Levantamento, catalogação e digitalização de fontes históricas sobre as Cataratas do Iguaçu (1850-1910)

Autores

  • Cezar Karpinski Professor da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.
  • Genilson Geraldo Discente do curso de Biblioteconomia da da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.
  • Marçal Quevedo de Souza Discente do curso de Biblioteconomia da da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.
  • Sabrina Martins Discente do curso de Biblioteconomia da da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23nespp99

Palavras-chave:

Pesquisa e Desenvolvimento, Fontes de Informação, Patrimônio Documental, Digitalização, Interdisciplinaridade

Resumo

Apresentam-se as atividades desenvolvidas pelo Projeto de Pesquisa e Iniciação Científica “A construção de uma ‘maravilha’: Brasil e Argentina e as disputas pela paisagem das Cataratas do Iguaçu (1850-1910)” entre 12 de dezembro de 2013 e 31 de dezembro de 2016. Um dos objetivos desta pesquisa foi o de buscar fontes históricas sobre as Cataratas do Iguaçu durante o recorte temporal proposto pelo projeto. Com esta delimitação, fez-se o levantamento, a catalogação e a digitalização, por meio de fotografia digital, de documentos preservados e disponíveis em unidades de informação do Brasil e da Argentina. A metodologia da pesquisa foi dividida em três etapas, a primeira consistiu na seleção das bibliotecas e dos arquivos nacionais que disponibilizam catálogos em sistemas web, realizando assim o levantamento das referências e sua instituição de guarda. A segunda etapa consistiu na pesquisa in loco, com o acesso e digitalização das obras. E, por fim, formou-se um acervo digital. O resultado é a constituição de um acervo que conta com 138 fontes históricas catalogadas, das quais foram fotografadas 71 que, juntas, perfazem um total de 2091 imagens contendo informações sobre a história da paisagem, da interação dos habitantes locais com o meio ambiente e das relações internacionais entre Brasil e Argentina.

Referências

AGUIRRE, A. I.; MENDIETA, A. B.; CARETTA, M. N. (Coord.). Estudios regionales y de fronteras interiores. México, D. F: Universidad Autónoma de San Luis Potosí, Coordinación de Ciencias Sociales y Humanidades: Miguel Ángel Porrúa, 2008.

AMBROSETTI, J. B. Tercer Viaje a Misiones. Boletin del Instituto Geográfico Argentino. Buenos Aires, n. 9 al 12, 1892.

ARGENTINA. Comisión Argentina demarcadora de límites con el Brasil. Planos topográficos de las Islas del Río Uruguay y del Río Iguazú. [S.l.]: Talleres Gráficos de la Penitenciaría Nacional, 1901.

______. La frontera argentino brasileña: estudios y demarcación general: 1887-1904. Buenos Aires: Penitenciaría Nacional, 1910.

ARTIGOS declaratórios da demarcação de fronteiras entre os Estados Unidos do Brasil e a República Argentina. Rio de Janeiro, 1910. Disponível em: <http://www.info.lncc.br/att1910.html>. Acesso em: 17 mar. 2015.

BALLERINI, A. Cascada del Iguazu. 1892. Óleo sobre tela sobre madeira, color. 34,5x 102cm. Museu Nacional de Belas Artes, Buenos Aires-Argentina. Disponível em: <https://www.bellasartes.gob.ar/coleccion/obra/1846>. Acesso em: 09 jun. 2017.

BANDEIRA, L. A. M. Brasil, Argentina e Estados Unidos: conflito e integração na América do Sul (da Tríplice Aliança ao Mercosul). 3.ed.rev.amp. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

BARROS, E. F. X. Partilha internacional dos grandes saltos do Iguassú. Boletim do Instituto Histórico e Geográphico Paranaense, Curitiba, a.2, v.2, p.9-25, 1919.

______. Planta Dos Grandes Saltos Do Iguaçu. 1897. In: NASCIMENTO, D. A hulha branca no Paraná. Curitiba: Centro de Letras do Paraná: Turnauer & Machado, 1914. p.45.

BASALDÚA, F. Pasado, presente, provenir del territorio nacional de Misiones. La Plata [Prov. de Buenos Aires]: [s.n.], 1901.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS – CONARQ. Recomendações para Digitalização de Documentos Arquivísticos Permanentes. Rio de Janeiro, 2010.

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO – CNPq. Bolsas. Brasília, 2006. Disponível em: <http://www.cnpq.br/web/guest/apresentacao13/>. Acesso em: 13 mar. 2017.

DELEUZE, G. Différence et répétition. Paris: PUF, 1968.

IFLA. Declaração de princípios internacionais de catalogação. Tradução de Lídia Alvarenga et al. [S.l.: s.n.], 2009. Disponível em: < https://www.ifla.org/files/assets/cataloguing/icp/icp_2009-pt.pdf>. Acesso em: 20 dez. 2017.

KARPINSKI, C. Navegação, cataratas e hidrelétrica: discursos e representações sobre o rio Iguaçu (1853-1969). Tese (Doutorado em História), Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2011.

______. A construção de uma “maravilha”: Brasil e Argentina e as disputas pela paisagem das Cataratas do Iguaçu (1850-1910). Relatório Final do Projeto de Pesquisa Científica referente ao Processo 407613/2013-7, da Chamada 43/2013 – Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas do CNPQ. Foz do Iguaçu, 2017a.

______. História do Rio Iguaçu: navegação, cataratas e hidrelétricas. Saarbrücken, Alemanha: NEA, 2017b.

______.; GALLI-MATIAUDA, D. I. Paisagem e fronteira nas questões territoriais entre Brasil e Argentina (1860-1914). Revista NUPEM, Campo Mourão, v. 10, n. 17, p.72-85, maio/ago. 2017. Disponível em: Acesso em: 16 ago. 2017.

LEVY, P. O que é o virtual. 2. ed. São Paulo: Ed. 34, 2011.

LISTA, R. El territorio de las Misiones. Buenos Aires: Imprenta “La Universidad de J. N. Kligelfuss”, 1883.

MASOTTA, C. Paisajes en las primeras postales fotográficas argentinas del S. XX. Buenos Aires: La Marca Editora, 2007.

MASSI, L.; QUEIROZ, S. L. Pesquisas sobre Iniciação Científica no Brasil: características do seu desenvolvimento nas universidades e contribuições para os graduandos. Revista Brasileira de Iniciação Científica. Itapetininga, v. 1, p. 1-27, 2014. Disponível em: <https://itp.ifsp.edu.br/ojs/index.php/IC/article/view/12/423>. Acesso em: 20 dez. 2017.

MURICY, J. C. S. A’ Foz do Iguassú: ligeira descripção de uma viagem feita de Guarapuava á Colonia da Foz do Iguassú em novembro de 1892. Curityba: Impressora Paranaense, 1896.

NASCIMENTO, D. V. Pela fronteira. Curytiba: Typ. d’A republica, 1903.

QUEIREL, Juan. Misiones. Buenos Aires: Taller Tipográfico de la Penitenciaría Nacional, 1897.

REPÚBLICA ARGENTINA. Feliz Año Nuevo: cataratas del Iguazú: República Argentina. [S.l.: s.n], 1901. 1 cartão-postal p&b.

SCHAPOCHNIK, N. Cartões postais, álbuns de família e ícones da intimidade. In. SEVCENKO, N.; NOVAIS, F A. História da vida privada no Brasil: República: da belle époque à era do rádio. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. p.423-512.

SILVEIRA NETTO, M. A. Do guayra aos saltos do Iguassú. Coritiba: Typographia do Diário Official, 1914.

THAYS, C. La excursión de M. Thays al Iguazú. Caras y caretas. Buenos Aires, 06 de abril de 1902.

THAYS, C. Los bosques naturales de la Republica Argentina. Paris: Congreso Forestal Internacional de Paris, 1913. In: BERJMAN, S. (comp.). Carlos Thays: sus escritos sobre jardines y paisajes. Buenos Aires: Ciudad Argentina, 2002.

ZEBALLOS, Estanislao S. Alegato de la República Argentina sobre la Cuestión de Límites con el Brasil en el Territorio de Misiones. Washington, 1894.

Downloads

Publicado

2018-06-20

Como Citar

Karpinski, C., Geraldo, G., Souza, M. Q. de, & Martins, S. (2018). Levantamento, catalogação e digitalização de fontes históricas sobre as Cataratas do Iguaçu (1850-1910). Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 99-111. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23nespp99