abordados sob quatro aspectos: informação – analisa os fluxos de informação; grau – considera o número de contatos diretos; intermediação – identifica quem medeia, controla e direciona a informação na rede; proximidade – avalia a distância de um ator em relação a outros. As ligações fortes – contatos mais próximos, e as ligações fracas – mais distantes são analisadas tendo como base os índices de centralidade de proximidade. A análise de redes sociais, que avalia padrões de relacionamento foi a metodologia empregada e respaldou a análise dos dados com a aplicação das medidas que lhe são peculiares. Os resultados demonstram que os atores mais importantes na rede exercem funções no nível estratégico, sendo responsáveis pela tomada de decisões em suas empresas e no consórcio, campo de pesquisa deste trabalho. O fluxo e compartilhamento da informação na rede são dependentes desses atores, assim como a condução das ações e planejamento do consórcio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Inês Tomaél, UEL - Londrina-PR

Doutoranda em Ciência da Informação pela UFMG Professora do Departamento de Ciência da Informação da UEL

Regina Maria Marteleto, UFMG - Belo Horizonte - MG

Doutora em Comunicação pela UFRJ Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG

Downloads

Publicado

2006-07-14

Como Citar

TOMAÉL, Maria Inês; MARTELETO, Regina Maria. Redes sociais: posições dos atores no fluxo da informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 75–91, 2006. DOI: 10.5007/1518-2924.2006v11nesp1p75. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2006v11nesp1p75. Acesso em: 24 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.