Avaliação arquivística: bases teóricas, estratégias de aplicação e instrumentação

Autores

  • Basma Makhlouf Universidade Federal do Ceará (UFC) - CE - Brasil
  • Lídia Eugenia Cavalcante Universidade Federal do Ceará (UFC) - CE - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2008v13n26p201

Palavras-chave:

Avaliação arquivística, Função avaliação.

Resumo

A coerência dos vários componentes da função avaliação arquivística implica o respeito a três exigências: 1) evidência da teoria e dos conceitos constitutivos e capacidade
especifica, o que representa o valor dos originais; 2) a capacidade da estratégia de avaliação integrar os conceitos que se relacionam ao valor dos originais como definido
pela teoria; 3) a capacidade do processo institucional de sua aplicação conformar-se à estratégia e respeitar suas bases teóricas. Dessa forma, apresenta-se, primeiramente, um
esboço do conceito "função" no contexto da avaliação arquivística. A seguir, discorre-se sobre bases teóricas, estratégias e métodos relacionados, técnicas e critérios de aplicação e, finalmente, a instrumentação de realização, de acordo com cinco autores-chave da avaliação arquivista: H. Booms (1970, 1972, 2002), H. Samuels (1986), T. Cook (1992, 1994, 1997, 1999), T. Eastwood (1992, 2002) e C. Couture (1998, 1999, 2002).

Biografia do Autor

Basma Makhlouf, Universidade Federal do Ceará (UFC) - CE - Brasil

Doutoranda em Arquivologia /Escola de Biblioteconomia e Ciências da Informação
Universidade de Montreal.

Lídia Eugenia Cavalcante, Universidade Federal do Ceará (UFC) - CE - Brasil

Doutora em Educação Professora do Departamento de Ciências da Informação.

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigo