Práticas do pensamento enxuto para a gestão estratégica da informação e do conhecimento

Autores

  • Rodrigo de Castro Freitas Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Gestão da Informação – UFPR
  • Helena Nunes Silva Professora do Programa de Pós-Graduação em Gestão da Informação – UFPR.
  • Ricardo Siebenrok Odorczyk Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Gestão da Informação – UFPR.
  • Maria do Carmo Duarte Freitas Professora do Programa de Pós-Graduação em Gestão da Informação – UFPR.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23nespp76

Palavras-chave:

Gestão Estratégica, Gestão da Informação, Gestão do Conhecimento, Criação de Conhecimento, Pensamento Enxuto

Resumo

A aplicação dos princípios do Pensamento Enxuto (Lean Thinking) determina a estrutura e os processos nas organizações que, mediante a eliminação de desperdícios e iniciativas de melhoria contínua, buscam obter melhores níveis de produtividade e eficiência. Nesse cenário, os processos de gestão da informação e do conhecimento organizacional são relevantes, visto que o reconhecimento da importância estratégica da informação e a disseminação do conhecimento entre as diferentes funções da organização são fatores críticos para o alcance de desempenho superior. Assim, o objetivo deste estudo é identificar que práticas do Pensamento Enxuto são fatores facilitadores para a criação e disseminação de conhecimento organizacional. Trata-se de uma pesquisa com base em uma revisão bibliográfica da produção científica desenvolvida no período de 2007 a 2016 sobre estudos que abordaram aspectos da gestão de conhecimento organizacional em contextos de aplicação dos princípios do Pensamento Enxuto, depositados nas bases de dados Scopus, Lista–Ebsco, Emerald, Web of Science e Science Direct. O método adotado é o PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews). A revisão de literatura evidenciou a existência das seguintes práticas do Pensamento Enxuto, em suas aplicações, que facilitam a criação e disseminação de conhecimento organizacional: estrutura organizacional, autonomia, mecanismos de integração, replicação de conhecimento, ambidesteridade contextual, aprendizagem e uso de ferramentas Lean. As características identificadas nestas práticas tornam possíveis todas as fases do processo de conversão de conhecimento (processo SECI) e estimulam redes de interações nas quais o conhecimento é criado, compartilhado e utilizado pelas pessoas nos ambientes organizacionais. Ainda se concluiu que a aplicação dos princípios do Pensamento Enxuto, via de regra, possibilita ganhos de eficiência e produtividade, que são auferidos pela eliminação de desperdícios nos processos de trabalho e que promove o desenvolvimento de um contexto adequado para a gestão do conhecimento organizacional.

Referências

CAVALCANTE, L. F. B.; VALENTIM, M. L. P. Informação e conhecimento no contexto dos ambientes organizacionais. In: VALENTIM, M. L. P. (Org.). Gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

CAVALIERE, V. F.; LOMBARDI, S.; SARTI, D. Enabling Employees’ Knowledge Sharing Through Organizational and Individual Factors: Evidence From Italian Firms. Proceedings of the European Conference on Knowledge Management, v. 1, p. 179-188, jan. 2012.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2003. Tradução de: Eliana Rocha.

DOMBROWSKI, U.; MIELKE, T.; ENGEL, C. Knowledge Management in Lean Production Systems. Procedia CIRP, v. 3, p. 436-441, 2012.

GODINHO FILHO, M.; FERNANDES, F. C. F. Manufatura Enxuta: uma revisão que classifica e analisa os trabalhos apontando perspectivas de pesquisas futuras. Gestão & Produção, v. 11, n. 1, p. 1-19, 2004.

KERN, E. M. et al. Integration of knowledge into the value stream mapping method - benefits, challenges, solution statement. Proceedings of the European Conference on Knowledge Management, ECKM. Anais... 2011.

MOHER, D. et al. Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses: The PRISMA Statement. Physical Therapy, v. 89, n. 9, p. 873-880, 2009.

NIETO-RODRIGUEZ, A. Organisational ambidexterity. 2014. Disponível em: <https://www.london.edu/facultyandresearch/lbsr/organisationalambidexterity#.WIOpbPkrKUl>. Acesso em: 18 jan. 2017.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Elsevier, 1997.

________; TOYAMA, R.; KONNO, N. SECI, Ba and Leadership: a Unified Model of Dynamic Knowledge Creation. Long Range Planning, v. 33, n. 1, p. 5-34, 2000.

SECCHI, R.; CAMUFFO, A. Rolling out lean production systems: a knowledge-based perspective. International Journal of Operations & Production Management, v. 36, n. 1, p. 61-85, 4 jan. 2016.

TYAGI, S. et al. Lean tools and methods to support efficient knowledge creation. International Journal of Information Management, v. 35, n. 2, p. 204-214. 2015.

VON KROGH, G.; ICHIJO, K.; NONAKA, I. Facilitando a criação do conhecimento: reinventando a empresa com o poder da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

WANGWACHARAKUL, P. et al. Cultural aspects when implementing lean production and lean product development -experiences from a Swedish perspective. Quality Innovation Prosperity, v. 18, n. 1, 2014.

WOMACK, J. P.; JONES, D. T. A mentalidade enxuta nas empresas. 4 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

________; JONES, D. T.; ROOS, D. A máquina que mudou o mundo. 5 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

ZHAO, P.; RASOVSKA, I.; ROSE, B. Integrating Lean perspectives and Knowledge Management in Services: application to the service department of a CNC manufacturer. IFAC-PapersOnLine, v. 49, n. 12, p. 77-82, 2016.

Downloads

Publicado

2018-06-20

Como Citar

Freitas, R. de C., Silva, H. N., Odorczyk, R. S., & Freitas, M. do C. D. (2018). Práticas do pensamento enxuto para a gestão estratégica da informação e do conhecimento. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 76-89. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23nespp76