Uma outra face dos metadados: informações para a gestão da preservação digital

Autores

  • Luís Fernando Sayão Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2010v15n30p1

Resumo

O conceito tradicional de metadado pode ser ampliado para abrigar um conjunto de informações que apóiem as atividades de gestão da preservação de materiais digitais. Esse tipo de metadados, chamados de metadados de preservação, tem como função instruir e documentar os processos de preservação digital de longo prazo, garantindo que os conteúdos digitais possam ser acessados e interpretados no futuro. Nos últimos anos foram desenvolvidos inúmeros esquemas e infraestruturas de metadados voltados para a preservação digital, que tiveram como maior desafio antecipar que informações são realmente necessárias para suportar um processo específico de preservação.  A iniciativa mais importante e mais abrangente nesse campo é o dicionário de dados PREMIS cujo desenvolvimento teve como base a infraestrutura conceitual definida pela norma OAIS. A idéia básica deste trabalho é revisar os principais conceitos, padrões e tecnologias envolvidos no desenvolvimento de esquemas de metadados de preservação.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luís Fernando Sayão, Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN)

Graduado em Física, mestre e doutor em Ciência da Informação; trabalha na Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN)

Downloads

Publicado

2010-10-08

Como Citar

Sayão, L. F. (2010). Uma outra face dos metadados: informações para a gestão da preservação digital. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 15(30), 1-31. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2010v15n30p1

Edição

Seção

Artigo