Tipologia dos dados científicos das teses brasileiras da Ciência da Informação: Investigando a sua natureza e origem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e84729

Palavras-chave:

Vincent van Gogh, Saúde mental, Reabilitação, Saúde coletiva, Arte.

Resumo

Objetivo: Classificar a tipologia dos dados científicos obtidos nas teses brasileiras, na área da Ciência da Informação, de acordo com a sua natureza e origem, no interstício de 2012 a 2020.

Método: Utilizou-se uma abordagem quali-quantitativa; caracterizou-se quanto aos meios como um estudo bibliográfico e quanto aos fins como uma pesquisa descritiva. A técnica de análise de conteúdo foi adotada para analisar os dados com o suporte do software QDAMiner.

Resultado: Verificou-se que os dados da área são diversificados em relação à natureza por serem dados textuais, visualizações, multimídia, números e software, além disso, esses dados também se diferenciam no que diz respeito à origem, pois foram identificados dados de registro, observacional, computacional e experimental. Sendo os dados de registros e observacionais predominantes.

Conclusões: Diante da realidade de que o presente estudo evidenciou a diversidade e a divisão desses dados no tocante a origem, especialmente pela presença dos dados observacionais, que são os mais difíceis de replicar, espera-se que a área da CI se conscientize sobre a importância de tratar adequadamente os dados de forma que possam ter condições de serem reutilizados em novas pesquisas no longo prazo.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Débora Gomes de Araújo Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Graduada em Administração pela Universidade Estadual da Paraíba, MBA em Finanças Controladoria e Auditoria pela Fundação Getúlio Vargas, Mestra em Gestão em Organizações Aprendentes pela Universidade Federal da Paraíba e Doutora em Ciência da Informação pela UFPB . Atualmente é membro do grupo de pesquisa WRCO/UFPB.

Renata Lemos dos Anjos, Universidade Federal da Paraíba

Bibliotecária pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFPB - PPGCI/UFPB. Doutoranda em Ciência da Informação no PPGCI/UFPB. Atualmente é membro do grupo de pessquisa WRCO/UFPB.

Guilherme Ataíde Dias, Universidade Federal da Paraíba

Graduado em Ciência da Computação (UFPB). Bacharel em Direito (UNIPE). Mestre em Organization & Management (CCSU). Doutor em Ciência da Informação (USP). Pós-Doutor em Ciência da Informação (UNESP). Bolsista de Produtividade em Pesquisa (PQ) do CNPq. Professsor titular lotado no Departamento de Ciência da Informação (UFPB). Coordenador do grupo de pesquissa WRCO/UFPB.

Referências

ARAUJO, C. A. A. O que é ciência da informação. Belo Horizonte: KMA, 2018.

ASSANTE, M.; CANDELA, L.; CASTELLI, D.; TANI, A. Are scientific data repositories coping with research data publishing?. Data Science Journal, v.15, p.6, 2016. Disponível em: http://doi.org/10.5334/dsj-2016-006. Acesso em: 19 jun. 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução: Luis Antero Reto, Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, LDA, 2011.

BEZJAK, S.; CLYBURNE-SHERIN, A.; CONZETT, P.; FERNANDES, P.; GÖRÖGH, E.; HELBIG, K.; KRAMER, B.; LABASTIDA, I.; NIEMEYER, K.; PSOMOPOULOS, F.; ROSS-HELLAUER, T.; SCHNEIDER, R.; TENNANT, J.; VERBAKEL, E.; BRINKEN, H.; HELLER, L. Open Science Training Handbook. Hannover: German National Library of Science and Technology, 2018, 204 p. Disponível em: https://www.fosteropenscience.eu/content/open-science-training-handbook/. Acesso em: 10 dez. 2019.

BORGMAN, C. L. Big data, little data, no data: scholarship in the networked world. London: The MIT Press, 2015.

BORKO, H. Ciência da Informação: o que é isto. American Documentation, v. 19, n. 1, p. 3-5, 1968.

CURTY, R. Abordagens de reúso e a questão da reusabilidade dos dados científicos. Liinc Em Revista, v. 15, n.2, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.18617/liinc.v15i2.4777. Acesso em: 15 mai. 2021.

CURTY, R. G; AVENTURIER, P. O paradigma da publicação de dados e suas diferentes abordagens. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18., 2017. Anais [...], Marília: UNESP, 2017. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/105144. Acesso em: 8 jan. 2020.

DIAS, G. A.; ANJOS, R. L.; ARAUJO, D. G. A gestão dos dados de pesquisa no âmbito da comunidade dos pesquisadores vinculados aos programas de pós-graduação brasileiros na área da ciência da informação: desvendando as práticas e percepções associadas ao uso e reúso de dados. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v.15, n.2, p. 5-31, nov. 2019. Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/4683. Acesso em: 15 jan.2020.

DIETRICH, P; LOISON, M; ROUPNEL, M. Articular as abordagens quantitativa e qualitativa. In: PAUGAM, S. Pesquisa Sociológica. Petrópolis: Vozes, 2015. p. 171-182.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

LOHR, S. L. Sampling: design and analysis. Nelson Education, 2009.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

MICHEL, M. H. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

MONTEIRO, E. C. S. A. Direitos autorais nos repositórios de dados científicos: análise sobre os planos de gerenciamento dos dados. Orientador: Ricardo César Gonçalves Sant'Ana. 2017. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2017. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/149748. Acesso em: 5 jan. 2020.

NATIONAL SCIENCE BOARD (NSB). Long-lived digital data collections: enabling research and education in the 21st century. 2005. Disponível em: https://www.nsf.gov/geo/geo-data-policies/nsb-0540-1.pdf. Acesso em: 30 mar. 2020.

ORGANIZATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT. OECD principles and guidelines for access to research data from public funding. Paris: OECD, 2007. Disponível em: https://www.oecd.org/sti/inno/38500813.pdf. Acesso em: 16 jul. 2020.

PLATAFORMA SUCUPIRA. 2021. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/index.xhtml. Acesso em: 20 maio 2021.

PROVALIS RESEARCH. QDA MINER. Disponível em: https://provalisresearch.com/products/qualitative-data-analysis-software/. Acesso em: 15 mar. 2021.

RODRIGUES, D.G.A. Elementos de ciclos de vida dos dados no percurso metodológico das teses brasileiras da área de ciência da informação: um estudo diagnóstico. 2021. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2021.

SALES, L. F.; SAYÃO, L. F. Uma proposta de taxonomia para dados de pesquisa. Revista Conhecimento em Ação, v. 4, n. 1, jan./jun. 2019. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rca/article/view/26337. Acesso em: 10 maio. 2021.

SANT’ANA, R. C. G. Ciclo de vida dos dados: uma perspectiva a partir da ciência da informação. Informação & Informação, Londrina, v. 21, n. 2, p. 116–142, maio/ago. 2016. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/27940/20124. Acesso em: 20 jun. 2018.

SAYÃO, L.F.; SALES, L.F. A ciência invisível: os dados da cauda longa da pesquisa científica. In: DIAS, G. A; OLIVEIRA, B. M.J.F. (org.). Dados científicos: perspectivas e desafios. João Pessoa: UFPB, 2019. p. 33-52. Disponível em: http://www.editora.ufpb.br/sistema/press5/index.php/UFPB/catalog/view/359/508/2949-1. Acesso em: 20 out. 2021.

SAYÃO, L. F.; SALES, L. F. Afinal, o que é dado de pesquisa?. Biblos, v.34, n.2, 2020. Disponível em: https://www.seer.furg.br/biblos/article/view/11875. Acesso em: 20 abr. 2021.

SCHÖPFEL, J.; PROST, H.; MALLERET, C.; JUZNIC, P.; CESAREK, A.; KOLER-POVH, T. Dissertations and data. Grey Journal (TGJ), [s. l.], v. 12, n. 3, p. 126–148, 2016. Disponível em: http://search-ebscohost-com.ez15.periodicos.capes.gov.br/login.aspx?direct=true&db=lih&AN=118841427&lang=pt-br&site=ehost-live. Acesso em: 16 mar. 2020.

SILVA, F. C. C. Gestão de dados científicos. 1. ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2019.

VAN DEN EYNDEN, V., CORTI, L. Advancing research data publishing practices for the social sciences: from archive activity to empowering researchers. International Journal on Digital Libraries, v. 18, p. 113–121, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s00799-016-0177-3. Acesso em: 25 out. 2020.

Downloads

Publicado

2022-03-21

Como Citar

Rodrigues, D. G. de A., Anjos, R. L. dos, & Dias, G. A. (2022). Tipologia dos dados científicos das teses brasileiras da Ciência da Informação: Investigando a sua natureza e origem. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 27(1), 1-25. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e84729

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)