Formação profissional do bibliotecário

Autores

  • Maria Tereza Machado Teles Walter Supremo Tribunal Federal (STF) - Brasil
  • Sofia Galvão Baptista Universidade de Brasília - DF

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2008v13n25p84

Palavras-chave:

Formação profissional do bibliotecário, Competência, Profissão, Emprego, Trabalho.

Resumo

A formação profissional de qualquer categoria profissional envolve aspectos variáveis que incluem questões sobre ética, empregabilidade, conceitos de trabalho, de profissão e de emprego. No caso específico dos bibliotecários, esses pontos são debatidos à luz da literatura, inserindo questões acerca do que seja a competência e de quais são aquelas mais ressaltadas pelos autores que tratam do tema, quando elaboram suas listas para evidenciar a necessidade de atenção dos profissionais que pretendem ser reconhecidos como modernos profissionais da informação. A tarefa de elaborar currículos que preencham todos os requisitos definidos é bastante complexa. Além disso, é inevitável a ênfase nas questões relacionadas às tecnologias de informação e de comunicação, cuja importância no trabalho dos bibliotecários é cada vez maior, seu uso mais intenso e determinante para aqueles que querem desenvolver produtos e serviços de informação cada vez mais adequados aos seus clientes.

Biografia do Autor

Maria Tereza Machado Teles Walter, Supremo Tribunal Federal (STF) - Brasil

Possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela UnB (1982) e mestrado em Ciências da Informação pela UnB (1988) . Atualmente é Analista Judiciário-Apoio Especial.- Bibliot. do STF.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Sofia Galvão Baptista, Universidade de Brasília - DF

Atualmente (2007), professor associado 1, atua na graduação (Biblioteconomia) e na pós-graduação em Ciência da Informação. Linha de pesquisa Gestão da Informação.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigo