Acesso livre à informação científica em países em desenvolvimento: o caso dos repositórios “SABER” (Moçambique) e digital da UFMG (Brasil)

Autores

  • Ranito Zambo Waete Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Aparecida Moura Universidade Federal de Minas Gerais
  • Manuel Valente Mangue Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2012v17nesp2p195

Resumo

Os repositórios institucionais digitais de acesso livre têm proporcionado um forte debate na literatura especializada em publicações eletrônicas; mais focados nas questões sobre o movimento de acesso livre à informação científica. É tema, portanto, da preocupação de todos os atores da comunidade científica, nomeadamente docentes e pesquisadores, editores científicos, comunidades científicas, bibliotecas universitárias e provedores de acesso e de serviços. Descreve-se os repositórios institucionais de acesso livre à informação científica “Saber” (Moçambique) e Digital da UFMG (Brasil) que têm como principal objetivo preservar, organizar, divulgar e disseminar a produção científica das instituições de ensino superior e de pesquisa, utilizando o software livre DSpace.

Downloads

Publicado

2012-12-12

Como Citar

WAETE, . Z.; MOURA, . A.; MANGUE, . V. Acesso livre à informação científica em países em desenvolvimento: o caso dos repositórios “SABER” (Moçambique) e digital da UFMG (Brasil). Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], p. 195–210, 2012. DOI: 10.5007/1518-2924.2012v17nesp2p195. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17nesp2p195. Acesso em: 29 nov. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)