Redes virtuais de aprendizagem na sociedade e na pesquisa

Autores

  • Gustavo Henrique de Araújo Freire Universidade Federal da Paraíba (UFPB) - PB

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2008v13n25p55

Palavras-chave:

Redes virtuais de aprendizagem, Comunicação da informação, Gestão da Informação, Profissionais da informação.

Resumo

Apresenta um dos aspectos da tese de que uma rede virtual de aprendizagem (aqui denominada estoques de informação em fluxo) facilita a comunicação da informação nos grupos de usuários que dela participa. Aponta que a principal característica da sociedade contemporânea é a aplicação da informação e do conhecimento em um ciclo de realimentação cumulativo da inovação tecnológica. Discute o valor do capital intelectual para o processo de produção social, o que vem a exigir a constante atualização dos estoques dinâmicos de informação armazenados nos indivíduos. Define o papel dos profissionais da informação a partir da responsabilidade social de facilitar a comunicação da informação para um usuário que dela necessita, no processo de construção do seu próprio conhecimento. Propõe que as redes de aprendizagem assumam o papel fundamental de meio não somente na comunicação da informação, mas, especialmente, na criação de possibilidades de produção de novos conhecimentos.

Biografia do Autor

Gustavo Henrique de Araújo Freire, Universidade Federal da Paraíba (UFPB) - PB

Possui graduação em Letras pela UFRGN (1989) , especialização em Literatura Brasileira pela UFRGN (1993) , especialização em Linguística Textual pela UFRGN (1991) , mestrado em Ciência da Informação pela UFRJ (1998) e doutorado em Ciência da Informação pela UFRJ (2004)

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2008-04-24

Edição

Seção

Artigo