A Universidade Federal de Minas Gerais no contexto do acesso aberto à informação científica: identificação de seus sistemas de informação

Autores

  • Ráisa Mendes Fernandes de Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo
  • Lídia Alvarenga Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n41p127

Palavras-chave:

Acesso aberto, Informação científica, Repositórios digitais, Repositório institucional, Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

Os obstáculos enfrentados pela comunidade científica na disseminação e na garantia de acesso às próprias produções, contextualizados na necessidade de acesso aberto à informação científica, impulsionaram a criação dos Repositórios Institucionais - RIs. Trata-se de tecnologias adotadas por instituições de ensino e de pesquisa que visam gerir e disponibilizar a produção científica local. A pesquisa teve como objetivo geral caracterizar sistemas de informação da Universidade Federal de Minas Gerais analisando a percepção dos atores responsáveis por sua existência/manutenção dentro do contexto do acesso aberto à informação científica.  Tratou-se de uma pesquisa descritiva e qualitativa que tem por objeto os sistemas de informação criados dentro da universidade para o apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão, nos quais contenham produções ou registros de produções, científicas ou não, da comunidade acadêmica local. Notou-se certa consciência dos atores entrevistados em relação à existência dos demais sistemas, apesar de tal consciência não ser a ideal. De forma geral, a UFMG possui Gestores e Depositantes suficientemente competentes para gerir um repositório maior, como é o caso de um RI. Como conclusão, faz-se necessária uma política de informação científica consolidada que nasça dos setores hierarquicamente superiores e que seja repassada aos setores inferiores para, assim, ser possível articular toda a comunidade universitária em prol de uma causa comum. O estudo ressalta a comunidade da UFMG e a otimização do acesso aberto às publicações da Universidade como escopo para possíveis estudos futuros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ráisa Mendes Fernandes de Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo

Bibliotecária do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, campus Ibatiba. Mestre em Ciência da Informação pela UFMG

Lídia Alvarenga, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorado em Doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Educação, Brasil(1996)
Professor Titular Efetivo da Universidade Federal de Minas Gerais , Brasil

Referências

AMORIM, F. B.; TOMAÉL, M. I.. O uso de sistemas de informação e seus reflexos na cultura organizacional e no compartilhamento de informações. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 1, p. 74-91, jan./jun. 2011.

BAPTISTA, A. A. et al. Comunicação científica: o papel da Open Archives Initiative no contexto do Acesso Livre. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. esp., 1º sem. 2007. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&ved=0CC4QFjAA&url=https%3A%2F%2Fperiodicos.ufsc.br%2Findex.php%2Feb%2Farticle%2Fview%2F1518-2924.2007v12nesp1p1&ei=1e9NUv2vGpKtqAGA7IDQDQ&usg=AFQjCNFM12mT92-6yFYIYGEkNTn6ybPWag&sig2=6cqgGew1-dFFkmDwNFGauA&bvm=bv.53537100,d.aWM. Acesso em: 3 jan. 2013.

BLYTHE, E.; CHACHRA, V. The Value Proposition in Institutional Repositories. Educause Review, v. 40, n. 5, p. 76-77, 2005.

CAFÉ, l.; FACHIN, G. R. B. Provedores de dados, provedores de serviços e periódicos em ciência da informação, biblioteconomia e áreas afins. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. esp., 1º sem. 2007.

COSTA, S. M. S.; LEITE, F. C. L. Insumos conceituais e práticos para iniciativas de repositórios institucionais de acesso aberto à informação científica em bibliotecas de pesquisa. . Implantação e gestão de Repositórios Institucionais: políticas, memória, livre acesso e preservação. Salvador: EDUFBA, 2009. P 163-202.

FREITAS, H. et al. Informação e decisão: sistemas de apoio e seu impacto. Porto Alegre: Ortiz, 1997. 214 p.

KEEFER, A. Los repositórios digitales universitários y los autores. Anales de Documentacion, n. 10, 2007, p. 205-214.

KURAMOTO, H. Iniciativas do IBICT para implementações tecnológicas para gestão e acesso à informação. Instituto Brasileiro de Ciência e Tecnologia. (2007). Disponível em: <http://cg-conteudos.cgi.br/conteudos/conteudos-e-cultura/artigo_cbbd.doc>. Acesso em 3 jun. 2011.

KURAMOTO, H. OA: tentando esclarecer conceitos I. 12 set. 2011. Blog do Kuramoto. Disponível em: <http://kuramoto.blog.br/2011/09/12/open-access-tentando-esclarecer-conceitos/>. Acesso em: 20 dez. 2011.

LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Sistemas de informação gerenciais. 7. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2009.

LEITE, F. C. L. Como gerenciar e ampliar a visibilidade da informação científica brasileira Repositórios institucionais de acesso aberto. Brasília: IBICT, 2009. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&ved=0CDAQFjAA&url=http%3A%2F%2Feprints.rclis.org%2F13776%2F1%2FRI_-_Fernando_Leite.pdf&ei=Y-9NUsf4LY6NrQHv14C4CA&usg=AFQjCNHBs1QyjNcqlegA4UAUr0TuPWraLA&sig2=EbC-T0D9MLgwH3WV3bibWg&bvm=bv.53537100,d.aWM. Acesso em: 10 abr. 2013.

LYNCH, C. A. Institutional Repositories: essential infrastructure for scholarship in the digital age. ARL Bimonthly Report, n. 226, feb. 2003. Disponível: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&ved=0CC4QFjAA&url=http%3A%2F%2Fscholarship.utm.edu%2F21%2F1%2FLynch%2C_IRs.pdf&ei=j-9NUs-0MoW_qgHg1oGwAQ&usg=AFQjCNEYgeGkxOhSpPolJH_oybsthv4xEg&sig2=KG4qXzcOURFS484MmuE3bA&bvm=bv.53537100,d.aWM. Acesso em: 20 ago. 2013.

MUELLER, S. P. M. A comunicação científica e o movimento de acesso livre ao conhecimento. Ciência da Informação, v. 35, n. 2, ago. 2006.

RODRIGUES, E. et al. RepositóriUM: implementação do DSpace em português: lições para o futuro e linhas de investigação. In: CONFERÊNCIA DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, 5, Lisboa, 2006, [Anais eletrônicos...] Lisboa : APSI, 2004. Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt>. Acesso em: 6 abr. 2012.

SOARES, C. F. dos S.; ARAUJO, C. F. de; GUIA, B. P. da. Repositórios institucionais: a experiência do Inmetro. In: CONGRESSO INTERNO DO INMETRO, 2010, Rio de Janeiro, 2010, [Anais Eletrônicos...]. Disponível em: <http://repositorios.inmetro.gov.br>. Acesso em: 06 fev. 2012.

VAN DE SOMPEL, H.; LAGOZE, C. The Santa Fé Convention of the Open Archives Initiative. D-Lib Magazine, v. 6, n. 2, feb. 2000. Disponível em:< http://www.dlib.org/dlib/february00/vandesompel-oai/02vandesompel-oai.html>. Acesso em: 4 jan. 2012.

Downloads

Publicado

2014-12-05

Como Citar

SOUZA, Ráisa Mendes Fernandes de; ALVARENGA, Lídia. A Universidade Federal de Minas Gerais no contexto do acesso aberto à informação científica: identificação de seus sistemas de informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 19, n. 41, p. 127–156, 2014. DOI: 10.5007/1518-2924.2014v19n41p127. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2014v19n41p127. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

<< < 92 93 94 95 96 97 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.