Ontologia de dependência tecnológica de documentos digitais: instrumento de apoio à preservação digital

Autores

  • Eloi Juniti Yamaoka Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fernando Ostuni Gauthier Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2012v17nesp2p211

Palavras-chave:

Preservação Digital, Ontologia, Formatos de Arquivos, Dependência Tecnológica

Resumo

Este artigo apresenta o uso da ontologia para modelar a dependência tecnológica de objetos digitais. Na computação e na ciência da informação, ontologia é um artefato que permite a modelagem de conhecimento em algum domínio e possibilitaespecificar um vocabulário para fazer asserções que podem ser utilizadas por software. Para a que possa ser compreensível por humanos, o documento digital exige o uso detecnologia. Essa dependência tecnológica requer um cuidadosoacompanhamentoda obsolescência dessas tecnologias utilizadas para a criação e visualização do documento digital. O ambiente tecnológico de uma organização que faz uso intensivo da tecnologia da informação e comunicação pode ser constituído de milhares de componentes inter-relacionados e a tarefa de verificar o impacto da desativação de determinada tecnologia é muito trabalhosa. Visando reduzir os efeitos desse problema, foi desenvolvida a ontologia DeTec, com o uso da Web OntologyLanguage (OWL). Para a modelagem foi utilizada a plataforma Protégé da Stanford University). A ontologia DeTecé constituída de oito classes principais que permite a identificação de quais tecnologias um objeto digital tem dependência. Essa funcionalidade possibilita evitar a desativação equivocada de uma tecnologia e a consequente perda dos objetos dela dependente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-12

Como Citar

YAMAOKA, Eloi Juniti; GAUTHIER, Fernando Ostuni. Ontologia de dependência tecnológica de documentos digitais: instrumento de apoio à preservação digital. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], p. 211–226, 2012. DOI: 10.5007/1518-2924.2012v17nesp2p211. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17nesp2p211. Acesso em: 21 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.