Representação da informação musical: subsídios para recuperação da informação em registros sonoros e partituras no contexto educacional e de pesquisa

Autores

  • Camila Monteiro de Barros Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Representação da informação musical, Recuperação da informação musical, Metadados

Resumo

A Recuperação da Informação Musical é uma área de estudos multidisciplinar que visa construir subsídios para representação, acesso e uso da informação musical. No entanto, para que a transferência da informação seja atingida com sucesso, é imprescindível incluir a perspectiva do usuário nesses estudos. O objetivo geral dessa pesquisa é verificar quais metadados de representação da informação musical são relevantes para sua recuperação, na perspectiva dos usuários especialistas em Música. Os objetivos específicos são: a) levantar na literatura características da música de forma a desenvolver um conjunto abrangente de metadados para representação da informação musical; b) verificar quais são os metadados relevantes para recuperação da informação musical, de forma a constituir um conjunto mínimo de metadados de representação; c) estabelecer aproximações entre a relevância dos metadados e o contexto educacional e de pesquisa em Música. Quanto aos procedimentos metodológicos, a pesquisa foi realizada em duas etapas. A primeira etapa, em que foram elaborados o conjunto abrangente de metadados e o instrumento de coleta de dados, foi desenvolvida com base na pesquisa bibliográfica e documental, de forma exploratória e com tratamento qualitativo dos dados. O levantamento bibliográfico compreendeu as fontes: Anais da International Society of Music Information Retrieval Conference (ISMIR), Annual Review of Information Science and Technology (ARIST), Anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), World Wide Web Consortium (W3C), Joint Information Systems Committee (JISC). Os documentos sofreram análise de conteúdo seguindo-se as três etapas estruturadas por Bardin (1994) e consistindo, principalmente, na extração de manifestações dos autores que pudessem ser convertidas em metadados de representação da informação musical e na verificação dos modelos de metadados recomendados pelo W3C e JISC. A soma das informações extraídas da literatura e dos padrões recomendados resultou em um quadro de 47 metadados de representação da informação musical. Esse quadro de metadados foi convertido no instrumento de coleta de dados (questionário), utilizado na segunda etapa. A segunda etapa teve cunho exploratório, com tratamento dos dados de forma quanti-qualitativa e descritiva. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário em que os respondentes associaram a cada um dos 47 metadados um valor de relevância: “muito relevante”, “relevante”, “pouco relevante” ou “irrelevante”. O universo de respondentes foi composto pelos alunos regularmente matriculados e professores do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGMus/UFRGS), totalizando 59 respondentes. Os 18 metadados apontados como relevantes constituíram o conjunto mínimo de representação da informação musical. Os resultados apontam que as informações mais relevantes para os usuários especialistas em Música são aquelas referentes às responsabilidades de autoria, sendo que as informações relativas à dimensão emocional e social da música foram apontadas como menos relevantes. Os respondentes das áreas de pesquisa Composição e Práticas Interpretativas corroboram esse resultado, enquanto aqueles das áreas de Musicologia/Etnomusicologia e Educação Musical conferem relevância também aos metadados relativos ao contexto histórico de composição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-05

Como Citar

BARROS, Camila Monteiro de. Representação da informação musical: subsídios para recuperação da informação em registros sonoros e partituras no contexto educacional e de pesquisa. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 17, n. 35, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/27268. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Resumos de teses e dissertações

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)