Arqueologia do trabalho imaterial: uma aplicação bibliométrica à análise de dissertações e teses

Nair Yumiko Kobashi, Raimundo Nonato Macedo dos Santos

Resumo


Busca de alternativas teóricas e metodológicas para mapear a pesquisa científica brasileira. Apresenta-se como hipótese de trabalho a idéia de que os repositórios de dissertações e teses podem ser fontes confiáveis para conhecer a ciência produzida no país. Por meio de procedimentos que associam os Estudos Sociais da Ciência, a Organização e Representação do Conhecimento e Métodos bibliométricos avançados, podem ser vislumbradas novas abordagens sobre a institucionalização social e cognitiva da pesquisa científica no Brasil. A visualização gráfica dessas informações, por meio de cartografias dinâmicas, é útil por sua funcionalidade para oferecer visão global de conjuntos de informações e evidenciar relações entre elas. Da mesma forma, as visualizações configuram-se como possíveis interfaces para recuperação de informação.

Palavras-chave


Pesquisa científica; Organização do conhecimento; Cartografia temática; Indicadores bibliométricos; Dissertações e teses.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2008v13nesp1p106



Direitos autorais 2008 Nair Yumiko Kobashi, Raimundo Nonato Macedo dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)