Tipologia dos dados científicos das teses brasileiras da Ciência da Informação: Investigando a sua natureza e origem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e84729

Palavras-chave:

Vincent van Gogh, Saúde mental, Reabilitação, Saúde coletiva, Arte.

Resumo

Objetivo: Classificar a tipologia dos dados científicos obtidos nas teses brasileiras, na área da Ciência da Informação, de acordo com a sua natureza e origem, no interstício de 2012 a 2020. Método: Utilizou-se uma abordagem quali-quantitativa; caracterizou-se quanto aos meios como um estudo bibliográfico e quanto aos fins como uma pesquisa descritiva. A técnica de análise de conteúdo foi adotada para analisar os dados com o suporte do software QDAMiner. Resultado: Verificou-se que os dados da área são diversificados em relação à natureza por serem dados textuais, visualizações, multimídia, números e software, além disso, esses dados também se diferenciam no que diz respeito à origem, pois foram identificados dados de registro, observacional, computacional e experimental. Sendo os dados de registros e observacionais predominantes. Conclusões: Diante da realidade de que o presente estudo evidenciou a diversidade e a divisão desses dados no tocante a origem, especialmente pela presença dos dados observacionais, que são os mais difíceis de replicar, espera-se que a área da CI se conscientize sobre a importância de tratar adequadamente os dados de forma que possam ter condições de serem reutilizados em novas pesquisas no longo prazo.

Biografia do Autor

Débora Gomes de Araújo Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Graduada em Administração pela Universidade Estadual da Paraíba, MBA em Finanças Controladoria e Auditoria pela Fundação Getúlio Vargas, Mestra em Gestão em Organizações Aprendentes pela Universidade Federal da Paraíba e Doutora em Ciência da Informação pela UFPB . Atualmente é membro do grupo de pesquisa WRCO/UFPB.

Renata Lemos dos Anjos, Universidade Federal da Paraíba

Bibliotecária pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFPB - PPGCI/UFPB. Doutoranda em Ciência da Informação no PPGCI/UFPB. Atualmente é membro do grupo de pessquisa WRCO/UFPB.

Guilherme Ataíde Dias, Universidade Federal da Paraíba

Graduado em Ciência da Computação (UFPB). Bacharel em Direito (UNIPE). Mestre em Organization & Management (CCSU). Doutor em Ciência da Informação (USP). Pós-Doutor em Ciência da Informação (UNESP). Bolsista de Produtividade em Pesquisa (PQ) do CNPq. Professsor titular lotado no Departamento de Ciência da Informação (UFPB). Coordenador do grupo de pesquissa WRCO/UFPB.

Referências

ARAUJO, C. A. A. O que é ciência da informação. Belo Horizonte: KMA, 2018.

ASSANTE, M.; CANDELA, L.; CASTELLI, D.; TANI, A. Are scientific data repositories coping with research data publishing?. Data Science Journal, v.15, p.6, 2016. Disponível em: http://doi.org/10.5334/dsj-2016-006. Acesso em: 19 jun. 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução: Luis Antero Reto, Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, LDA, 2011.

BEZJAK, S.; CLYBURNE-SHERIN, A.; CONZETT, P.; FERNANDES, P.; GÖRÖGH, E.; HELBIG, K.; KRAMER, B.; LABASTIDA, I.; NIEMEYER, K.; PSOMOPOULOS, F.; ROSS-HELLAUER, T.; SCHNEIDER, R.; TENNANT, J.; VERBAKEL, E.; BRINKEN, H.; HELLER, L. Open Science Training Handbook. Hannover: German National Library of Science and Technology, 2018, 204 p. Disponível em: https://www.fosteropenscience.eu/content/open-science-training-handbook/. Acesso em: 10 dez. 2019.

BORGMAN, C. L. Big data, little data, no data: scholarship in the networked world. London: The MIT Press, 2015.

BORKO, H. Ciência da Informação: o que é isto. American Documentation, v. 19, n. 1, p. 3-5, 1968.

CURTY, R. Abordagens de reúso e a questão da reusabilidade dos dados científicos. Liinc Em Revista, v. 15, n.2, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.18617/liinc.v15i2.4777. Acesso em: 15 mai. 2021.

CURTY, R. G; AVENTURIER, P. O paradigma da publicação de dados e suas diferentes abordagens. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18., 2017. Anais [...], Marília: UNESP, 2017. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/105144. Acesso em: 8 jan. 2020.

DIAS, G. A.; ANJOS, R. L.; ARAUJO, D. G. A gestão dos dados de pesquisa no âmbito da comunidade dos pesquisadores vinculados aos programas de pós-graduação brasileiros na área da ciência da informação: desvendando as práticas e percepções associadas ao uso e reúso de dados. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v.15, n.2, p. 5-31, nov. 2019. Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/4683. Acesso em: 15 jan.2020.

DIETRICH, P; LOISON, M; ROUPNEL, M. Articular as abordagens quantitativa e qualitativa. In: PAUGAM, S. Pesquisa Sociológica. Petrópolis: Vozes, 2015. p. 171-182.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

LOHR, S. L. Sampling: design and analysis. Nelson Education, 2009.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

MICHEL, M. H. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

MONTEIRO, E. C. S. A. Direitos autorais nos repositórios de dados científicos: análise sobre os planos de gerenciamento dos dados. Orientador: Ricardo César Gonçalves Sant'Ana. 2017. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2017. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/149748. Acesso em: 5 jan. 2020.

NATIONAL SCIENCE BOARD (NSB). Long-lived digital data collections: enabling research and education in the 21st century. 2005. Disponível em: https://www.nsf.gov/geo/geo-data-policies/nsb-0540-1.pdf. Acesso em: 30 mar. 2020.

ORGANIZATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT. OECD principles and guidelines for access to research data from public funding. Paris: OECD, 2007. Disponível em: https://www.oecd.org/sti/inno/38500813.pdf. Acesso em: 16 jul. 2020.

PLATAFORMA SUCUPIRA. 2021. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/index.xhtml. Acesso em: 20 maio 2021.

PROVALIS RESEARCH. QDA MINER. Disponível em: https://provalisresearch.com/products/qualitative-data-analysis-software/. Acesso em: 15 mar. 2021.

RODRIGUES, D.G.A. Elementos de ciclos de vida dos dados no percurso metodológico das teses brasileiras da área de ciência da informação: um estudo diagnóstico. 2021. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2021.

SALES, L. F.; SAYÃO, L. F. Uma proposta de taxonomia para dados de pesquisa. Revista Conhecimento em Ação, v. 4, n. 1, jan./jun. 2019. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rca/article/view/26337. Acesso em: 10 maio. 2021.

SANT’ANA, R. C. G. Ciclo de vida dos dados: uma perspectiva a partir da ciência da informação. Informação & Informação, Londrina, v. 21, n. 2, p. 116–142, maio/ago. 2016. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/27940/20124. Acesso em: 20 jun. 2018.

SAYÃO, L.F.; SALES, L.F. A ciência invisível: os dados da cauda longa da pesquisa científica. In: DIAS, G. A; OLIVEIRA, B. M.J.F. (org.). Dados científicos: perspectivas e desafios. João Pessoa: UFPB, 2019. p. 33-52. Disponível em: http://www.editora.ufpb.br/sistema/press5/index.php/UFPB/catalog/view/359/508/2949-1. Acesso em: 20 out. 2021.

SAYÃO, L. F.; SALES, L. F. Afinal, o que é dado de pesquisa?. Biblos, v.34, n.2, 2020. Disponível em: https://www.seer.furg.br/biblos/article/view/11875. Acesso em: 20 abr. 2021.

SCHÖPFEL, J.; PROST, H.; MALLERET, C.; JUZNIC, P.; CESAREK, A.; KOLER-POVH, T. Dissertations and data. Grey Journal (TGJ), [s. l.], v. 12, n. 3, p. 126–148, 2016. Disponível em: http://search-ebscohost-com.ez15.periodicos.capes.gov.br/login.aspx?direct=true&db=lih&AN=118841427&lang=pt-br&site=ehost-live. Acesso em: 16 mar. 2020.

SILVA, F. C. C. Gestão de dados científicos. 1. ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2019.

VAN DEN EYNDEN, V., CORTI, L. Advancing research data publishing practices for the social sciences: from archive activity to empowering researchers. International Journal on Digital Libraries, v. 18, p. 113–121, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s00799-016-0177-3. Acesso em: 25 out. 2020.

Downloads

Publicado

2022-03-21

Como Citar

RODRIGUES, . G. de A.; ANJOS, . L. dos; DIAS, . A. Tipologia dos dados científicos das teses brasileiras da Ciência da Informação: Investigando a sua natureza e origem. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 27, n. 1, p. 1–25, 2022. DOI: 10.5007/1518-2924.2022.e84729. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/84729. Acesso em: 9 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)