Produção científica dos pesquisadores brasileiros que depositaram patentes na área da Biotecnologia, no período de 2001 a 2005: colaboração interinstitucional e interpessoal

Autores

  • Ana Maria Mielniczuk de Moura Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (FABICO) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • Sônia Elisa Caregnato Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2010v15n29p84

Palavras-chave:

Cientometria, Colaboração interpessoal, Colaboração institucional

Resumo

Analisa a produção científica dos pesquisadores que depositaram patentes na área da Biotecnologia, no período compreendido entre 2001 a 2005. A partir de um enfoque cientométrico, objetiva revelar a colaboração interinstitucional e interpessoal existente. O corpus constitui-se em 2.584 artigos coletados na WebofScience. Utilizou-se a metodologia de Análise de Redes Sociais e MDS para observar a formação de clusters entre autores e instituições. Os resultados indicam que a a maioria dos artigos possui até três instituições relacionadas no Campo C1, pois 88,7% dos casos apresentam-se desta forma. Observou-se que a produção científica está concentrada em algumas poucas instituições, lideradas pelas universidades públicas (federais e estaduais) e instituições de pesquisa de renome. Entre as universidades, as mais produtivas são a USP, UNICAMP, UNESP e UFRJ; e entre as instituições de pesquisa, tiveram destaque a FIOCRUZ, INSTITUTO BUTANTAN e EMBRAPA. Algumas instituições apresentam um padrão regional de colaboração, pois apresentam interação somente com outras instituições mais próximas geograficamente, formando clusters com motivação regional. Os autores mais produtivos não encontram-se nas primeiras posições no ranking por grau de centralidade, significando que a centralidade não está relacionada diretamente à produtividade. Observou-se que a colaboração interpessoal se fortalece após a parceria formada pelo vínculo criado na pós-graduação, pois muitas parcerias foram formadas a partir deste tipo de vínculo, apresentando produção significativa entre orientadores e orientados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Mielniczuk de Moura, Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (FABICO) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Professor adjunto do Departamento de Ciências da Informação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (FABICO) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS.

Mais informações: Currículo Lattes

Sônia Elisa Caregnato, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Professor Associado do Departamento de Ciências da Informação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Downloads

Publicado

2010-05-14

Como Citar

MOURA, Ana Maria Mielniczuk de; CAREGNATO, Sônia Elisa. Produção científica dos pesquisadores brasileiros que depositaram patentes na área da Biotecnologia, no período de 2001 a 2005: colaboração interinstitucional e interpessoal. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 15, n. 29, p. 84–105, 2010. DOI: 10.5007/1518-2924.2010v15n29p84. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2010v15n29p84. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)