Recomendações para a integração de publicações ampliadas em repositórios digitais confiáveis

Paloma Marín Arraiza, Paula Regina Ventura Amorim Gonçalez, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio Vidotti

Resumo


As publicações ampliadas se configuram como objetos digitais compostos e estão adquirindo relevância na pesquisa científica como forma para compartilhar os dados de pesquisa. Após analisar as publicações ampliadas e as abordagens presentes na literatura, descrevem-se as iniciativas atuais para arquivamento em repositórios de objetos de pesquisa. Como ponto principal do trabalho combinam-se os requerimentos gerais para repositórios digitais confiáveis da Research Library Group (RLG) e Online Computer Library Centre (OCLC), as pautas da norma ISO 16363:2012 e os requerimentos para sistemas de informação que trabalhem com publicações ampliadas. Como resultado propõem-se recomendações e formas de execução para a integração de publicações ampliadas em repositórios digitais confiáveis. Estas recomendações podem servir como base para futuros desenvolvedores de repositórios que queiram construir um marco de trabalho confiável para este tipo de publicações.

Palavras-chave


Publicação ampliada; investigação multimodal; repositórios digitais confiáveis; infraestrutura de informação

Texto completo:

Artigo PDF/A Parecer

Referências


BARDI, A.; MANGHI, P. A Framework Supporting the Shift from Traditional Digital Publications to Enhanced Publications. D-Lib Magazine, v.21, n. 1-2, 2015. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1045/january2015-bardi. Acesso em: 22 de novembro de 2017.

BARDI, A.; MANGHI, P. Enhanced Publications: Data Models and Information Systems. LIBER Quarterly, v.23, n. 4, p. 240-273, 2014. Disponível em: https://dx.doi.org/10.18352/lq.8445. Acesso em: 22 de novembro de 2017.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS (Brasil). Resolução nº 39, de 29 de abril de 2014. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 30 abr. 2014. Disponível em: http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/legislacao/resolucoes-do-conarq/281- resolucao-n-39,-de-29-de-abril-de-2014.html. Acesso em: 28 de maio de 2018.

COMISSÃO EUROPEIA. H2020 programme: guidelines to the rules on open access to scientific publications and open access to research data in horizon 2020. Version 3.2, 2017. Disponível em: http://ec.europa.eu/research/participants/data/ref/h2020/grants_manual/hi/oa_pilot/h2020-hi-oa-pilot-guide_en.pdf. Acesso em: 3 de novembro de 2017.

FENNER, M. et. al. Code of practice for research data usage metrics release 1. PeerJ Prepints, v.6, e26505v1, 2018. Disponível em: https://peerj.com/preprints/26505/. Acesso em: 28 de maio de 2018.

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Plano de Gestão de Dados, 2017. Disponível em: http://www.fapesp.br/gestaodedados/. Acesso em: 10 set. 2017.

GONÇALEZ, P. R. V. A. Recomendações para certificação ou medição de confiabilidade para repositórios arquivísticos digitais confiáveis com ênfase no acesso. Informação & Informação, v.22, n.1, p.215-241, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2017v22n1p215. Acesso em: 1 dez. 2017.

HEY, T.; TANSLEY, S.; TOLLE, K. Jim Gray on e-science: a transformed scientific method. In: Stewart Tansley, Kristin Michele Tolle, Tony Hey (ed). The fourth paradigm: data-intensive scientific discovery. Washington. Microsoft Research, 2009. p. xxxi. Disponível em: http://research.microsoft.com/collaboration/fourthparadigm. Disponível em: 3 nov. 2017.

HUNTER, J. Scientific Publication Packages – A Selective Approach to the Communication and Archival of Scientific Output. The International Journal of Digital Curation, v.1, n.1, p.33-52, 2006. Disponível em: https://doi.org/10.2218/ijdc.v1i1.4. Acesso em: 3 nov. 2017.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 16363:2012: Space data information transfer systems – Audit and certification of trustworthy digital repositories. Genebra, 2012.

KIRCZ, J.G. Modularity: the next form of scientific information presentation?. Journal of Documentation, v. 54, n. 2, p.210-235, 1998. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1108/EUM0000000007185. Acesso em: 1 dez. 2017.

KIRCZ, J. G. New practices for electronic publishing 2: New forms of the scientific paper. Learned Publishing . Association of Learned and Professional Society Publishers. v. 15, n.1, p. 27-32, 2002. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1087/095315102753303652. Acesso em: 1 dez. 2017

KLUMP, J. et al. Data Publication in the Open Data Access Initiative. Data Science Journal, v.5, p. 79-83, 2006. Disponível em: http://doi.org/10.2481/dsj.5.79. Acesso em: 3 nov. 2017.

MARCONDES, C. H. From scientific communication to public knowledge: the scientific article Web published as a knowledge base. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON ELECTRONIC PUBLISHING, 9. 2005, Leuven, Bélgica. Proceedings... Leuven, Bélgica, 2005. Disponível em: http://eprints.rclis.org/7389/1/ELPUB_2005-Marcondes.pdf. Acesso em: 22 nov. 2017.

MARCONDES, C. H. Um modelo semântico de publicações eletrônicas. A semantic model for electronic publishing. Liinc em Revista, v. 7, n. 1, 2011. Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3290. Acesso em: 22 nov. 2017.

MUCHERONI, M. L.; SILVA, F. J. M. DA; PALETTA, C. F. Entre a publicação ampliada e a multimodalidade. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 16. 2015, João Pessoa. Anais…: João Pessoa: UFPA, 2015. Disponível em: http://www.ufpb.br/evento/lti/ocs/index.php/enancib2015/enancib2015/paper/viewFile/2873/1178. Acesso em: 22 nov. 2017.

NATIONAL SCIENCE FOUNDATION. Long-lived digital data collections: enabling research and education in the 21st century. Arlington: National Science Board, 2005. Disponível em: http://www.nsf.gov/pubs/2005/nsb0540/nsb0540.pdf. Acesso em: 3 nov. 2017.

NETHERLANDS’ EU PRESIDENCY. Amsterdam call for action on open science. AMSTERDAM CONFERENCE ‘OPEN SCIENCE – FROM VISION TO ACTION’, 2016, Amsterdam, Proceedings… Disponível em: https://www.government.nl/documents/reports/2016/04/04/amsterdam-call-for-action-on-open-science. Acesso em: 3 nov. 2017.

PAGE, K.; et al. From workflows to Research Objects: an architecture for preserving the semantics of science. In INTERNATIONAL WORKSHOP ON LINKED SCIENCE, 2, 2012, Boston. Proceeding… Boston, 2012. Disponível em: http://ceur-ws.org/Vol-951/paper7.pdf. Acesso em: 22 nov. 2017.

PAMPEL, H. et al. Making research data repositories visible: the re3data.org registry. PLOSone, v.8, n.11, 2013. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1371/journal.pone.0078080. Acesso em: 3 nov. 2017.

PIWOWAR, H. Almetrics: Value all research products. Nature, v.493, p.159, 2013. Disponível em: https://www.nature.com/articles/493159a?foxtrotcallback=true. Acesso em: 22 nov. 2017.

POP, M.; SALZBERG, S.L. Use and mis-use of supplementary material in science publications. BMC Bioinformatics, v. 16, n.237, 2015. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1186/s12859-015-0668-z. Acesso em: 22 nov. 2017

RESEARCH LIBRARY GROUP. Trusted Digital Repositories: Attributes and Responsibilities. An RLG-OCLC Report. RLG: Mountain View, CA. 2002. Disponível em: https://www.oclc.org/content/dam/research/activities/trustedrep/repositories.pdf. Acesso em: 1 dez. 2017

ROURE, D. et al. Scientific Social Objects: The Social Objects and Multidimensional Network of the my Experiment Website. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PRIVACIDADE, SEGURANÇA RISCO E CONFIANÇA, 3 e CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE COMPUTAÇÃO SOCIAL, 3, 2011, Boston, Conferences ..., 2011, Boston. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1109/PASSAT/SocialCom.2011.245. Acesso em: 22 nov. 2017.

SALES, L. F.; SAYÃO, L. F. Enhanced publication: a new model of scientific publication for

the nuclear area. IEN – Progress Report 2013-2014, v. 2, n. 2015, p. 1, 2015. Disponível em: http://carpedien.ien.gov.br/handle/ien/1832. Acesso em: 1 dez. 2017.

SALES, L.F.; SAYÃO, L.F. Repositório do Instituto de Engenharia Nuclear: curadoria digital, publicações ampliadas e gestão de pesquisa. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 27, 2017, Fortaleza. Anais..., 2013. Fortaleza, 2017. Disponível em: https://portal.febab.org.br/anais/article/view/1315/1316. Acesso em: 1 dez. 2017.

SALES, L.F. Integração semântica de publicações científicas e dados de pesquisa: proposta de modelo de publicação ampliada para a área de ciências nucleares. 2014. 268 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Instituto Brasileiro de Informação e Tecnologia. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em:http://repositorio.ibict.br/bitstream/123456789/874/1/LUANA%20SALES%20D.pdf. Acesso em: 28 maio 2018.

STEIN, L.D. Towards a cyberinfrastructure for biological sciences: progress, visions and challenges. Nature Reviews Genetics, v.9, p. 678-688, 2008. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1038/nrg2414. Acesso em: 22 nov. 2017.

SURF FOUNDATION. Emerging Standards for Enhanced Publications and Repository Technology: Survey on Technology. Amsterdam: Amsterdam University Press, 2009. Disponível em: https://biblio.ugent.be/publication/1942496/file/6739529. Acesso em: 3 de novembro de 2017.

SURF FOUNDATION. Enhanced Publications: Linking Publications and Research Data in Digital Repositories. Amsterdam: Amsterdam University Press, 2009. Disponível em: http://arno.uva.nl/cgi/arno/show.cgi?fid=150723. Acesso em: 22 nov. 2017.

TENOPIR, C. et al. Data sharing by scientists: practices and perceptions. PLOSone, v. 6, n. 6, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0021101. Acesso em: 3 nov. 2017.

THE ROYAL SOCIETY. Science as an open enterprise. London: Royal Society, 2012. Disponível em: https://royalsociety.org/~/media/policy/projects/sape/2012-06-20-saoe.pdf. Acesso em: 3 nov. 2017.

VAN DE SOMPEL, H.; KLEIN, M.; SHAWN, J. Persistent URIs Must Be Used To Be Persistent. Poster accepted for WWW 2016; Arxiv preprint. arXiv:1602.09102. Disponível em: https://arxiv.org/pdf/160209102.pdf. Acesso em: 22 nov. 2017

VAN DE SOMPEL, H.; LAGOZE, C. Interoperability for the Discovery, Use, and Re-Use of Units of Scholarly Communication. Cyberinfrastructure Technology Watch Quarterly, v.3, n.3, 2007. Disponível em: http://www.ctwatch.org/quarterly/articles/2007/08/interoperability-for-the-discovery-use-and-re-use-of-units-of-scholarly-communication/ . Acesso em: 22 nov.2017

VAN DE SOMPEL, H.; et al. Rethinking scholarly communication. D-Lib Magazine, v. 10, n. 9, 2004. Disponível em: http://www.dlib.org/dlib/september04/vandesompel/09vandesompel.html. Acesso em: 22 nov. 2017.

VERHAAR, P. Report on object models and functionalities. DRIVER II, 2007. Disponível em: https://openaccess.leidenuniv.nl/bitstream/handle/1887/16018/Report_on_Object_Models_and_Functionalities.pdf?sequence=1. Acesso em: 22 nov. 2017.

VIDOTTI, S.A.B.G.; et al. Repositório de dados de pesquisa para grupo de pesquisa: um projeto piloto. ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18. Marília, 2017. Anais… Marília: UNESP, 2017. Disponível em:http://enancib.marilia.unesp.br/index.php/xviiienancib/ENANCIB/paper/viewFile/388/932. Acesso em: 1º dez. 2017.

WAARD, A. From Proteins to Fairytales: Directions in Semantic Publishing. IEEE Intelligent Systems, v.25, n.2, p.83-88, 2010. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1109/MIS.2010.49. Acesso em: 22 nov. 2017

WOUTERSEN-WINDHOUWER, S.; BRANDSMA, R. Enhanced Publications, State of the Art. In: VERNOOY-GERRITSEN, M. (Ed.). Enhanced Publications. Linking Publications and Research Data in Repositories. Amsterdam: Amsterdam University Press, 2009.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2019.e58556



Direitos autorais 2019 Paloma Marín Arraiza, Paula Regina Ventura Amorim Gonçalez, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio Vidotti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)