Representações sociais sobre informação e conhecimento na educação a distância: um estudo de caso na UFMG

Autores

  • Sinay Santos Silva de Araujo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Aparecida Moura Professora Associada da Escola de Ciência da Informação da UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2012v17n33p79

Resumo

Este artigo apresenta os conceitos de informação e conhecimento adotados por alunos, professores e tutores oriundos dos cursos de graduação na modalidade de educação a distância em Ciências Biológicas e Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). As representações sociais foram sistematizadas no estudo que investigou a formação da cultura informacional na modalidade de educação a distância. Foram utilizadas como referencial teórico a Teoria das Representações Sociais e a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), desenvolvida por Lefevre e Lefevre. De acordo com as representações sociais dos sujeitos da pesquisa, a informação é a base para a construção do conhecimento e é compreendida como um fenômeno humano que se relaciona à produção de sentido. O conhecimento sistemático é compreendido como a informação que pode ser socialmente transmitida.

Biografia do Autor

Sinay Santos Silva de Araujo, Universidade Federal de Minas Gerais

Servidora do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – CEFET/MG

Mestre em Ciência da Informação – ECI/UFMG

Maria Aparecida Moura, Professora Associada da Escola de Ciência da Informação da UFMG

Doutora em Comunicação e Semiótica – PUC/SP

Referências

ALMEIDA, Carlos Cândido de Almeida. Discurso do sujeito coletivo: reconstruindo a fala do social. In: VALENTIM (Org). Métodos qualitativos de pesquisa em Ciência da Informação. São Paulo: Polis, 2005, cap. 3, p. 59-79

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Representações sociais: aspectos teóricos e aplicações à educação. Em Aberto, Brasília, v. 14, n. 61, jan./mar. 1994, p. 60-78. Disponível em: <http://www.rbep.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/912/818>. Acesso em: 19 nov. 2009.

ARAUJO, Sinay Santos Silva de. Cultura informacional, representações sociais e educação a distância: um estudo de caso da EaD na UFMG. 2011. 235f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Belo Horizonte, 2011.

ARRUDA, angela. Teoria das representações sociais e teorias de gênero. Cadernos de Pesquisa, n. 117, p. 127-147, nov./2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/n117/15555.pdf>. Acesso em: 19 nov. 2009

CARDOSO. Ana Maria Pereira. Pós-modernismo e informação: conceitos complementares? Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 63-79, jan./jun. 1996. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/viewFile/241/28>. Acesso em: 26 nov. 2009

CHAVES FILHO, Hélio. A Universidade Aberta do Brasil: estratégia para a formação superior na modalidade de EAD. Fonte, Belo horizonte, jan./jun. 2007 p. 85-91

DEMO, Pedro. Conhecimento Moderno: sobre ética e intervenção do conhecimento. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1999, 317 p.

DUARTE, Sebastião Junior Henrique; MAMEDE, Marli Villela; ANDRADE, Sônia Maria Oliveira de. Opções teórico-metodológicas em pesquisas qualitativas: representações sociais e discurso do sujeito coletivo. Saúde soc., v.18, n.4, dez./2009, p.620-626. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v18n4/06.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2010.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Informationliteracy: princípios, filosofia e prática. Ciência da informação[online], Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/viewArticle/123>. Acesso em: 26 ago. 2010

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994. 201 p.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Representações sociais, ideologia e desenvolvimento da consciência. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 121, jan./abr. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/v34n121/a08n121.pdf>. Acesso em: 02 out. 2009.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. 13. reimpr. Rio de janeiro: LTC, 1989. 213 p.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: _______. As representações sociais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001, cap. 1, p. 17-44.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico, 14. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

LEFEVRE, Fernando; LEFEVRE, Ana Maria Cavalcanti. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). 2. ed. Caixas do Sul, RS: EDUCS, 2005. 256 p.

MARTELETO, Maria Regina. Cultura informacional: construindo o objeto informação pelo emprego dos conceitos de imaginário, instituição e campo social. Ciência da Informação[online].v. 24, n. 1, p.1-8, 1995. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/view/535/487>. Acesso em: 26 jun. 2009

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 19. ed. Petrópolis: Vozes, 2001, 80 p. (Coleção temas sociais).

MORIN, Edgar. O método:4. asidéias: habitat, vida, costumes, organização. Porto Alegre: Sulina, 1998, 325 p.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. 6. ed. Petrópolis, RJ. Vozes. 2009.

PINHEIRO, José Walber Borges. Alunos na educação a distância: representações sociais de alunos do sistema de educação a distância da Academia Nacional de Polícia. 2008. 108 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Programa de Mestrado em Educação. Universidade Católica de Goiás. Goiânia, 2008. Disponível em: Disponível em: <http://tede.biblioteca.ucg.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=533>. Acesso em: 20 ago. 2010.

REIS, Alcenir Soares dos. Retórica-Ideologia-Informação: questões pertinentes ao cientista da informação? Perspectivas em Ciências da Informação, Belo Horizonte, v. 4, n. 2, p. 145 - 160, jul./dez.1999.

REIS, Alcenir Soares doset al. Informação e cidadania: conceitos e saberes necessários à ação. In: MOURA, Maria Aparecida (Org.). Cultura informacional e liderança comunitária: concepções e práticas. Belo horizonte: UFMG/PROEX, 2011, p.17-26.

SILVA, Armando Malheiro da. A informação: da compreensão do fenômeno e construção do objeto científico. Porto: Edições Afrontamento, 2006, 176 p.

Downloads

Publicado

2012-04-17

Como Citar

ARAUJO, . S. S. de; MOURA, . A. Representações sociais sobre informação e conhecimento na educação a distância: um estudo de caso na UFMG. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 17, n. 33, p. 79–96, 2012. DOI: 10.5007/1518-2924.2012v17n33p79. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17n33p79. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)