Editorial

Autores

  • Adilson Luiz Pinto Universidade Federal de Santa Catarina
  • Márcio Matias Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n41pi

Palavras-chave:

Editorial

Resumo

Prezados leitores. Com imensa alegria chegamos a mais um final de ano e ao lançamento da última edição da revista Encontros Bibli em 2014 (v. 19, n. 41). Este número nos remete aos aspectos da gestão de processos para uma melhor comunicação e interação informacional, como está representada pela capa de Audilio González-Aguilar, que serve de exemplo para a consolidação científica da Ciência da Informação em determinar dados, informação e conhecimento; suas formas de disposição e aplicabilidade. No tocante aos textos apresentados nesta edição temos: - de autoria de Karcia Lúcia Oliveira Dias e Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque a análise informacional na literatura popular de cordel, sendo um meio através do qual o povo tem acesso à informação, em especial pelo fato de termos instaurado no país a Lei de Acesso a Informação e este tipo de informação ainda é de grande valia em algumas regiões nacionais; - uma reflexão do uso do termo ‘Interagente’ em substituição ao termo ‘usuário’ para designar a comunidade de frequentadores de unidades de informação e público-alvo dos estudos e pesquisas de comportamento informacional em Biblioteconomia e Ciência da Informação de Elisa Corrêa; - de Viviane Magda Marques Luiz Manabe, Leda Maria Araújo Lima, Linete Bartalo e Miguel Luiz Contani o estudo do comportamento informacional de acadêmicos ingressantes e concluintes do curso de biblioteconomia, visando verificar quais recursos e fontes informacionais que são utilizadas; a natureza e extensão da informação obtida; a busca de informação adequada e a avaliação e análise da informação acessada; - na linha de gestão de competência dois estudos, o primeiro de autoria conjunta de Evandro Jair Duarte, Claudete Terezinha da Mata e Clarice Fortkamp Caldin, no qual exploram o potencial da literatura infantil e a responsabilidade da Biblioteca Pública em selecionar as obras que irão compor o acervo infantil, oportunizando contato do livro com o público leitor, e; o segundo estudo é de Fernanda Maria Melo Alves e Adriana Rosecler Alcará e visa indicar alguns estudos diacrônicos de revisão e de comparação sobre o tema em nível mundial, investigando modelos em contexto universitário e suas respectivas aplicações; - complementando a questões de gestão, temos o estudo de Nilzete Melo Lima, Fabricio Ziviani e Roberts Vinicius de Melo Reis em que analisaram as práticas de gestão do conhecimento adotadas em órgão público, no caso um estudo focado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão; - na linha do acesso aberto o estudo de Ráisa Mendes Fernandes de Souza e Lídia Alvarenga, no qual tratam das tecnologias adotadas por instituições de ensino e de pesquisa que visam gerir e disponibilizar a produção científica local; - finalmente, o processo de exclusão digital como foco, tendo uma discussão de sua influência negativa aos usuários de biblioteca, proporcionado por Alejandro de Campos Pinheiro. Tenham uma ótima leitura! Adilson Luiz Pinto e Márcio Matias Editores

Downloads

Publicado

2014-12-05

Edição

Seção

Editorial