O ciclo de vida dos dados no contexto da pesquisa em User eXperience

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2023.e83434

Palavras-chave:

Ciclo de Vida dos Dados, User eXperience, Ciência da Informação

Resumo

Objetivo: o número crescente de usuários das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) influenciou o aumento de pesquisas científicas voltadas para a relação humano-computador. Com base nos métodos e técnicas de pesquisa para coleta de dados em User eXperience, buscou-se neste trabalho fazer uma releitura no contexto do Ciclo de Vida dos Dados refletindo como esses ocorrem nas demais fases - armazenamento, recuperação e descarte.

Método: este artigo possui enfoque metodológico descritivo e aborda a questão do acesso a dados por pesquisadores no contexto de User eXperience, partindo da visão da Ciência da Informação sobre as fases do Ciclo de Vida dos Dados.

Resultado: evidenciou-se a importância do planejamento incluir todas as quatro fases da pesquisa. As práticas abordadas buscam contribuir para estruturar o olhar do pesquisador, especialmente em questões como a elaboração de um plano de gestão de dados, o possível futuro uso dos dados, a replicabilidade da pesquisa, a privacidade do usuário com as atuais legislações de proteção de dados pessoais e a estruturação dos dados para serem também interpretados por máquinas.

Conclusões: concluiu-se que o planejamento no contexto do Ciclo de Vida dos Dados é de suma importância para pesquisas de User eXperience, por pensar no acesso e uso dos dados a curto e longo prazo. Inclusive os fatores transversais que permeiam todas essas fases do Ciclo de Vida dos Dados podem ser extrapolados e adaptados para outras realidades de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suellen Timm Barros, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Graduada em Letras - Português, Comunicação Social - Jornalismo e Letras - Inglês pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (2010). Pós-graduada em Mídias e Educação pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (2020). Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Silvana Aparecida Borsetti Gregoro Vidotti, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Professora Assistente-Doutora em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília, Departamento de Ciência da Informação. Docente dos cursos de graduação em Arquivologia e Biblioteconomia e dos cursos de mestrado acadêmico e doutorado em Ciência da Informação da Unesp.

Cecílio Merlotti Rodas, Federal Institute of São Paulo

Docente do Instituto Federal de São Paulo - Campus de Votuporanga em Regime de Dedicação Exclusiva (RDE). Docente na Unesp de Marília, no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. 

Ricardo César Gonçalves Sant’Ana, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Professor Associado da Universidade Estadual Paulista - UNESP, Faculdade de Ciências e Engenharias - FCE, Campus de Tupã, em regime de dedicação exclusiva . Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista, Campus de Marília.

Referências

AGNI, Edu. Don Norman e o termo “UX”. UX Design Blog, 29 ago. 2016. Disponível em: https://uxdesign.blog.br/don-norman-e-o-termo-ux-6dffb3f8d218. Acesso em: 3 dez. 2020.

AVENTURIER, Pascal; DE ALENCAR, Maria Cleofas. Os desafios de dados de pesquisa abertos. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, v. 10, n. 3, 2016.

BARROS, Suellen E. Timm.; TEIXEIRA, Heytor Diniz; RODAS, Cecilio Merlotti; VIDOTTI, Silvana. A. B. G.; ALVES, Raquel C. V. Eye tracking e reações da pupila em estudos de User Experience. Brazilian Journal of Information Science: research trends, [S. l.], v. 15, p. e02113, 2021. DOI: 10.36311/1981-1640.2021.v15.e02113. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/bjis/article/view/11841. Acesso em: 3 ago. 2021.

BOJKO, Aga. Eye Tracking the user experience a practical guide to research. New York: Rosenfeld, 2013.

BRASIL. Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 15 ago. 2018. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/L13709.htm. Acesso em: 17 abr. 2021.

CARVALHO, Hugo. A evolução do Mac OS X. TechTudo. 23 abr. 2012. Disponível em: https://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/04/evolucao-do-mac-os-x.html. Acesso em: 2 maio 2021.

DE EGUILAZ, Naroa Luque Ruiz. How to run a true intent study. UserZoom, 08 maio 2019. Disponível em: https://www.userzoom.com/live-intercept/true-intent-studies-101/. Acesso em: 10 abr. 2021.

FAPESP. Gestão de Dados. Disponível em: https://fapesp.br/gestaodedados. Acesso em: 17 abr. 2021.

GOODMAN, Elizabeth; KUNIAVSKY, Mike; MOED, Andrea. Observing the User Experience: A Practitioner’s Guide to User Research. 2. ed. Waltham, MA: Elsevier, 2012.

HARTSON, Rex; PYLA, Pardha S. The UX Book: Process and Guidelines for Ensuring a Quality User Experience. Waltham, MA: Morgan Kaufmann, 2012.

HASSENZAHL, Marc. User experience (UX) towards an experiential perspective on product quality. In: Proceedings of the 20th Conference on l'Interaction Homme-Machine. 2008. p. 11-15. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/238472807_User_experience_UX_Towards_an_experiential_perspective_on_product_quality. Acesso em: 15 out. 2020.

HIGMAN, Rosie; BANGERT, Daniel; JONES, Sarah. Three camps, one destination: the intersections of research data management, FAIR and Open. Insights the UKSG Journal, v. 32, p. 18, 2019. Disponível em: http://insights.uksg.org/articles/10.1629/uksg.468/. Acesso em: 25 jan. 2021.

LAW, Effie L.-C.; VAN SCHAIK, Paul. Modelling user experience – An agenda for research and practice. Interacting with computers, v. 22, n. 5, p. 313-322, 2010. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/234787716_Editorial_Modelling_user_experience_-_An_agenda_for_research_and_practice. Acesso em: 4 nov. 2020.

REGULATION, Protection. General data protection regulation. Intouch, v. 25, 2018.

RODAS, C. M. Padrão de comportamento na busca de informação em mecanismo de busca: um enfoque com a tecnologia de eye tracking. 2017. 230 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília.

RODAS, Cecilio Merlotti; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório; MONTEIRO, Silvana Drumond. Interfaces entre a Arquitetura da Informação e a Semiótica. Informação & Tecnologia, [s. l.], v. 5, n. 2, p. 163-180, 2018. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/120663. Acesso em: 2 maio 2021.

ROHRER, Christian. When to use which user-experience research methods. Nielsen Norman Group, 12 out. 2014. Disponível em: https://www.nngroup.com/articles/which-ux-research-methods/. Acesso em: 5 nov. 2020.

SALAZAR, Kim. Diary Studies: Understanding Long-Term User Behavior and Experiences. Nielsen Norman Group, 5 jun. 2016. Disponível em: https://www.nngroup.com/articles/diary-studies/. Disponível em: 10 de abr. 2021.

SANT’ANA, Ricardo Cesar Gonçalves. Ciclo de vida dos dados e o papel da ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 14., 2013, Florianópolis. Anais... Florianópolis, 2013. Disponível em: http://enancib.sites.ufsc.br/index.php/enancib2013/ XIVenancib/paper/viewFile/284/319. Acesso em: 5 abr. 2021.

SANT’ANA, Ricardo Cesar Gonçalves. Ciclo de vida dos dados: uma perspectiva a partir da ciência da informação. Informação & Informação, v. 21, n. 2, p. 116–142, dez. 2016. ISSN 1981-8920. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/27940. Acesso em: 1 fev. 2021.

SANTOS, Plácida L. V. Amorim da Costa; SANT’ANA, Ricardo César Gonçalves. Dado e Granularidade na perspectiva da Informação e Tecnologia: uma interpretação pela Ciência da Informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 42, p. 199-209, 2015.

SAYÃO, Luís Fernando; SALES, Luana Farias. Curadoria digital e dados de pesquisa. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, v. 5, n. 2, p. 67-71, 2016.

TULLIS, Thomas.; ALBERT, William. Measuring the user experience: collecting, analyzing, and presenting usability metrics. 2. ed. rev. Waltham, MA: Elsevier, 2013.

VÄÄNÄNEN-VAINIO-MATTILA, Kaisa; ROTO, Virpi; HASSENZAHL, Marc. Towards practical user experience evaluation methods. Meaningful measures: Valid useful user experience measurement (VUUM), p. 19-22, 2008. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/239749277_Towards_Practical_User_Experience_Evaluation_Methods. Acesso em: 4 ago 2021.

VERMEEREN, Arnold POS et al. User experience evaluation methods: current state and development needs. In: Proceedings of the 6th Nordic conference on human-computer interaction: Extending boundaries. 2010. p. 521-530.

Publicado

2023-02-07

Como Citar

BARROS, Suellen Timm; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregoro; RODAS, Cecílio Merlotti; SANT’ANA, Ricardo César Gonçalves. O ciclo de vida dos dados no contexto da pesquisa em User eXperience. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 28, p. 1–24, 2023. DOI: 10.5007/1518-2924.2023.e83434. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/83434. Acesso em: 29 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.