Motoristas de aplicativos em tempos de Covid-19: tendências de informação e prevenção no contexto brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e76625

Palavras-chave:

Informação e Saúde, Covid-19, Disseminação da informação, Uso da informação, Motoristas de aplicativos.

Resumo

Objetivo:O objetivo do estudo é verificar, com base nas diretrizes do Ministério da Saúde brasileiro, qual a propensão dos motoristas de aplicativos em utilizar essas informações para a prevenção do Covid-19 durante sua rotina de trabalho.

Métodos:Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa aplicada, de caráter quali-quantitativo, que se utiliza do Método da Netnografia para a coleta e análise de dados imersos em grupos de aplicativos de comunicação, especialmente o WhatsApp.

Resultados:Os resultados mostraram uma tendência dos motoristas de aplicativos brasileiros tendem a cumprir as medidas de prevenção e combate à pandemia Covid-19, previstas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde frente o autocuidado revelado nas respostas do questionário.

Conclusões:Conclui-se que, em um ecossistema tão complexo como esse, que envolve a saúde pública, tal complexidade deve ser enfrentada com discussões, pesquisas e ciência de qualidade.

Biografia do Autor

Rafaela Carolina da Silva, Universidade Estadual Paulista

Doutoranda e Mestra em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Unesp Marília, na Linha de Pesquisa Gestão, Mediação e Uso da Informação. Bolsista FAPESP. Foi bolsista CAPES. Membro do Grupo de Pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional (ICIO)

Jean Fernandes Brito, Universidade Estadual Paulista

Atuação Acadêmica: Doutorando em Ciência da Informação - Área de concentração: Informação, Tecnologia e Conhecimento pela Universidade Estadual Paulista (Unesp 2019- ). Mestre em Ciência da Informação - Área de concentração: Gestão da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC 2017-2019). Bacharel em Biblioteconomia pela Unesp (2015).

Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos, Universidade Estadual Paulista

 Graduada em Gestão Empresarial pela Faculdade de Tecnologia de Garça, onde realizou Iniciação Científica. Mestre em Ciência da Informação pela UNESP/FFC. Atualmente é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da UNESP de Marília-FFC, vinculada à linha de pesquisa: Gestão, Mediação e Uso da Informação 

Mariana Rodrigues Gomes de Mello, Universidade Estadual Paulista

Doutoranda pelo Programa em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP). Mestre pelo mesmo programa e instituição. Especialista em Direito Público com capacitação para o Magistério Superior pela Faculdade Damásio de Jesus (Damásio Educacional).

Ieda Pelógia Martins Damian, Universidade de São PauloUniversidade Estadual Paulista

Docente da Universidade de São Paulo no curso de graduação em Ciência da Informação e Documentação do Departamento de Educação, Comunicação e Informação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - FFCLRP/USP. Docente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação na Unesp - Marília - SP. Pós-doutorado pela Universidad de Salamanca (USAL), Espanha, 2020. Doutorado em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP, 2012

Referências

AMARAL, A. Etnografia e pesquisa em cibercultura: limites e insuficiências metodológicas. Revista USP, São Paulo, n.86, p. 122-135, jun./ago. 2010.

ALVES, V. S. Um modelo de educação em saúde para o Programa Saúde da Família: pela integralidade da atenção e reorientação do modelo assistencial. Interface, Botucatu, v. 9, n.16, p.39-52, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832005000100004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 02 jun. 2020.

ASSOCIAÇÃO DE MOTORISTAS DE APLICATIVOS DE SÃO PAULO. Benefícios. 2020. Disponível em: https://amasp.org/beneficios/. Acesso em: 20 maio 2020.

BARRETO, A. C. F.; ROCHA, D. S. Covid 19 e educação: resistências, desafios e (im) possibilidades. Revista Encantar, Bom Jesus da Lapa, v. 2, p. 01-11, jan./dez. 2020. Disponível em:http://www.revistas.uneb.br/index.php/encantar/article/view/8480/0. Acessoem: 19 maio 2020.

BORKO, H. Information Science:What is it? American Documentation, v.19, n.1, p.3-5, jan. 1968.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, da organização e funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências (Lei Orgânica da Saúde). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1990.

BRASIL. Secretaria Executiva. Sistema Único de Saúde (SUS): princípios e conquistas. Brasília: Ministério da Saúde, 2000.

BRASIL. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Sistema Único de Saúde. Brasília: 2007.

BRASIL. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Atenção primária e promoção da saúde. Brasília: CONASS, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

CLABIFY. Motoristas. 2020. Disponível em: https://cabify.com/br/motoristas. Acesso em: 20 maio 2020.

CORRÊA, M. V.; ROZADOS, H. B. F. A netnografia como método de pesquisa em Ciência da Informação. Encontros Bibli, v. 22, n. 49, p. 1-18, 2017.

DANTAS, M.L.G.; PEREIRA NETO, A. F. O discurso homofóbico nas redes sociais da internet: uma análise no Facebook “Rio sem Homofobia - Grupo Público.” Cadernos do Tempo Presente, n. 19, mar./abr. 2015, p. 27-41. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/tempo/article/view/3896/3555. Acesso em: 23 set. 2020.

FIOCRUZ. Pense SUS: Vigilância em saúde. 2020?.Disponível em: https://pensesus.fiocruz.br/vigilancia-em-saude. Acesso em 02 jun. 2020.

FOLHA DE SÃO PAULO. Brasil registra 1.001 novas mortes por coronavírus e se torna o segundo com mais casos no mundo. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/05/brasil-registra-1001-novas-mortes-por-coronavirus-e-se-torna-o-segundo-com-mais-casos-no-mundo.shtml. Acesso em: 23 maio 2020.

GAVCLUB. 5 aplicativos de transporte para ganhar dinheiro como motorista. 2020. Disponível em: https://blog.gavclub.com.br/5-aplicativos-ganhar-dinheiro-como-motorista/. Acesso em: 22 jun. 2020.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

INDRIVER. Quem somos. 2020. Disponível em: https://indriver.com/pt/about_us/. Acesso em: 20 maio 2020.

KERR, V. Uber X táxi: a nova velha economia. Centro de Estudos Sociedade e Tecnologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 1-4, out. 2015. Disponível em: http://www.cest.poli.usp.br/wp-content/uploads/2018/08/V1N1-Uber-X-T%C3%A1xi-A-nova-velha-economia.pdf. Acesso em: 20 maio 2020.

LADY DRIVER. Sobre. 2020. Disponível em: https://www.ladydriver.com.br/. Acesso em: 20 maio 2020.

LAVRAS, C. Atenção primária à saúde e a organização de redes regionais de atenção à saúde no Brasil. Saúde e Sociedade, São Paulo, v.20, n.4, p.867-874, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902011000400005. Acesso em: 02 jun. 2020.

MARTINS, M.; ALMEIDA, V. H. de. Análise juslaboral da relação de trabalho entre motoristas por aplicativo e a empresa Uber: aspectos e consequências sociojurídicos. Revista de Direito do Trabalho e Meio Ambiente do Trabalho, Brasília, v. 3, n. 1, p. 55-75, jan./jun. 2017. Disponível em: https://www.indexlaw.org/index.php/revistadtmat/article/view/1812. Acesso em: 20 maio 2020.

MARSHALL, C.; ROSSMAN, G. B. Designingqualitativeresearch. Nova Iorque: SAGE Publications, 1989.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coronavírus: sobre a doença. Brasil: Governo Federal, 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#como-se-proteger. Acesso em: 19 maio 2020.

SANTANA, R. Estudo de mapeamento do genoma aponta que coronavírus sofreu alterações após chegar no Brasil. [Entrevista cedida a] Jornal GaúchaZH. GaúchaZH, Porto Alegre, mar. 2020. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/saude/noticia/2020/03/estudo-de-mapeamento-do-genoma-aponta-que-coronavirus-sofreu-alteracoes-apos-chegar-no-brasil-ck88vm883083i01pqjufayrj7.html. Acesso em: 25 maio 2020.

SCABINI, L. F. S.; NEIVA, M. Camadas de interação social em redes complexas para a modelagem de COVID-19 no Brasil. 2020. Disponível em: https://ciis.fmrp.usp.br/covid19/interacoes-sociais-para-simulacao-dinamica-da-epidemia-por-meio-de-redes-complexas/. Acessoem: 25 maio 2020.

SCABINI, L. F. S.; RIBAS, L. C.; NEIVA, M. B.; B. JÚNIOR, A. G.; FARFÁN, A. J. F.; BRUNO, O. M. Social interaction layers in complex networks for the dynamical epidemic modeling of COVID-19 in Brazil. 2020. Disponível em: https://arxiv.org/pdf/2005.08125.pdf. Acesso em: 23 set. 2020.

SEGATA, J. Entre sujeitos: o ciberespaço e a ANT. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE PESQUISADORES EM CIBERCULTURA, 2., 2008, São Paulo. Anais...São Paulo: PUC, 2008.

SOARES, J. L. Dicionário etimológico e circunstanciado de Biologia: Scipione. São Paulo, 1993.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

UBER. Dirija. 2020. Disponível em: https://www.uber.com/br/pt-br/drive/. Acesso em: 20 maio 2020.

UZUNIAN, A.; BIRNER, E. Biologia: Harba. São Paulo, 2016.

YETGO. Para motoristas. 2020. Disponível em: https://www.yetgo.com.br/index.html. Acesso em: 20 maio 2020.

POP. Motorista. 2020. Disponível em: https://99app.com/motorista/99-pop/. Acesso em: 20 maio 2020.

Publicado

2021-01-04

Como Citar

Silva, R. C. da, Brito, J. F., Santos, B. R. P. dos, Mello, M. R. G. de, & Damian, I. P. M. (2021). Motoristas de aplicativos em tempos de Covid-19: tendências de informação e prevenção no contexto brasileiro. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26, 01-21. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e76625