Informação e memória: aproximações teóricas e conceituais

Autores

  • Ana Pricila Celedonio da Silva Universidade Federal do Ceará
  • Lidia Eugenia Cavalcante Universidade Federal do Ceará
  • Jefferson Veras Nunes Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2017v23n52p95

Palavras-chave:

Informação e Memória, Paradigmas da Ciência da Informação, Elementos norteadores da Informação e da Memória

Resumo

Objetiva apresentar, por meio de revisão de literatura, os conceitos e as relações existentes entre os termos Informação e Memória na Ciência da Informação (CI), a partir dos paradigmas Físico, Cognitivo e Social de Rafael Capurro (2003) e dos estudos ligados ao tema Memória, baseados em autores como: Halbwachs (1990); Nora (1993); Le Goff (2003) e Bergson (1999), por meio dos quais foi possível identificar os enlaces existentes entre os dois termos, através das concepções material, cognitiva e coletiva da Memória. A reflexão no âmbito da CI e da Memória, teve como elementos norteadores, principalmente, os paradigmas Custodial e Pós-Custodial apresentados por Malheiro e Ribeiro (2011). Nesses paradigmas, a relação entre a CI e a Memória se evidencia desde as antigas práticas custodiais ligadas aos campos da Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia, e a criação da Documentação, campo que antecedeu a CI. Nesse sentido, reflete-se que a Memória transita pelo campo da Informação e áreas correlatas, desde muito tempo, e se apresenta hoje como objeto de estudo da área através de olhar informacional sobre a mesma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Pricila Celedonio da Silva, Universidade Federal do Ceará

Mestranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Ceará (PPGCI/UFC). Bacharela em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Lidia Eugenia Cavalcante, Universidade Federal do Ceará

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará. Professora no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFC (PPGCI/UFC).

Jefferson Veras Nunes, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Ciência da Informação pelo programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista (UNESP); Professor no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFC (PPGCI/UFC).

Referências

ARAÚJO, C. A. A. Paradigma social nos estudos de usuários da informação: abordagem interacionista. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.22, n.1, p.145-159, jan./abr. 2012.

______. Arquivologia, biblioteconomia, museologia e ciência da informação: o diálogo possível. Brasília: Briquet de Lemos, 2014.

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2001.

BELKIN, N. J. Anomalous States of Knowledge as Basis for Information Retrieval. The Canadian Journal of Information Science, v. 5, p. 133-143, 1984.

BELKIN, N. J.; ODDY, R.N.; BROOKS, H.M. ASK for Information Retrieval: Part I. Background and Theory. Journal of Documentation, v. 38, n. 2, p. 61-71, 1982.

BERGSON, H. Matéria e Memória. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

BROOKES, B.C. The developing cognitive view in information science. In: INTERNATIONAL WORKSHOP ON THE COGNITIVE VIEWPOINT, p.195-203, 1977.

BUCKLAND, M. K. Information and Information Systems. New York, 1991.

CANDAU, J. Memória e Identidade. São Paulo: Contexto, 2012.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.12, n.1, p.148-207, jan./abr. 2007. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/54/47>. Acesso em: 23 nov. 2016

CAPURRO, R. Epistemologia e Ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5, Belo Horizonte, 2003. Anais... Belo Horizonte: Escola de Ciência da informação da UFMG, 2003. Disponível em: < http://www.capurro.de/enancib_p.htm>. Acesso em: 25 nov. 2016

CASTELLS, M. A sociedade em rede. 11. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, M. N. A Reinvenção Contemporânea da Informação: entre o material e o imaterial. Pesq. Bras. Ci. Inf., Brasília, v. 2, n. 1, p. 115-134, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://repositorio.ibict.br/bitstream/123456789/116/1/GonzalezGomezTendencias2009.pdf >. Acesso em: 20 out. 2016.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. São Paulo: Edições Vértice, 1990.

LE GOFF, J. História e memória. Campinas, SP: Ed. da Unicamp, 2003.

MALHEIRO, A.; RIBEIRO, F. Paradigmas serviços e mediações em Ciência da Informação. Recife: Nectar, 2011.

MEIRELES, M. R. G.; CENDÓN, B. V. Aplicação prática dos processos de análise de conteúdo e de análise de citações em artigos relacionados às redes neurais artificiais. Inf. Inf., Londrina, v. 15, n. 2, p. 77-93, jul. /dez. 2010. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/4884>. Acesso em: 3 nov. 2016.

NORA, P. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, n.10, p. 7-28, dez. 1993.

OLIVEIRA, E. B.; RODRIGUES, G. M. O conceito de memória na Ciência da Informação: análise das teses e dissertações dos programas de pós-graduação no Brasil. Liinc em Revista, v.7, n.1, p. 311-328, mar. 2011. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/8511/1/ARTIGO_ConceitoMemoriaCienciaInforma%C3%A7%C3%A3o.pdf >. Acesso em: 13 nov. 2016.

______. As concepções de memória na Ciência da Informação no Brasil: estudo

preliminar sobre a ocorrência do tema na produção científica. Ponto de Acesso, Salvador, v. 3, n. 3, p. 216-239, dez. 2009. Disponível em: <https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/3613/2745 >. Acesso em: 13 nov. 2016.

OTLET, P. Traité de Documentation – Le livre sur le Livre – Théorie et Patique. Bruxeles: Editiones Mundaneum, 1934.

PINHEIRO, L. V. Processo evolutivo e tendências contemporâneas da ciência da informação. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 15, n. 1, p. 13-48, jan./jun. 2005.

POLLAK, M. Memória e identidade social. Estudos históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-2012, 1992.

ROBREDO, J. Organização dos documentos ou organização da informação: uma questão de escolha. In: SEMINÁRIO GESTÃO DA INFORMAÇÃO: DESAFIOS E SOLUÇÕES, Brasília: ACECO, Arquivo Nacional, Câmara dos Deputados, Conselho da Justiça Federal, Senado Federal e Universidade de Brasília. 2003.

SHANNON, C. E.; WEAVER, W. The Mathematical Theory of Communication. Urbana: University of Illinois Press, 1949.

WURMAN, R. S. Ansiedade de informação: como transformar informação em compreensão. São Paulo: Cultura, 1991.

Publicado

2018-05-15

Como Citar

CELEDONIO DA SILVA, Ana Pricila; CAVALCANTE, Lidia Eugenia; VERAS NUNES, Jefferson. Informação e memória: aproximações teóricas e conceituais. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 23, n. 52, p. 95–106, 2018. DOI: 10.5007/1518-2924.2017v23n52p95. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2017v23n52p95. Acesso em: 23 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)