Uma proposta de tesauro da Ciência da Computação: organização de elementos de conhecimento com SKOS

Autores

  • Sandro Rautenberg Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)
  • Lucélia de Souza
  • João Pedro Kelniar

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e80386

Palavras-chave:

Tesauro, Simple Knowledge Organization System, Ciência da Computação, Sistemas de Organização de Conhecimento

Resumo

Objetivo: Considera-se a Organização de Conhecimento como atividade interdisciplinar da Ciência da Informação e da Ciência da Computação que possibilita a representação de elementos de conhecimento em ambientes baseados em Web Semântica. Em face da interdisciplinaridade, o artigo apresenta as escolhas e os esforços despendidos no desenvolvimento de um Tesauro da Ciência da Computação.

Método: como pesquisa aplicada, um processo de desenvolvimento de ontologias é utilizado, ao considerar que ontologias e tesauros são Sistemas de Organização de Conhecimento com atividades correlacionadas.

Resultado: baseado no modelo da Web Semântica Simple Knowledge Organization System – SKOS, o tesauro é publicado na Web de Dados e pode ser acessado a partir do endpoint http://lod.unicentro.br/sparql. Admite-se que o público-alvo do Sistema de Organização de Conhecimento desenvolvido são profissionais, professores, pesquisadores, alunos de graduação/pós-graduação, sendo o tesauro um subsídio à comunicação científica entre os referidos atores.

Conclusões: observa-se que os processos de desenvolvimento de ontologias podem ser empregados para o desenvolvimento de tesauros. Ademais, o uso do SKOS como modelo para o desenvolvimento de tesauros mostrou-se adequado, conforme as premissas de organização e representação de recursos digitais do referido modelo.

Referências

AUSTIN, D.; DALE, P. Diretrizes para o estabelecimento e desenvolvimento de tesauros monolíngües. Brasília: Ibict/SENAI, 1993. E-book. Disponível em: https://livroaberto.ibict.br/bitstream/1/731/7/Diretrizes_estabelecimento_tesauros.pdf. Acesso em: 21 ago. 2021.

BRÄSCHER, M.; CAFÉ, L. Organização da Informação ou Organização do Conhecimento? In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – ENANCIB, 8, 2008, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: USP, 2008.

BUTTERFIELD, A.; NGONDI, G. E. A Dictionary of Computer Science. 7ª ed. New York: Oxford University Press, 2016.

CAMPOS, M. L. A., GOMES, H. E. Metodologia de elaboração de tesauro conceitual: a categorização como princípio norteador. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.11, n. 3, p. 348-359, 2006.

CATARINO, M. E,; CERVANTES, B. M. N,; ANDRADE, I. A. de. A Representação Temática no Contexto da Web Semântica. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 25, n. 3, p. 105-116, 2015.

CUNHA, M. B. da; CAVALCANTI, C. R. de O. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos, 2008.

FERREIRA, A. C,; MACULAN, B. C. M; dos S. Metodologias para Revisão e Atualização de Tesauros: mapeamento da literatura. Informação & Informação, Londrina, v. 25, n. 1, p. 229–253, 2020.

GABRIEL JUNIOR, R. F.; LAIPELT, R, do C, F. THESA: ferramenta para construção de tesauro semântico aplicado interoperável. P2P & INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p.124-145, 2017.

LARA, M. L. G. de. Linguagens documentárias e sistemas de organização do conhecimento no contexto da web semântica. TransInformação, Campinas, v. 25, n. 2, p. 145-150, 2013.

MACULAN, B. C. M. dos S.; AGANETTE, E. C. Definições: Convergência na Construção de Tesauros e Ontologias. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – ENANCIB, 18., 2017, Marília. Anais [...]. Marília: UNESP, 2017a.

MACULAN, B. C. M. dos S.; AGANETTE, E. Desambiguação de relações em tesauros e o seu reúso em ontologias. Ciência da Informação, Brasília, v.46, n.1, p.102-119, 2017b.

MISOGUTI, D.; RAMALHO, R. A. S. Modelo SKOS para controle do vocabulário de Ciências do Mar. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – ENANCIB, 20., 2019, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: UFSC, 2019.

MOREIRA, W. Tesauros e ontologias como modelos de sistemas de organização do conhecimento. Brazilian Journal of Information Studies: Research Trends, Marilia, v. 13, n. 1, p.15-20, 2019.

PASTOR-SÁNCHEZ, J.-A. Proposal to represent the UNESCO Thesaurus for the Semantic Web applying ISO-25964. Brazilian Journal of Information Studies: Research Trends, Marilia, v. 10, n. 1, p. 1-8, 2016.

PINHEIRO, L. V. R.; FERREZ H, D. Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação. Rio de Janeiro; Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), 2014. E-book. Disponível em: https://ibict.br/images/internas/TESAURO-COMPLETO-FINAL-COM-CAPA-_24102014.pdf. Acesso em: 17 mai. 2021.

PROTÉGÉ. Disponível em: https://protege.stanford.edu/. Acesso em: 14 ago. 2020.

RAMALHO, R. A. S. Análise do Modelo de Dados SKOS: Sistema de Organização do Conhecimento Simples para a Web. Informação & Tecnologia, João Pessoa, v. 2, n. 1, p. 66-79, 2015.

RAUTENBERG, S. Modelo de conhecimento para mapeamento de Instrumentos da gestão do conhecimento e de agentes computacionais da engenharia do conhecimento baseado em ontologias. 2009. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

SALES, R. de; CAFÉ, L. Semelhanças e Diferenças entre Tesauros e Ontologias. DataGramaZero, João Pessoa, v. 9 n. 4, 2008.

SANTOS, J. C. F. dos; CERVANTES, B. M. N.; FUJITA, M. S. L. Tesauro Eletrônico: importação no Tematres e disponibilização na web. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – ENANCIB, 19., 2018, Londrina. Anais [...]. Londrina: UEL, 2018.

SANTOS, J. C. F. dos; MOREIRA, W. SKOS: uma análise sobre as abordagens e suas as aplicações na Ciência da Informação. Informação & Informação, Londrina, v. 23, n. 3, p. 362–389, 2018.

SILVA, D. L. da; SOUZA, R. R.; ALMEIDA, M. B. Ontologias e vocabulários controlados: comparação de metodologias para construção. Ciência da Informação, Brasília, v. 37, n. 3, p. 60-75, 2008.

SKOS. SKOS Simple Knowledge Organization System Reference. Disponível em: https://www.w3.org/TR/2009/REC-skos-reference-20090818/. Acesso em: 08 ago. 2020.

STOCK, W. G.; STOCK, M. Handbook of Information Science. Berlin, Boston: De Gruyter Saur, 2015.

W3C. Data on the Web best practices: W3C recommendation. 31 January 2017. Disponível em: https://www.w3.org/TR/2017/REC-dwbp-20170131/. Acesso em: 09 set. 2020a.

W3C. SPARQL Query Language for RDF. Disponível em: https://www.w3.org/TR/rdf-sparql-query/. Acesso em: 09 set. 2020b.

W3C. Web Services Description Requirements. Disponível em: https://www.w3.org/TR/2002/WD-ws-desc-reqs-20021028/#normDefs. Acesso em: 09 set. 2020c.

WIKIPEDIA. Wikipédia, a enciclopédia livre. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal. Acesso em: 07 dez. 2020.

ZORZO, A. F.; NUNES, D.; MATOS, E.; STEINMACHER, I.; LEITE, J.; ARAUJO, R. M.; CORREIA, R.; MARTINS, S. Referenciais de Formação para os Cursos de Graduação em Computação. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2017. E-book. Disponível em: https://www.sbc.org.br/documentos-da-sbc/send/127-educacao/1155-referenciais-de-formacao-para-cursos-de-graduacao-em-computacao-outubro-2017. Acesso em: 17 mai. 2021.

Downloads

Publicado

2021-06-07

Como Citar

Rautenberg, S., Souza, L. de, & Kelniar, J. P. (2021). Uma proposta de tesauro da Ciência da Computação: organização de elementos de conhecimento com SKOS. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e80386

Edição

Seção

Estudos de Caso