Ações para competências em informação no ciberespaço: reflexões sobre a contribuição da metacognição

Autores

  • Gustavo Henrique de Araujo Freire Universidade Federal da Paraíba
  • Isa Maria Freire Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2012v17nesp1p1

Palavras-chave:

Sociedade em rede, Ciberespaço, Redes virtuais de aprendizagem, Competências em informação, Metacognição.

Resumo

Apresenta um quadro de referência teórico-conceitual em cujo contexto se discute a contribuição da metacognição às ações para competências em informação no ciberespaço. Discorre sobre os conceitos inter-relacionados no texto, esclarecendo a perspectiva mediante a qual a produção e compartilhamento de informação e conhecimento em redes virtuais são vistas como possibilidades de criação de novos conhecimentos. Nesse sentido, torna-se relevante, na sociedade em rede, o desenvolvimento e disponibilização de competências em informação na internet, de modo a promover o uso e apropriação de tecnologias intelectuais digitais. Destaca o valor das estratégias metacognitivas na produção de artefatos destinados ao desenvolvimento de competências em informação para veiculação na internet, em especial no que diz respeito às redes virtuais de aprendizagem.

Referências

AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION. Presidential Committee on Information Literacy. Chicago: ALA, 1989. Final report. Disponível em: http://www.ala.org/acrl/nili/ilit1st.html. Acesso em 10/11/2001. Acesso em 03/02/2008.

BARRETO, A. de A. A eficiência técnica e econômica e a viabilidade de produtos e serviços de informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 25, n .3, p.1-18, set./dez., 1996.

BARRETO, A. de A. A questão da informação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 8, n. 4, p.3-8, 1994.

BELKIN, N.J. Anomalous states of knowledge as a basis for information retrieval. The Canadian Journal of Information Science, v. 5, p.390-406, 1980.

BELKIN, N.J., ROBERTSON, S.E. Information Science and the phenomenon of information. JASIS, v. 27, n. 4, p.197-204, 1976.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento. São Paulo: SENAC, 2003.

DELAIA, Claudia R. Subsídios para uma Política de Gestão da Informação da Embrapa

Solos – à luz do Regime de Informação. 2008. Dissertação (Mestr. Em Ci. da Inf.). Rio de Janeiro: IBICT; Niterói: UFF, 2008.

DERVIN, Brenda. Sense-Making Theory and Practice: an overview of user interests in knowledge seeking and use. Journal of Knowledge Management, v. 2, n. 2, p. 36-46, Dec. 1998.

BROOKES, B.C. The foundation of information science. Part I. Philosophical aspects. Journal of Information Science, v .2, p.125-133, 1980.

BROWN, A.L. Metacognition, executive cpntrol, self-regulation and others more mysterious mechanisms. In: WEINERT, F.E.; KLUWE, R. (Orgs.). Metacognition, motivation and understanding. Hillside NY: Erlbaum, 1987.

BROWN, A.L. Knowing when, where e how to remember: a problem of a metacognition. In: GLASER, R. (Org.). Advances in instructional psychology. Hillside NY: Erlbaum, 1978.

DOYLE, C. Information literacy in information society: a concept for the information age. NY: ERIC Clearinghouse on Information & Technology; Syracuse University, 1994.

FARRADANE, J. Knowledge, information, and information science. Journal of Information Science, v. 2, p.81-88, 1980.

FLAVELL, J.H. Metacognition and cognitive monitoring: a new area of cognitive-developmental inquiry. American Psychologist, v.34, P.906-911, 1979.

FLAVELL, J.H. Metacognition aspects of problems solving. In; GLOVER, J.A.; ROANNING, J.B. (Orgs.). The nature of intelligence. Hillsdale NY: Erlbaum, 1976.

FREIRE, Gustavo H. de A. Comunicação da informação em redes virtuais de aprendizagem. 2004. Tese (Dout. em Ci. da Inf.). Rio de Janeiro: CNPq/IBICT – UFRJ/ECO, 2004.

FREIRE, I. M. A responsabilidade social da ciência da informação e/ou O olhar da consciência possível sobre o campo científico. 2001. Tese (Dout. Ci. da Inf.). Rio de Janeiro: IBICT – UFRJ, 2001.

FUJITA, Mariângela S. L. A indexação na catalogação de livros em bibliotecas

universitárias: aplicação, educação e futur. In: FUJITA, M.S.L. et al. (Orgs.) A indexação de livros: a percepção de catalogadores e usuários de bibliotecas universitárias. Um estudo de observação do contexto sociocognitivo com protocolos verbais. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

FUJITA, Mariângela S. L. A leitura documentária na perspectiva de suas variáveis: leitor-texto-contexto. DataGramaZero – Revista de Ciência da Informação, v.5, n.4, ago. 2004.

GONZALEZ DE GOMEZ, M.N. Novas fronteiras tecnológicas das ações de informação: questões e abordagens. Ciência da Informação, v. 33, n. 1, p.55-67, jan./abr.2004.

GONZALEZ DE GOMEZ, M.N. As relações entre ciência, Estado e sociedade: um domínio de visibilidade para as questões da informação. Ciência da Informação, v. 32, n. 1, p. 60-76, 2003.

GONZALEZ DE GOMEZ, M.N. Novos cenários políticos para a informação. Ciência da Informação, v.31, n.1, jan./abr. 2002.

GONZALEZ DE GOMEZ, M.N. O caráter seletivo das ações de informação. Informare, v. 5, n. 2, p. 7-30, 1999.

HATSCHBACH, M.H. de L. Information literacy: aspectos conceituais e iniciativas em ambiente digital para o estudante de nível superior. 2002. Dissertação (Mest. em Ci. da Inf.). Rio de Janeiro: CNPq/IBICT – UFRJ/ECO, 2002.

HJORLAND, B.; ALBRECHTESEN, H. Toward a new horizon in Information Science: domain-analysis. JASIS, v. 46, n. 6, p.411-418, 1995.

KUHLTHAU, C. Inside the search process: information seeking from the user´s perspective. Journal of the American Society for Information Science, v. 42, n. 5, p.361-371, 1991.

JOHNSON, S. Emergência: a vida integrada de formigas, cérebros, cidades e softwares. Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, 2003.

LEVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1994.

LEVY, P. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

McCLURE, Charles R. Network literacy in an eletronic society: an educational disconnect? Disponível em http://www.libnet.sh.cn/istis/zsjj/gwzl/revolution/nature/Mcclure.html. Acesso em 08.05.2001.

NEVES, D.A. de B. Metacognição, Informação e Conhecimento: pensando em como pensar. Recife: Néctar, 2011. ISBN 978-85-60323-34-0.

NEVES, D.A. de B. Meta-aprendizagem e Ciência da Informação: uma reflexão sobre o ato de aprender a aprender. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 12, n. 3, p.116-128, set./dez. 2007.

NEVES, D.A. de B. Ciência da Informação e cognição humana: uma abordagem do processamento da informação. Ciência da Informação, v. 35, n. 1, p.39-44, jan./abr. 2006.

NOVELLINO, M.S.F. A transferência da informação através dos seus contextos de produção e uso: linguagens de transferência da informação. 2000. Dissertação (Mestr. em Ci. da Inf.). Rio de Janeiro: CNPq/IBICT – UFRJ/ECO, 2000.

QUÉAU, P. Cibercutlura e info-ética. In: MORIN, E. (Org.). A Religação dos Saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo; razão e emoção. São Paulo: Hucitec,1997.

SARACEVIC, T. Interdisciplinary nature of information science. Ciência da Informação, v. 24, n. 1, [s.p.], jan./abr., 1995.

SHAPIRO, Jeremy; HUGHES, Shelley K. Information Literacy as a liberal art enlightenment proposals for a new curriculum. Educom Review, v. 31, n. 2, [s.p.], march/april, 1996. Disponível em http://net.educause.edu/apps/er/review/reviewarticles/31231.html. Acesso em 25/09/2011.

STEWART, T.A. Capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

WERSIG, G. Information science: the study of postmodern knowledge usage. Information Processing & Management, v. 29, n. 2, p.229-239, 1993.

WERTHEIM, M. Uma história do espaço de Dante a Internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

Downloads

Publicado

2012-08-17