Impacto acadêmico e atenção on-line de pesquisas sobre inteligência artificial na área da saúde: análise de dados bibliométricos e altmétricos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e76249

Palavras-chave:

Altmetria, Bibliometria, Produção científica, Inteligência artificial, Saúde

Resumo

Objetivo: A inteligência artificial, como campo interdisciplinar, tem sua literatura presente em diversas áreas do conhecimento e suas aplicações têm oferecido importantes contribuições para os campos científicos que a ela se dedicam. Este estudo tem por objetivo analisar a produção científica sobre inteligência artificial em artigos científicos de acesso aberto na área da saúde e compreender seus indicadores de impacto.

Método: Trata-se de pesquisa descritiva, exploratória e quantitativa, que utiliza técnicas bibliométricas e altmétricas em complementaridade, a fim de averiguar o impacto acadêmico por meio dos dados de citações e a atenção on-line pelas menções encontradas nas fontes da Web Social. Os dados da produção e suas métricas de citação foram obtidos em consultas a Dimensions; e os dados altmétricos recuperados via Altmetric Explorer.

Resultado: Ao todo foram analisados 3.121 artigos publicados entre 2014 e 2019. A distribuição temporal demonstrou-se crescente, tendo 2019 a maior concentração de artigos. O impacto acadêmico registrou cobertura de 70,81% dos artigos com dados de citações e, para a visibilidade, 61,93% obtiveram dados altmétricos referentes às menções na Web Social. As citações são frequentes em artigos antigos e a atenção on-line é maior para publicações recentes. As mídias sociais são as fontes com maior quantidade de menções, seguidas pelos portais de notícias e blogs.

Conclusões: Considera-se que, ao complementar os estudos métricos tradicionais, como os bibliométricos e de citação, a altmetria e seus indicadores alternativos possibilitam uma compreensão considerada mais ampla do real impacto causado pelas produções científicas.

Biografia do Autor

Marília Catarina Andrade Gontijo, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Gestão e Organização do Conhecimento pela Universidade Federal de Minas Gerais

Ronaldo Ferreira de Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutor em Ciência da Informação (UFMG) Professor Adjunto do Curso de Biblioteconomia (ICHCA/UFAL)

Referências

ADIE, E.; ROE, W. Altmetric: enriching scholarly content with article-level discussion and metrics. Learned Publishing, [s. l.], v. 26, n. 1, p. 11-17, jan. 2013.

ARAÚJO, R. F. Marketing científico digital e métricas alternativas para periódicos: da visibilidade ao engajamento. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 20, n. 3, p. 67-84, jul./set. 2015.

ARAÚJO, R. F.; CARAN, G. M.; SOUZA, I. V. P. Orientação temática e coeficiente de correlação para análise comparativa entre altmetrics e citações. Em Questão, Porto Alegre, v. 22, p. 184, set./dez. 2016.

BARROS, M. Altmetrics: métricas alternativas de impacto científico com base em redes sociais. Perspectivas em Ciência da informação, Belo Horizonte, v. 20, n. 2, p. 19- 17, abr./jun. 2015.

BRAGA, A. V. et al. Inteligência artificial na medicina. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO, 3., 2018, Anápolis, Anais [...]. Anápolis: Centro Universitário de Anápolis, 2018. p. 937-941.

CODATO, A. Utilizando citações para além do fator de impacto: uma alternativa para determinar topografias científicas. SciELO 20 Years Repository, [s. l.], p. 1-19, set. 2018.

COSTA, S. M. S. Filosofia aberta, modelos de negócios e agências de fomento: elementos essenciais a uma discussão sobre o acesso aberto à informação científica. Ciência da Informação, Brasília, v. 35, n. 2, p. 39-50, ago. 2006.

COSTAS, R. et al. Do “Altmetrics” Correlate With Citations? Extensive comparison of altmetric indicators with citations from a multidisciplinary perspective. Journal of the Association for Information Science and Technology, [s. l.], v. 66, n. 1, p. 2003-2019, 2015.

DEAN, T. L. Artificial intelligence: theory and practice. Menlo Park, CA: Addison-Wesley Publishing Company, 1995. 563 p.

DIDEGAH, F.; BOWMAN, T. D.; HOLMBERG, K. On the differences between citations and altmetrics: An investigation of factors driving altmetrics versus citations for finnish articles. Journal of the Association for Information Science and Technology, [s. l.], v. 69, p. 832-843, mar. 2018.

DIGITAL SCIENCE & RESEARCH SOLUTIONS. Dimensions. [S. l.], 2019a. Disponível em: https://app.dimensions.ai/discover/publication. Acesso em: 15 mar. 2020.

DIGITAL SCIENCE & RESEARCH SOLUTIONS. The donut and Altmetric Attention Score. [S. l.], 2019b. Disponível em: https://www.altmetric.com/about-our-data/the-donut-and-score/. Acesso em: 18 mar. 2020.

GINSBERG, M. Essentials of artificial intelligence. São Francisco, CA: Morgan Kaufmann Publishers, 1993. 430 p.

ECK, N. J. V.; WALTMAN, L. VOSviewer Manual. Universiteit Leiden, 2020. 52 p.

FORESTI, N. A. B. Contribuição das revistas brasileiras de biblioteconomia e ciência da informação enquanto fonte de referência para a pesquisa. Ciência da Informação, Brasília, v. 19, n. 1, p. 53-71, jun. 1990.

FREITAS, J. L.; ROSAS, F. S.; MIGUEL, S. E. Estudos métricos da informação em periódicos do portal scielo: visibilidade e impacto na scopus e web of science. Palabra Clave, Argentina, v. 6, n. 2, abr. 2017.

GRÁCIO, M. C.; OLIVEIRA, E. F. T. de. A inserção e o impacto internacional da pesquisa brasileira em 'estudos métricos': uma análise na base Scopus. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, [s. l.], v. 5, n. 1, p. 1-19, 2012.

HAUSTEIN, S.; BOWMAN, T. D.; COSTAS, R. Interpreting “altmetrics” viewing acts on social media through the lens of citation and social theories. In: SUGIMOTO, C. R. (Ed.). Theories of informetrics and scholarly communication. Frankfurt: De Gruyter, 2016.

HAUSTEIN, S. et al. Tweeting Biomedicine: An Analysis of Tweets and Citations in the Biomedical Literature. Journal of the Association for Information Science and Technology, [s. l.], v. 65, n. 4, p. 656–669, nov. 2013.

JORDAN, M. I. Artificial Intelligence: the revolution hasn’t happened yet. Harvard Data Science Review, [s. l.], v. 1, n. 1, july 2019.

LAKE, B. M. et al. Building machines that learn and think like people. Behavioral and Brain Sciences, [s. l.], v. 40, n. 253, p. 1-72, nov. 2017.

LEVINE, R. I. Inteligência artificial e sistemas especialistas. São Paulo: McGraw-Hill, 1988. 264 p.

LIMA, S. H. de O.; LEOCÁDIO, Á. L. Mapeando a produção científica internacional sobre inovação aberta. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, [s. l.], v. 5, n. 2, p. 181-208, jan./abr. 2018.

LIN, J.; FENNER, M. The many faces of article‐level metrics. Bulletin of the American Society for Information Science and Technology, [s. l.], v. 39, n. 4, p. 27-30, apr. 2013.

MARICATO, J. M.; LIMA, E. L. M. Impactos da Altmetria: aspectos observados com análises de perfis no Facebook e Twitter. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 27, n. 1, p. 137-145, jan./abr. 2017.

MARICATO, J. M.; MARTINS, D. L. Altmetria: complexidades, desafios e novas formas de mensuração e compreensão da comunicação científica na web social. Biblios, [s. l.], n. 68, p. 48-68, jan. 2017.

MILLINGTON, I. Artificial intelligence for games. 2. ed. Burlington, MA: Morgan Kaufmann, 2009. 870 p.

MUELLER, S. P. M. Estudos métricos da informação em ciência e tecnologia no Brasil realizados sobre a unidade de análise artigos de periódicos. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 6-27, maio 2013.

NASCIMENTO, A. G. do; ODDONE, N. E. Uso de altmetrics para avaliação de periódicos científicos brasileiros em ciência da informação. Ciência da Informação em Revista, Maceió, v. 2, n. 1, p. 3-12, jan./abr. 2015.

NEYLON, C.; WILLMERS, M.; KING, T. Impact beyond citation: an introduction to altmetrics. Canada: Scholarly Communication in Africa Programme; International Development Research Centre, 2014.

ORDUÑA-MALEA, E.; LÓPEZ-CÓZAR, E. D. Dimensions: re-discovering the ecosystem of scientific information. El Profesional de la Información, Espanha, v. 27, n. 2, p. 420-431, apr. 2018.

OVANESSOFF, A.; PLASTINO, E. Como a inteligência artificial pode acelerar o crescimento da América do Sul. [S. l.]: Accenture, 2017. 31 p.

PACHECO, A. et al. Citações e métricas complementares: um estudo exploratório da sua correlação em artigos científicos em acesso aberto. Cadernos BAD, Portugal, n. 1, p. 125-138, 2018.

PAN, Y. Heading toward Artificial Intelligence 2.0. Engineering, [s. l.], v. 2, n. 4, p. 409-413, dec. 2016.

PETERS, I. et al. Research data explored: an extended analysis of citations and altmetrics. Scientometrics, [s. l.], v. 107, p. 723-744, feb. 2016.

PRIEM, J. et al. Altmetrics: a manifesto. [S. l.], 2010. Disponível em: http://altmetrics.org/manifesto/. Acesso em: 02 mar. 2020.

PRIEM, J.; PIWOWAR, H. A; HEMMINGER, B. M. Altmetrics in the Wild: Using Social Media to Explore Scholarly Impact. arXiv preprint, [s. l.], mar. 2012.

ROBINSON-GARCÍA, N. et al. New data, new possibilities: exploring the insides of Altmetric.com. El profesional de la información, Espanha, v. 23, n. 4, p. 359-366, july 2014.

RUSSELL, S. J.; NORVIG, P. Inteligência artificial. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013. 988 p.

SARLET, I. W.; MOLINARO, C. A. Sociedade da informação: inquietudes e desafios. REPATS, Brasília, v. 4, n. 1, p. 440-480, jan./jun. 2017.

THELWALL, M.; WILSON, P. Mendeley readership altmetrics for medical articles: An analysis of 45 fields. Journal of the Association for Information Science and Technology, [s. l.], v. 67, p. 1962-1972, may 2016.

WEST, D. M. What happens if robots take the jobs? the impact of emerging technologies on employment and public policy. The Brookings Institution, [s. l.], p. 1-22, oct. 2015.

Publicado

2021-01-04

Como Citar

Gontijo, M. C. A., & Araújo, R. F. de. (2021). Impacto acadêmico e atenção on-line de pesquisas sobre inteligência artificial na área da saúde: análise de dados bibliométricos e altmétricos. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26, 01-21. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e76249

Edição

Seção

Artigo