Representações sociais sobre informação e conhecimento na educação a distância: um estudo de caso na UFMG

Autores

  • Sinay Santos Silva de Araujo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Aparecida Moura Professora Associada da Escola de Ciência da Informação da UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2012v17n33p79

Palavras-chave:

Representações sociais, Informação, Conhecimento, Discurso do Sujeito Coletivo

Resumo

Este artigo apresenta os conceitos de informação e conhecimento adotados por alunos, professores e tutores oriundos dos cursos de graduação na modalidade de educação a distância em Ciências Biológicas e Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). As representações sociais foram sistematizadas no estudo que investigou a formação da cultura informacional na modalidade de educação a distância. Foram utilizadas como referencial teórico a Teoria das Representações Sociais e a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), desenvolvida por Lefevre e Lefevre. De acordo com as representações sociais dos sujeitos da pesquisa, a informação é a base para a construção do conhecimento e é compreendida como um fenômeno humano que se relaciona à produção de sentido. O conhecimento sistemático é compreendido como a informação que pode ser socialmente transmitida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sinay Santos Silva de Araujo, Universidade Federal de Minas Gerais

Servidora do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – CEFET/MG

Mestre em Ciência da Informação – ECI/UFMG

Maria Aparecida Moura, Professora Associada da Escola de Ciência da Informação da UFMG

Doutora em Comunicação e Semiótica – PUC/SP

Referências

ALMEIDA, Carlos Cândido de Almeida. Discurso do sujeito coletivo: reconstruindo a fala do social. In: VALENTIM (Org). Métodos qualitativos de pesquisa em Ciência da Informação. São Paulo: Polis, 2005, cap. 3, p. 59-79

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Representações sociais: aspectos teóricos e aplicações à educação. Em Aberto, Brasília, v. 14, n. 61, jan./mar. 1994, p. 60-78. Disponível em: <http://www.rbep.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/912/818>. Acesso em: 19 nov. 2009.

ARAUJO, Sinay Santos Silva de. Cultura informacional, representações sociais e educação a distância: um estudo de caso da EaD na UFMG. 2011. 235f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Belo Horizonte, 2011.

ARRUDA, angela. Teoria das representações sociais e teorias de gênero. Cadernos de Pesquisa, n. 117, p. 127-147, nov./2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/n117/15555.pdf>. Acesso em: 19 nov. 2009

CARDOSO. Ana Maria Pereira. Pós-modernismo e informação: conceitos complementares? Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 63-79, jan./jun. 1996. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/viewFile/241/28>. Acesso em: 26 nov. 2009

CHAVES FILHO, Hélio. A Universidade Aberta do Brasil: estratégia para a formação superior na modalidade de EAD. Fonte, Belo horizonte, jan./jun. 2007 p. 85-91

DEMO, Pedro. Conhecimento Moderno: sobre ética e intervenção do conhecimento. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1999, 317 p.

DUARTE, Sebastião Junior Henrique; MAMEDE, Marli Villela; ANDRADE, Sônia Maria Oliveira de. Opções teórico-metodológicas em pesquisas qualitativas: representações sociais e discurso do sujeito coletivo. Saúde soc., v.18, n.4, dez./2009, p.620-626. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v18n4/06.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2010.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Informationliteracy: princípios, filosofia e prática. Ciência da informação[online], Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/viewArticle/123>. Acesso em: 26 ago. 2010

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994. 201 p.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Representações sociais, ideologia e desenvolvimento da consciência. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 121, jan./abr. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/v34n121/a08n121.pdf>. Acesso em: 02 out. 2009.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. 13. reimpr. Rio de janeiro: LTC, 1989. 213 p.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: _______. As representações sociais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001, cap. 1, p. 17-44.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico, 14. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

LEFEVRE, Fernando; LEFEVRE, Ana Maria Cavalcanti. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). 2. ed. Caixas do Sul, RS: EDUCS, 2005. 256 p.

MARTELETO, Maria Regina. Cultura informacional: construindo o objeto informação pelo emprego dos conceitos de imaginário, instituição e campo social. Ciência da Informação[online].v. 24, n. 1, p.1-8, 1995. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/view/535/487>. Acesso em: 26 jun. 2009

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 19. ed. Petrópolis: Vozes, 2001, 80 p. (Coleção temas sociais).

MORIN, Edgar. O método:4. asidéias: habitat, vida, costumes, organização. Porto Alegre: Sulina, 1998, 325 p.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. 6. ed. Petrópolis, RJ. Vozes. 2009.

PINHEIRO, José Walber Borges. Alunos na educação a distância: representações sociais de alunos do sistema de educação a distância da Academia Nacional de Polícia. 2008. 108 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Programa de Mestrado em Educação. Universidade Católica de Goiás. Goiânia, 2008. Disponível em: Disponível em: <http://tede.biblioteca.ucg.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=533>. Acesso em: 20 ago. 2010.

REIS, Alcenir Soares dos. Retórica-Ideologia-Informação: questões pertinentes ao cientista da informação? Perspectivas em Ciências da Informação, Belo Horizonte, v. 4, n. 2, p. 145 - 160, jul./dez.1999.

REIS, Alcenir Soares doset al. Informação e cidadania: conceitos e saberes necessários à ação. In: MOURA, Maria Aparecida (Org.). Cultura informacional e liderança comunitária: concepções e práticas. Belo horizonte: UFMG/PROEX, 2011, p.17-26.

SILVA, Armando Malheiro da. A informação: da compreensão do fenômeno e construção do objeto científico. Porto: Edições Afrontamento, 2006, 176 p.

Downloads

Publicado

2012-04-17

Como Citar

ARAUJO, Sinay Santos Silva de; MOURA, Maria Aparecida. Representações sociais sobre informação e conhecimento na educação a distância: um estudo de caso na UFMG. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 17, n. 33, p. 79–96, 2012. DOI: 10.5007/1518-2924.2012v17n33p79. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17n33p79. Acesso em: 16 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)