Aspectos éticos em organização e representação do conhecimento (ORC): uma análise preliminar de valores e problemas a partir da literatura internacional da área

Autores

  • José Augusto Chaves Guimarães Universidade Estadual Paulista em Marília (UNESP) - SP
  • Suellen Oliveira Milani Universidade Estadual Paulista em Marília (UNESP) - SP
  • Fabio Assis Pinho Universidade Estadual Paulista em Marília (UNESP) - SP

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2008v13n25p124

Palavras-chave:

Organização e representação do conhecimento, Ética informacional, Ciência da Informação.

Resumo

As reflexões na área de Ciência da Informação têm se centrado em aspectos de acesso e disseminação da informação, sendo a literatura sobre ética em organização e representação do conhecimento (ORC) ainda incipiente. Isso leva à necessidade de verificar a existência dos valores - e problemas - éticos que causam impacto na área, pois se supõe que os mesmos ainda não são assumidos como tal, mas se revelam na prática cotidiana. Desse modo, e objetivando contribuir para a reflexão sobre a carência de literatura científica na área de ética em ORC, propôs-se analisar a produção dos periódicos Journal of the American Society for Information Science and Technology - JASIST, Journal of Documentation, Knowledge Organization, Cataloging & Classification Quarterly, The Indexer, no período de 1995 a 2004 (que tradicionalmente têm se dedicado à área de ORC) e da revista Ethics and Information Technology, por lidar com a ética aplicada às atividades informativas. Os resultados permitem considerar que os valores predominantes - e os problemas daí decorrentes - revelam parcialmente duas dimensões complementares: a do respeito à diversidade e a da garantia de especificidade, o que permite comprovar a pertinência dos princípios teóricos enunciados por Hudon (1997), Beghtol (2002, 2005) e García Gutiérrez (2002), relativamente a uma ética transcultural de mediação que reflita uma diversidade (cuja precisão passa muitas vezes pela dimensão do multilingüismo) valendo-se, para tanto, de instrumentos que possam conferir garantia cultural à representação do conhecimento.

Biografia do Autor

José Augusto Chaves Guimarães, Universidade Estadual Paulista em Marília (UNESP) - SP

Possui graduação em Biblioteconomia pela UNESP (1981), graduação em Direito pela UNIVEM (1981), mestrado em Ciências da Comunicação pela USP (1988) e doutorado em Ciências da Comunicação pela USP (1993).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Suellen Oliveira Milani, Universidade Estadual Paulista em Marília (UNESP) - SP

Bacharel em Biblioteconomia pela Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP e mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da mesma universidade. É bolsista FAPESP e pesquisa na linha "Organização da Informação", mais especificamente na temática "Ética no Tratamento da Informação".

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Fabio Assis Pinho, Universidade Estadual Paulista em Marília (UNESP) - SP

Doutorando em Ciência da Informação (UNESP-Marília). Mestre em Ciência da Informação (UNESP-Marília). Bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação (UFSCar-São Carlos).

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigo