Gestão da informação como estratégia inovadora nas organizações esportivas: um estudo no Marília Atlético Clube

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e82269

Palavras-chave:

Gestão da Informação, Competitividade, Estratégia Inovadora, Clubes de Futebol, Marília Atlético Clube

Resumo

Objetivo: Considera-se a informação um componente estratégico de todos os processos organizacionais. Observa-se que o ambiente em que os clubes de futebol são organizações e estão inseridos, é extremamente competitivo, em que a informação e sua gestão pode ser utilizada neste ambiente de maneira inovadora. Nessa perspectiva, analisa-se a percepção, acesso, compartilhamento e uso da informação no Marília Atlético Clube (MAC), da Cidade de Marília, interior do Estado de São Paulo.

Método: Para tanto, escolheu-se o método ‘Estudo de Caso’, aplicando-se a triangulação. A aplicação de diferentes técnicas de coleta e análise de dados em uma pesquisa qualitativa, a torna mais consistente e propicia maior validade aos dados e análises realizadas.

Resultado: Como resultados apresenta-se alguns parâmetros para a gestão da informação no âmbito do referido Clube, bem como demonstra o uso da informação enquanto recurso como ação inovadora nos contextos estratégicos do MAC.

Conclusões: Evidenciou-se que o uso da informação no contexto dos Clubes pode ser considerado uma estratégia inovadora, entretanto, a falta de infraestrutura e de profissionais da informação acabam se tornando impeditivos para um melhor aproveitamento da informação enquanto recurso, bem como a sua gestão no contexto do Clube. 

Biografia do Autor

Carlos Francisco Bitencourt Jorge, Universidade de Marília (Unimar), Administração, Marília, São Paulo.

Pós-Doutor e Doutor em Ciência da Informação (Unesp/SP) Universidade de Marília (Unimar), Administração, Marília, São Paulo.

Referências

CLARKE, N. et al. Manual do centro de informação desportiva. Tradução do Centro de Estudos e Formação Desportiva. Lisboa: Instituto Nacional de Formação e Estudos do Desporto, 2000. 136 p.

CHOO, C. W. A Organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: SENAC Editora, 2003. 426p.

DAVENPORT, T.; HARRIS, J. G. Competição analítica. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

EARL, M. J. Todo negócio diz respeito a informações. In: DAVENPORT, T. H.; MARCHAND, D.; DICKSON, T. Dominando a gestão da informação. Porto Alegre: Bookman, 2004. p. 28- 34.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

JORGE, C. F. B. et al. Complexity and Knowledge in Organisational Context: Concepts, Approaches, Boundaries and Relations. Journal of Information & Knowledge Management, n.4, v.20, 2021. Disponível em: https://www.worldscientific.com/doi/pdf/10.1142/S0219649221500416 . Acesso em 05 nov. 2021.

JORGE, C. F. B. VALENTIM, M. L. P. O profissional da informação no contexto da gestão esportiva: clubes de futebol, uma proposta para o Marília Atlético Clube. Revista EDICIC, n.1, 2011.Disponível em: http://www.edicic.org/revista/ . Acesso em: 11 nov. 2019.

JORGE, C. F. B. Informação e esporte: a informação esportiva e sua relação com clubes de futebol. Informação & Informação, v.20, n.1, 2015. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/19712. Acesso em: 18 abr. 2020.

JORGE, C. F. B. A importância do mapeamento das redes de conhecimento para a gestão da informação e do conhecimento em ambientes esportivos: um estudo de caso no Marília Atlético Clube. Perspectiva em Ciência da Informação, v. 21, n.1, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362016000100152&lng=en&nrm=iso. Acesso em:18 abr. 2020.

MORAES, C. R. B. de; FADEL, B. Ambiência organizacional, gestão da informação e tecnologia. In: VALENTIM, M. L.P. (Org.). Informação, conhecimento e inteligência organizacional. 2 ed. Marília: FUNDEPE Editora, 2006. 278p.; p.99-114

PONJUÁN DANTE, G. Gestión de información: dimensiones e implementación para el éxito organizacional. Rosario: Nuevo Paradigma, 2004.

VALENTIM, M. L. P. Inteligência competitiva em organizações: dado, informação e conhecimento. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v.3, n.4, ago. 2002. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/download/43613 .Acesso em: 15 jan. 2020.

VALENTIM, M. L. P. Processo de inteligência competitiva organizacional. In: VALENTIM, M. L. P. (Org.). Informação, conhecimento e inteligência organizacional. 2 ed. Marília: FUNDEPE Editora, 2006. 282p; p.9-24

WILSON, T. D. A problemática da gestão do conhecimento. In: TARAPANOFF, K. (Org.). Inteligência, informação e conhecimento em corporações. Brasília: IBICT, UNESCO, 2006. 453p. p.37-55.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2 ed. São Paulo: Bookman, 2003.

Downloads

Publicado

2021-11-19

Como Citar

Jorge, C. F. B., & Valentim, M. L. P. . (2021). Gestão da informação como estratégia inovadora nas organizações esportivas: um estudo no Marília Atlético Clube. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26, 1-21. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e82269