Biblioterapia na Ciência da Informação: Comunicação e Mediação

Mariana Giubertti Guedes, Sofia Galvão Baptista

Resumo


O artigo apresenta uma reflexão crítica sobre a Biblioterapia como objeto de estudo da Ciência da Informação (CI), tendo nesta perspectiva, avaliação das características intrínsecas da Biblioterapia dentro da fundamentação da CI, destacando aspectos cognitivos, sociais e interdisciplinares. Pela aplicação variada, a Biblioterapia tem várias definições indicadas no artigo, sendo analisado seu processo no ponto de vista de diversos autores. Analisam-se princípios da Ciência da Informação e do processo comunicacional para a comparação com a Biblioterapia. Neste contexto, destaca-se a atuação biblioterapêutica como uma forma de comunicação e mediação da informação, sendo avaliado o processo comunicacional (seleção, leitura e interpretação de textos com indivíduos) e o profissional mediador (biblioterapêuta).


Palavras-chave


Biblioterapia; Mediação da Informação; Comunicação da Informação; Mudança cognitiva; Bibliotecário

Texto completo:

PDF-A

Referências


ALMEIDA JUNIOR, Oswaldo Francisco de. Mediação da informação: ampliando o conceito de disseminação. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Gestão da informação e do conhecimento no âmbito da Ciência da Informação. São Paulo: Polis; Cultura Acadêmica, 2008. p. 41-54.

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. Profissional bibliotecário: um pacto com o excludente. In: BAPTISTA, Sofia Galvão; MUELLER, Suzana Pinheiro Machado (Orgs.). Profissional da informação: o espaço de trabalho. Brasília: Thesaurus, 2004. P.70-86.

________; BORTOLIN, Sueli. Mediação da Informação e da Leitura, 2007. In: SEMINÁRIO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - UEL, 2., 2007, Londrina. Anais... Londrina: UEL, 2007. Disponível em: . Acesso em: 09 ago. 2012.

ALVES, Maria Helena Hees. A aplicação da biblioterapia no processo de reintegração social. Rev. Bras. Bibliotecon. e Doc. v.15, n. 1/2, p. 54 – 61, jan./jun. 1982.

BRETON, Philippe; PROULX, Serge. Sociologia da comunicação. Tradução Ana Paula Castellani. 3. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2011. 287 p. (Humanística, 4).

BROOKES, Bertram C. The foundations of information science: part I: philosophical aspects. Journal of Information Science, n.2, p.125-133. 1980.

BRYAN, Alice I. Can there be a science of bibliotherapy? Library Journal, v.64, p.773-776, oct. 1939.

CALDIN, Clarice Fortkamp. A leitura como função terapêutica: Biblioterapia. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n. 12, dez. 2001. Disponível em . Acesso em: 23 ago. 2012.

_______. Biblioterapia: atividades de leitura desenvolvidas por acadêmicos do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Santa Catarina. Biblios, v. 6, n. 21/22, ago. 2005.

_______. Biblioterapia: um cuidado com o ser. São Paulo: Porto de Idéias, 2010. 199 p.

CAPURRO, Rafael. Foundations of information science: review and perspectives. 2010. Disponível em: . Acesso em: 25 maio 2012.

_______; HJØRLAND, B. O conceito de Informação. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan/abr. 2007.

DUARTE, Adriana Bogliolo Sirihal. Ciclo informacional: a informação e o processo de comunicação. Em Questão, Porto Alegre, v.15, n.1, p. 57-72, jan./jun. 2009.

FONTENELE, M. F. et al. A biblioterapia no tratamento do câncer infantil. Fortaleza: UFC, 1995. Projeto de pesquisa do curso de Biblioteconomia e Psicologia da UFC.

GOMES, Henriette Ferreira. A mediação da informação,comunicação e educação na construção do conhecimento. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, v. 9, n. 1, fev. 2008.

GUMIEIRO, V. et al. A Biblioterapia e o papel do bibliotecário. In: CONFERÊNCIA IBERA-AMERICANA DE COMUNICAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE, 1., 2007, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF: CID/UnB, 2007.

HANNIGAN, Margaret. The librarian in bibliotherapy: pharmacist or bibliotherapist? Library Trends, v.11, p. 188-198, oct. 1962.

HASSE, Margareth. Biblioterapia como texto: análise interpretativa do processo biblioterapêutico. 2004. 124 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Comunicação e Linguagens)-Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2004.

HJØRLAND, B. Epistemology and the socio-cognitive perspective in information science. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v.53, n.4, p. 257-270. 2002.

LE COADIC, Yves-François. A Ciência da Informação. 2.ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2004. 124 p.

LUCAS, Elaine R. de Oliveira; CALDIN, Clarice Fortkamp; SILVA, Patrícia V. Pinheiro da. Biblioterapia para crianças em idade pré-escolar: estudo de caso. Perspect. ciênc. Inf, Belo Horizonte, v.11, n.3, p. 398-415, set./dez. 2006.

MARCINKO, Stephanie. Bibliotherapy: pratical applications with disabled individuals. Current studies in Librarianship, v. 13, n. 1/2, p. 1-5, Spring/Fall 1989.

MICHAELIS. 2007. Disponível em: . Acesso em: 26 maio 2012.

ORSINI, Maria Stella. O uso da literatura para fins terapêuticos: biblioterapia. Comunicações e Artes, São Paulo, v.11, p. 139-149, 1982.

OUAKNIN, Marc-Alain. Biblioterapia. Tradução Nicolás Niymi Campanário. São Paulo: Loyola, 1996.

PEREIRA, Marília M. Guedes. Biblioterapia: proposta de um programa de leitura para portadores de deficiência visual em bibliotecas públicas. João Pessoa: Editora Universitária, 1996.

PIGNATARI, Décio. Informação, linguagem, comunicação. 28. ed. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2008. 155 p.

PINTO, V. B. A Biblioterapia como campo de atuação para o bibliotecário. Transinformação, Campinas, n. 17. p. 31-43, jan./abr. 2005.

RATTON, Angela Maria Lima. Biblioterapia. R. Esc. Bibliotecon. UFMG, Belo Horizonte, v.4, n.2, p.198-214, set. 1975.

ROSA, Aparecida Luciene Resende. As cartas de Ana Cristina César: uma contribuição para a Biblioterapia. 2006. 84 p. Dissertação (Mestrado em Letras, área de concentração Linguagem, Cultura e Discurso)-Universidade do Vale do Rio Verde – UNINCOR, Três Corações, 2006.

SARACEVIC, T. Information science. J. Am. Soc. Info. Sci. 1999, v.50, n.12, 1051–1063.

SILVA, Ezequiel Theodoro da. O ato de ler: fundamentos psicológicos para uma nova pedagogia da leitura. 7. ed. São paulo: Cortez, 1996. 104 p.

SILVA, W. P.; PINHEIRO, E.G. A face oculta da biblioterapia na biblioteca universitária: os ditos e os não ditos dos bibliotecários da Biblioteca Central da UFPB. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 15., 2008. Anais eletrônicos... São Paulo: CRUESP, 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2012.

SILVERBERG, Lawrence I. Bibliotherapy: The therapeutic use of didactic and literary texts in treatment, diagnosis, prevention, and training. Journal of the American Osteopathic Association: Special Comunication, v. 103, n. 3, march 2003.

SMIT, Johanna W; BARRETO, Aldo de Albuquerque. Ciência da informação: base conceitual para a formação do profissional. In: VALENTIM, Marta Lígia. (org.) Formação do profissional da informação. São Paulo: Polis, 2002. p. 9-23.

SMIT, Johanna W; TÁLAMO, Maria de Fátima G. Moreira. Ciência da Informação: uma ciência moderna ou pós-moderna? In: Lara, Marilda Lopes de; Fujino, Asa; Noronha, Daisy Pires, orgs. Informação e contemporaneidade: perspectivas. Recife: Néctar, 2007. p. 27-46.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Formação: competências e habilidades do profissional da informação. p. 117-132. In: ________. (org.) Formação do profissional da informação. São Paulo: Polis, 2002.

VICENTE, Jorge. Biblioterapia. 2000. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2012.

WALTER, Maria Tereza Machado Teles; BAPTISTA, Sofia Galvão. Formação profissional do bibliotecário. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n. 25, p. 84-103, 1º sem. 2008.

WERSIG, G. Information science: the study of postmodern knowledge usage. Information Processing & Management, v.29, n.2, 1993.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2013v18n36p231



Direitos autorais 2013 Mariana Giubertti Guedes, Sofia Galvão Baptista

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)